Verdades sobre Pobre

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta página trata sobre os fatos de Pobre


  1. Pobre toma cerveja em copo de requeijão.
  2. Pobre esquenta a ponta da "BIC" para ver se ela volta a funcionar.
  3. Pobre anda pendurado na porta do ônibus.
  4. Pobre lambe a tampa metálica do Iogurte.
  5. Pobre fala ioRgute e não ioguRte
  6. Pobre coloca Bombril na antena da TV.
  7. Pobre coloca biquíni e toma sol na laje ou atrás da casa.
  8. Pobre corre atrás do guarda-sol na praia gritando "pega, pega!".
  9. Pobre entra na loja perguntando os preços para o vendedor e diz que: "Só estou dando uma olhadinha...".
  10. Pobre faz jogo de futebol com times "camisa" e "sem camisa".
  11. Pobre fica balançando lâmpada queimada para ver se ela volta a funcionar.
  12. Pobre entra na farmácia apenas para se pesar.
  13. Pobre aproveita garrafa plástica de refrigerante e coloca água na geladeira.
  14. Pobre seca tênis e roupa molhada atrás da geladeira.
  15. Pobre recebe visita e mostra a casa toda.
  16. Pobre compra carro novo e não tira o plástico dos bancos só pra dizer que é novo.
  17. Pobre amarra cachorro com fio de luz.
  18. Pobre lambe ponta de borracha para apagar o erro.
  19. Pobre corre a casa inteira com chinelo na mão atrás da barata.
  20. Pobre usa pregador de roupa (ou clips) para fechar sacos de arroz, biscoitos, açúcar.
  21. Pobre joga algodão na árvore de natal para dar efeito de neve.
  22. Pobre passa cuspe no cotovelo ressecado para amaciar.
  23. Pobre guarda sobras de sabonete para depois fazer uma bola só.
  24. Pobre convida os amigos para o churrasco no seu aniversário e manda cada um trazer uma coisa.
  25. Pobre conserta tira de sandália havaiana com grampeador ou prego (e usa até partir no meio)
  26. Pobre dança lambada com a sogra, passa uma rasteira na 'véia' e manda para o vídeo-cassetada.
  27. Pobre enfeita a estante da sala com lembrancinhas de casamento.
  28. Pobre passa fio dental e depois cheira pra ver se o dente está podre.
  29. Pobre tira cera do ouvido com a chave do carro ou com a tampa da caneta.
  30. Pobre faz barra da calça com fita crepe.
  31. Pobre sai correndo e se mata pra pegar o ônibus que já está saindo do ponto.
  32. Pobre sobe na laje pra mexer na antena e fica gritando lá de cima: "Melhorou?".
  33. Pobre entra na loja de R$ 1,99 e quer achar um presente legal.
  34. Pobre vai ao restaurante e, antes de pedir a comida, pergunta se aceita Ticket.
  35. Pobre, quando não tem soda limonada ou Fanta, coloca suco de limão ou suco de laranja em água gaseificada.
  36. Pobre coloca água na tinta para render mais (sintoma dos condomínios)
  37. Pobre usa calculadora no supermercado (se for inteligente o suficiente pra usá-la, caso contrário, pede pra alguém mais instruído fazer a conta pra ele).
  38. Pobre checa a pilha do walk man para ver se está acabando.
  39. Pobre usa papel higiênico nos dois lados.
  40. Pobre fuma bituca de cigarro.
  41. Pobre só toma banho de sábado (ou quando chove).
  42. Pobre desgrava e grava fita cassete 15 vezes com o mesmo filme.
  43. Pobre enrola controle remoto com saco plástico e prende com durex.
  44. Pobre paga conta de supermercado com 5 cheques pré-datados.
