Feitiço do Tempo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bill Murray, entediado, leva uma Marmota para passear na inútil tentativa de parar o Feitiço do Tempo.

Feitiço do Tempo é o típico filme que fica repetindo na sessão da tarde, um dos filmes que eternizou Bill Murray no mundo dos humoristas (comediantes, só que sem-graça) e o fez ganhar tanto dinheiro que nem precisou fazer outro filme sério, só alguns bicos como no Zumbilândia.

Enredo[editar]

Falar sobre o filme nem chega a ser um Spoiler, todo mundo já viu, mesmo que nunca tenha o visto. O enredo do filme, aliás, tem o mesmo sentido que a sentença mencionada ali atrás.

Bill Murray é um repórter de uma pequena cidade empoeirada e esquecida no meio da Pensilvânia. Bill é escalado para cobrir um festival chamado "o Dia da Marmota", um festival tosco realizado nos EUA, esse festival foi tudo o que restou da cultura nativo-americana e eles tinham que valorizar.

Não importa o porquê, o que acontece e para que serve isso, o que se sabe é que nesse filme as Marmotas tem poderes psíquicos e seja por puro moralismo ou só por humor negro elas começam a fazer uma brincadeira sem-graça com Bill Murray com o intuito de deixá-lo doido ensinar uma lição nele.

Quando Murray nota que seus dias ficam repetindo num eterno loop do "dia da marmota" ele não entra em pânico... Ele decide tirar vantagem.

Cquote1.png Mas que idiota... Cquote2.png
Espectador

Qualquer um poderia ficar em Pânico, mas como se trata de uma comédia para toda a família Murray tira vantagem, até ficar entediado, cansado de mandar o seu chefe se ferrar, beijar uma mulher qualquer na rua ou se divertir atropelando várias pessoas e não ser preso por isso, pois as marmotas querem "tirar sarro dele".

Spoilerando o final[editar]

Cquote1.png Como minha vida é chata! Cquote2.png
Murray após o final de Feitiço do Tempo

Como ninguém vai perder tempo vendo o filme (ainda mais, porque já o viu), Bill Murray começa a rever suas atitudes e por pura mágica (ou tédio, as marmotas talvez tivessem ficado entediadas também) a vida de Murray volta ao normal, ele retorna a sua rotina renovado e aproveitando cada minuto de sua vida.

Outras versões, posteriormente reprovadas pelo estúdio de "Feitiço do Tempo", incluiam finais alternativos, onde Murray descobria que tinha que se casar com uma marmota, amá-la e respeitá-la para todo o sempre e assim estaria livre do tédio eterno que é ficar repetindo o mesmo dia, essa versão pelo menos ficou bem melhor que o final original que era idiota, clichê e moralista, típico de um filme dos anos 90.

Recepção[editar]

Entrou na lista dos "1001 filmes para ver antes de morrer", mas isso não importa pois quem compra o exemplar só acha 10% dos filmes que estão lá dentro. Feitiço do Tempo também entrou na lista de "os filmes mais chatos que eu já vi" do AFI, sim aquela banda lá que você só ouviu falar pois estava no Guitar Hero.

Para o público, com uma porção de filmes sendo lançados todos os dias, um mais tosco que o outro, Feitiço do Tempo conseguiu um destaque especial por:

  • Ser o único filme conhecido de Bill Murray
  • Parecer um filme da Disney, mesmo não sendo da Disney.

Premiações[editar]

Contendo os dois prêmios mais inúteis do cinema. O primeiro o "Saturn Awards" de "melhor atriz", o Saturn Awards é conhecido como "prêmio de consolação para quem não foi indicado ao globo de ouro" que é o prêmio de consolação de quem não foi