  45. Pobre tira ranho do nariz e coloca de baixo da mesa e raspa com a unha quando estiver ressecado.
  46. Pobre tira sujeira da unha com ponta de lapiseira.
  47. Pobre toma banho com leiteira ou caneca.
  48. Pobre coloca pilha no freezer para ver se recarrega.
  49. Pobre troca o lado da pilha para ver se funciona (e fode com o pouco eletrônico que tem).
  50. Pobre vira ao avesso a cueca que está suja para reaproveitar.
  51. Pobre nega sintomas de pobreza.
  52. Pobre faz chocalho com arroz e latas de alumínio.
  53. Pobre reaproveita copos descartáveis.
  54. Pobre limpa a boca suja de comida na toalha da mesa.
  55. Pobre solta bafo ou cospe na lente do óculos para limpá-la
  56. Pobre fica fingindo que está falando no celular, mas na verdade é uma máquina fotográfica aberta.
  57. Pobre escreve carta em papel-toalha.
  58. Pobre reaproveita saco de lixo.
  59. Pobre guarda bijuterias em latas de alumínio.
  60. Pobre enrola o caixa do McDonald's para ganhar o MC COOKIES
  61. Pobre tira o escapamento do carro para fazer barulho
  62. Pobre chama coalhada de 'Iorgute'
  63. Pobre joga futebol com latinha de alumínio amassada
  64. Pobre joga lixo em sacola de supermercado
  65. Pobre compra coisa de marca falsificada no camelô (adidas, nike, etc) e acha que tá arrasando
  66. Pobre limpa chão com roupas velhas
  67. Pobre prende a lista de supermercado na geladeira com imã de pizzaria
  68. Pobre derrama perfume na privada para substituir o desinfetante
  69. Pobre leva marmita para a escola na mochila
  70. Pobre volta fita de vídeo ou áudio no dedo para economizar luz
  71. Pobre usa foto de raio "X" ou filme de câmera para ver o eclipse do sol
  72. Pobre conversa gritando dentro do ônibus
  73. Pobre abre o tubo de pasta de dentes e raspa o "restinho" com a escova.
  74. Pobre guarda colheres sujas daquela festinha, para serem usados nos anos seguintes
  75. Pobre usa as "horas grátis" do provedor de Internet e depois o troca
  76. Pobre compra o almanacão da Mônica só para ficar com o chaveirinho
  77. Pobre pula 2 horas de carnaval com o mesmo copo de uísque na mão e não deixa ninguém experimentar para não perceberem que é guaraná.
  78. Pobre cheira inseticida para ficar doidão e dizer que é lança perfume.
  79. Pobre aparece na TV chorando de saudades porque o carnaval acabou.
  80. Pobre deixa a namorada em casa para freqüentar ensaio de escola de samba.
  81. Pobre espera o carro passar para ficar dando banho de seringa.
  82. Pobre usa guarda-chuvas como protetor solar.
  83. Pobre usa aqueles guardas-sol de propaganda de cerveja.
  84. Pobre sai do mar de chinelo para não queimar o pé na areia quente. (Cadê o chinelo?)
  85. Pobre garimpa na beira do mar, para ver se acha aliança, anel etc.
  86. Pobre coloca palito de dente no pino da panela de pressão para evitar vazamento.
  87. Pobre coloca casca de ovo no xaxim da samambaia para servir de adubo e espantar formigas.
  88. Pobre pega pó de café usado, coloca no sol para secar e usar de novo.
  89. Pobre aluga sapatos para usar com terno emprestado.
  90. Pobre é substituído durante a partida de futebol e antes de descer pro vestiário tem que emprestar a chuteira pro substituto jogar.
  91. Pobre escova os dentes no tanque de lavar roupa.
  92. Pobre tem um Fusca, e coloca a chave num chaveiro da Ferrari.
  93. Filho de pobre sempre é Washington (Com variações como Waxynton, Uóchiton...)
  94. Pobre vai em festa de criança e volta pra casa levando salgadinho escondido na bolsa.
  95. Pobre guarda o resta da pizza para comer no café da manhã.
  96. Pobre passa várias vezes para pegar amostra grátis no supermercado.
  97. Pobre conecta na Internet exatamente a 00:01 por ser mais barato.
  98. Pobre anda com o janela do carro fechada no dia mais quente do ano, para pensarem que o carro tem ar-condicionado.
  99. Pobre pendura bonequinho dos Teletubies dentro do carro.
  100. Pobre cola o logotipo da Mercedes-Benz no seu Fusca.
  101. Pobre corta roupa velha para fazer de paninho de passar em carro e móveis
  102. Pobre raspa a manteiga que fica na parte metálica do pote
  103. Pobre come sentado no sofá com prato na mão na frente da televisão
  104. Pobre enche a geladeira com calendário de farmácia
  105. Pobre leva um pratinho com bolo do aniversário de festa de criança
  106. Pobre Leva para casa sobras de comida de festas
  107. Pobre Coloca cd velho nos aros da bicicleta e acha que tá arrasando
  108. Pobre faz compras de natal no camelô.
  109. Pobre pendura cartão de natal na árvore de natal.
  110. Pobre tem galinha em casa.
  111. Pobre esquenta o pão feito na semana passada no micro-ondas e falar pras visitas: "Acabei de comprar, tá quentinho"
  112. Pobre não deixa o filho pegar o brigadeirinho no meio da festa e fala: "Não tá na hora"
  113. Pobre compra espelho de banheiro com borda laranja.
  114. Pobre acha que quem tem mobylette é Playboy.
  115. Pobre vai na avenida de bicicleta, fica encostado num carrão, só pra meninas pensarem que é o carro dele.
  116. Pobre alimenta o cachorro com arroz, feijão e macarrão que sobrou da janta.
  117. Pobre compra computador com monitor LCD nas Casas Bahia, paga em 70 prestações e ainda por cima fica se gabando, quando na verdade ele tem 128 Mb de memória Ram, no máximo um leitor de cd.
  118. Pobre briga no caixa do supermercado porque a compra do mês ultrapassou o limite de 120 reais.
  119. Pobre compra roupa de marca cara e paga em 10 vezes no cartão.
  120. Pobre usa calça de ginástica com sandália de salto alto.
  121. Pobre vai ao shopping com roupa social.
  122. Pobre coloca nome de personagens da novela em seus filhos. (Por exemplo: Donatela da Silva, Maria do Céu da Silva)
  123. Pobre entra na Desciclopédia e morre de rir ao ler isso, reconhecendo que é a mais pura verdade
  124. Pobre pendura Bilhete Único (se ele morar em São Paulo), chaveiro, celular e outras tranqueiras no cordão do crachá.
  125. Pobre saí de casa com o cabelo melado com aqueles cremes fedidos,
  126. Pobre usa desodorante Avanço.
  127. Pobre faz crochê em panos de renda para colocar em cima do filtro.
  128. Pobre coloca água no shampoo para render mais.
  129. Pobre coloca pilha na geladeira para ver se recarrega.
  130. Pobre desliga a torneira enquanto passa shampoo no cabelo.
  131. Pobre coloca pão no freezer para comer fresquinho no dia seguinte (ou semana).
  132. Pobre não liga o ventilador nos dias quentes para não queimar.

Tabela de conteúdo

[editar] Sintomas de pobreza

Sintoma típico de pobreza.


Há tantos sintomas que eles podem ser classificados em categorias:

Pobre Quando vai para aniversário passa o dia sem comer pra tirar a barriga da miséria

[editar] Comportamento Social

  • Liberar flatulências (vulgarmente, "peidar") e achar bonito.
  • Ir ao restaurante e antes de fazer o pedido perguntar se aceita ticket.
  • Ir ao Mc Donalds e sair com o copo de Coca Cola na mão só pra mostrar pros outros que foi comer lá.
  • Receber visita e mostrar a casa toda.
  • Passar cuspe no cotovelo para amaciar.
  • Tirar cera do ouvido com a chave do carro (Chevette ou Fusca) ou com a tampa da caneta.
  • Pedir algo chamando seu nome, dizendo o que quer e finalizando a ordem com seu nome de novo.
  • Querer ter uma fila de filhos (uns 10 no mínimo) e conquistar a "Fila Própria".
  • Cantarolar uma música bem chata na frente dos outros só para irritar. Caso contrário, não cantam.
  • Falar bem alto para que todos ao seu redor percebam sua presença desprezível.
  • Pobres têm uma súbita curiosidade em entrar em filas só pra saber onde ela vai chegar.
  • Quando designam algo erudito e superior, falam que é "chiqui".
  • A maioria dos pobres expressa padrão nômade.
  • Namorados pobres gostam de chamar um ao outro de "chêro".
  • Fazer visitas nas casas dos amigos para comer de graça.
  • Gritar aos vizinhos: "Sua roupa está no varal, recolha antes que chova".
  • Nomear a fila de filhos com um padrão. Ex.: Daniel, Marciel, Isabel, Mariel, Israel, Ariel, (todos terminados com "el"); Jubilélson, Josévilson, Joanélson, Jodenílson e Josilílson (todos começam com a letra J e terminam com “son”).
  • Colocar nomes 'compostos' nos filhos, inventando formas de escrever e baseando-se em nomes estrangeiros. Ex: Kaiky Wesdley, Kelley Joy, Kinberly Ewellynn, Karolayne Sheristone, Maicu Jéckson, Jucylleine Thuanny...e coisas do gênero.
  • Começam a falar as coisas e nunca concluem as frases.
  • Se a voz deles é abafada, tratam de aumentar o tom e o volume imediatamente.
  • Riem como hienas, de um modo extremamente escandaloso e de modo hiper indiscreto.
  • Fofocam sussurrando (se a sós) ou berrando (no meio da rua ou "acompanhadas").
  • Adoram compartilhar coisas de uso estritamente pessoal, como roupas íntimas.
  • Pobre gosta de uma intriga; quanto mais fútil for o motivo, maior o escândalo.
  • Ficam tagarelando por semanas sobre um assunto ou ação considerada errônea pelo instinto deles.
  • Dizeres comuns dos pobres:
  • Quando alguém avisa que irá chegar: "Ai, mais a caza tá numa bagúmssia! Córri alimpá êçi xiqêro!";
  • Quando alguém chega: "Ai, nun rrepala na bagúmssia!"
  • Quando alguém vai embora às duas horas da manhã: "Já vai? Ainda tá sçêdu! Fíca maiz un pôcu!".
  • Quando sai o pagamento no fim do mês leva as crianças pra comer no "MAQUI DONALDI"
  • Levar arranjo de mesa para casa quando vai à alguma festa ou casamento
  • Gostam de ligar o viva-voz do celular no último volume pra conversar com os amigos do pagode, quando estão em lugares movimentados.
  • Dizem que falam inglês quando só falam, ou tentam falar:Yes, no, fire, water...
  • Costumam responder pessoas com:E eu com isso?,não perguntou pra você, etc.

[editar] Estética e Moda

  • Usar camiseta de Deputado Estadual ou da Seleção Brasileira (com 3 ou 4 estrelas) para dormir.
  • Colocar sunga, maiô ou biquíni e tomar sol na laje ou atrás da casa.
  • Decorar vaso com flor de plástico.
  • Encher a casa com esses vasos.
  • Jogar algodão na árvore de natal para dar efeito de neve.
  • Enfeitar portas com guirlandas feitas de jornal.
  • Enfeitar a estante da sala com lembranças de casamento.
  • Enfeitar a mesa da cozinha com vaso feito de papel marchê.
  • Fazer a barra da calça com fita crepe.
  • Dizer que tudo que usam está na moda.
  • Descolorir o cabelo com água oxigenada e pintar com papel crepom.
  • Tingir o cabelo de loiro e não ter dinheiro para retocar a raiz depois de um mês.
  • Para eles há dois tipos de roupa: as de marca e as que não são de marca (como se houvesse roupa genérica, ou seja, sem fabricante).
  • Pobres utilizam garrafas de bebidas "raras e caras" como enfeite de estante.
  • Usam bolsas de loja de celular ou de boutiques durante o dia-a-dia, geralmente para carregar roupas.
  • O chaveiro da porta de casa é da última eleição.
  • Usar anel no dedo mais comprido do pé.
  • Ter a pele bem morena e passar água oxigenada nos pêlos das pernas e dos braços pra que fiquem loiros.
  • Usar short super apertado e sandálias com saltos imensos, achando que está na moda.

[editar] Economia

  • Comprar os produtos que estão perto do prazo de validade, pois eles estão bem mais baratos.
  • Entrar de loja em loja olhando os preços e dizer ao vendedor: “Só estou dando uma olhadinha”.
  • Ser beneficiário de todas — ou qualquer — “bolsa-alguma-coisa” do governo.
  • Ter filhos para que a “bolsa alguma coisa” aumente.
  • Junta os trocadinhos para poder comprar pão no dia seguinte.
  • Quando vai comprar pão leva sacolinha para ter o desconto de dois centavos.
  • Fazer vaquinha para comprar goró.
  • Aprendem a dirigir cedo (geralmente entre 9 e 15 anos) para ajudar a família nas despesas para a construção de um puxadinho.
  • Utilizam pronomes possessivos e seus próprios nomes na hora de nomear seus raros estabelecimentos comerciais (bares fedorentos ou salões de pseudobeleza encardidos), geralmente usando o possessive case do idioma inglês, sem saber o que significa (e ainda acham que o nome com possessive case fica no plural!). Exemplo: Alcides's Bar ou Lucineide's Fashion Hair.
  • Entram no 1,99 e pedem pra parcelar a compra em 1 zilhão de vezes sem juros, com desconto (é claro) de 99,999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999 %.
  • Os ricos desfrutam das mordomias e da vida; os pobres mais pobres servem somente para perpetuação da espécie.
  • Entrar pela porta traseira pra não pagar condução.
  • Usar camisa velha de propaganda de político como pano de chão.
  • Pobre vai no mercado só para poder correr atras das promoções-relâmpago.
  • Usar saquinho de “sacolé” (também conhecido como “chupe-chupe”,“dim-dim”,“flau” e outros...) por falta de preservativo.
  • Quando eles conseguem montar um negócio(impossível) tipo, padaria, salão, mercadinho, lanhouse e afins o nome sempre termina com "'s", por exemplo: Márcia's Salão de Beleza, João's Mercadinho, Carlinho's CyberCafé.

[editar] Educação e Linguística

  • Levar material escolar em saco de açúcar União durante dias de chuva (peraí! pobre tem dinheiro para comprar açúcar União?).
  • Lamber a ponta da borracha para apagar o erro.
  • Repetir palavras como tá, entendeu, então, tá ligado, tá entendendo, daí, tipo, mano, meu, etc.
  • Pobre foge da escola.
  • Mulher pobre fala mais com o nariz do que com a boca.
  • Chamar qualquer indivíduo com uma profissão intelectualizada de doutor sem saber se fez doutorado.
  • "Enjecar" nomes e sobrenomes dos outros como Veba (Webber), Laudete (Analdete), Jamo (Jaime), Uilia (Willian)etc.
  • Ser babaca e fácil de enganar devido ao seu QI nulo ou negativo.
  • Falar num idioma baseado em Dercy Gonçalves.
  • Dizer que conhece toda a população de uma cidade.
  • Quando um pobre (do sexo masculino) chega perto do outro ele diz: "Vamu [fulano]?" E outro diz: "Vamu".
  • Falar vocábulos arcaicos que ninguém usa (exceto eles mesmos, é claro).
  • Pobre não tem intelecto; tem instinto.
  • Só vão à escola para mostrar o tênis e a calça novos (certamente comprados no camelô) e também para fazer a social.
  • Dizer alguma variante do verbo pegar no meio das frases (então ela pegou e disse; tipo vê se pega e vai), além de concluir orações com a partícula "né?".
  • Enjecar nomes estrangeiros: Leidi Daiana (Lady Diana), Mixael Diequisson (Michael Jackson), Valdisnei (Walt Disney) etc.
  • Escrevem seus desprezíveis nomes em tudo em que acham pela frente (pra dizer que passaram por lá, para que ninguém se esqueça. Quem sabe algum dia isso se torna objeto de estudo por parte de civilizações alienígenas).
  • Enquanto assistem a uma novela, show ou filme comentam tudo o que veem (se não estiverem sozinhos). Depois que acaba começam a "debater" o que assistiram, mesmo que isso seja baseado em algo absolutamente fútil.
  • Colocam K, W e Y em seus nomes ou abreviações e apelidos para deixá-los mais "internacionais".
  • Levam caderno por debaixo da camisa em dias de chuva.
  • Prendem a caneta e a grafite no aro do caderno.
  • Se for pobre do sexo feminino, na escola briga com outra pobre por causa do garoto (pobre também) com quem as duas descobriram que ficavam ao mesmo tempo (ou seja: eram chifrudas). (O quebra-pau costuma acontecer na hora da saída da escola e ambas chamam suas respectivas "gangues")
  • Só vão a escola para comer a merenda.
  • Pobre fala frase no plural sem colocar "s" no fim dos substantivos: vou passar creme nos cabelo; tenho que comprar os presente de Natal.

Pobre só vai em shopping de rico para andar! Alguém já viu um pobre entrar numa loja e dizer "vou levar" sem antes fazer aquela perguntinha básica: "quanto custa?"

[editar] Esporte e Lazer

  • Ir ao estádio de futebol, entrar nas gerais e pular para as sociais.
  • Correr atrás do guarda-sol na praia, gritando: “pega, pega”.
  • Fazer jogo de futebol com times com camisa e sem camisa.
  • Ir para o trabalho de bicicleta e dizer que é para entrar em forma.
  • Convidar amigos para um churrasco no seu aniversário e mandar cada um levar uma coisa.
  • Gastar no Beira Rio (Pacaembu/Maracanã) o dinheirinho que era pra janta só pra ver o Internacional (Corinthians/Flamengo) fazer fiasco.
  • Em suas festas, sempre tocam sertanejo/jeca/brega/forró/Calypso/Bonde do Forró/samba/pagode/gauchesca geriátrica/ritmos crono e tecnologicamente defasados e socioeconomicamente inferiores.
  • Soltam foguetes para comemorar futilidades e incomodar a vizinhança, além de poluir o ar com essa atitude.
  • Compram um Polystation PS3 e se acham o melhor

[editar] Gastronomia

  • Colocar um copo de leite no pote de Toddy ou Nescau e chacoalhar pra aproveitar o que restou do pó.
  • Tomar cerveja em copo de requeijão ou em copo de cristal da Cica.
  • Lamber a tampa metálica do iogurte.
  • Aproveitar garrafas plásticas de refrigerante e colocar água na geladeira.
  • Guardar refrigerante com uma colher na boca para não perder o gás.
  • Eles geralmente têm "almoço de domingo" baseado em arroz, feijão, salpicão de frango ou maionese
  • Usar pregador de roupa para fechar sacos de arroz, açúcar, macarrão, etc.
  • Quando for para comprar figo ele pergunta "Figo carne ou figo fruta?".
  • Em festa de pobre não pode faltar pão, churrasco, maionese e salada de tomate.
  • Quando têm a oportunidade de ingerir algo sofisticado, preferem usá-lo como enfeite a como alimento.
  • No caso raro de ser estudante, almoça no restaurante popular e pede meia entrada.

[editar] Higiene, Limpeza e Saúde

  • Passar fio dental e depois cheira para ver se o dente está podre.
  • Passar fio dental com pedaço de saco plástico (e também cheira depois).
  • Guardar sobras de sabonete para fazer uma bola só.
  • Colocar água no frasco de shampoo para aproveitar o finzinho.
  • Limpar a sujeira da unha com faca ou palitos Gina.
  • Utilizar Merthiolate como o talismã da cura: para eles cura desde um arranhão e até regenera membros amputados instantaneamente.
  • Ter uma arcada dentária com um número de dentes inferior a 20.
  • E quando tem dor de dente, qualquer que seja o motivo, manda o dotô dentista "clandestino" arrancá.
  • Ir trabalhar (quando tem trabalho) de manhã cedo sem tomar banho.
  • Pobre não tira raio-x ou faz um eletrocardiograma: ou batem chapas ou tiram elétricos do coração.
  • Tentar tirar a sujeira dos dentes, encostando-os e soprando fortemente.
  • Viver passando pano em tudo que vê, achando que vai ficar limpo.
  • Mulheres pobres qundo têm tempo livre, tendem a limpar instintivamente a casa.
  • tomar banhos rapidos para não cair a força e ficar sem luz

[editar] Infra-Estrutura

  • Acender latinha com álcool no banheiro nos dias frios.
  • Colar tênis, tampar buracos, vedar vazamentos usando Silver Tape.
  • Amarrar cachorro com fio de luz.
  • Consertar tira de sandália Havaianas com grampeador ou prego
  • Improvisar remendos com arames, tábuas podres, cabos de joystick de Super Nintendo, etc.
  • Abrir a casa toda para não precisar gastar energia com um ventilador.
  • Usar bico de garrafa PET como funil.
  • Usar arame no lugar de cadeado para trancar a janela.
  • Usar papelão e fita crepe para tapar o vidro quebrado da porta da cozinha.

[editar] Meios de Transporte

  • Andar pendurado na porta do ônibus.
  • Comprar carro novo e não tirar o plástico do banco só para dizer que é novo.
  • Usar sachês de perfume no formato de folha que deixam o carro fedendo mais ainda.
  • Sair correndo para pegar um ônibus que já está saindo do ponto.
  • Guardar cueca velha para passar cera no carro.
  • Mesmo em dias quentes, andar com os vidros do carro fechados, só para os outros pensarem que tem ar condicionado.
  • Juram que nunca usarão aviões/helicópteros/veículos aéreos.
  • Colocam as mãos no lado externo do teto do carro popular de seus amigos em dias quentes e ouvindo um funk bem escandaloso (principalmente os homens, que se acham os garanhões, mas não passam de malas sem alça).

[editar] Multimídia e Tecnologia

  • Não ter computador ou dinheiro para uma lan house e ficar enchendo o saco do vizinho até ele deixar usar o dele(isso se não usa o dia todo)
  • Colocar Bombril na antena da televisão.
  • Ficar balançando lâmpada queimada para ver se ela volta a funcionar.
  • Secar tênis atrás da geladeira.
  • Esquentar a ponta da Bic para ver se ela volta a funcionar.
  • Subir na laje para mexer na antena e ficar gritando: “Melhorou?”.
  • Por a pilha usada no congelador para ver se recarrega.
  • Apertar o controle remoto mais forte quando a pilha estiver acabando, e torcer que funcione.
  • Colocar o volume de qualquer aparelho ou dispositivo que possua alto-falante(s) no máximo como no celular.
  • Chamar DVD de fita.
  • Falar "CD de DVD".
  • Dizer "Qué isso de bluí-gay" em vez de Blu-Ray.
  • Chamar animê de desêin japonêis.
  • Puxar TV a cabo do vizinho.
  • Chamam atores de novelas pelo trabalho feito por eles anteriormente: "Ai, ólha xêru, u primu Cãndidú i a Lêila tãun na Malhassãun!".
  • Se aparecem na TV, acham que são os seres mais especiais do universo.
  • Quando falam na TV (programas de auditório) ou no rádio, gostam de mandar beijos e abraços para seus parentes.
  • Quando compram algo novo e que venha coberto com plástico (ex.: colchões), deixam o plástico para mostrar que o produto é novo.
  • Quando veem um microfone ou um dispositivo que grave voz/imagens em sua frente, começam a tagarelar e falar besteiras.
  • Aumentam o volume do rádio quando começa tocar sertanejo, pagode, músicas que falam bastante besteira e ainda por cima começam a cantar junto.
  • Assiste a televisão no último achando que os vizinhos querem ouvir o que está passando (geralmente o De volta pra minha terra e A Praça é Nossa).

[editar] Religião

  • São evangélicos pentecostais ou neopentecostais e extremamente alienados à religião.
  • Ou são católicos e devotos de algum santo obscuro, padroeiro de qualquer bobeira.
  • Usar fitinha de santo até ela apodrecer e cair sozinha.
  • Batem na madeira três vezes achando que afastarão coisas ruins recém-ditas.
  • Ser completamente fechado e chamar de "anti-cristo" quem não é da religião deles.
  • Ser ateu o mais cabeça-dura possível e defender suas crenças cegamente com argumentos batidos e manjados, se achando mais esperto que o próprio Sócrates.
  • Os pobres que são cristãos tem a mania de atribuir acontecimentos marcantes ao seu Deus.

Ex:"U Maikol Jéquison morreu porque Deus queria.","Isso só podi sê milagri!".

[editar] Resultado

  • Até 10:Você não é pobre e tá muito longe de ser
  • 10 a 30:Classe média, não parece muito
  • 30 a 90:Quase Pobre, quase mesmo!
  • 90 a 120:Pobre, pouco
  • 120 a 150:é...pobre e muito!
  • 150 a 205:Mãmain, su pobre
  • 205 u mais:caramba, cumo su pobre, i o faustiâo é dimais!
Mirror2.jpg
Conheça também a versão oposta de Pobre no Mundo do Contra:


[[Rico|Rico]]

Espelhonomdc.jpg
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas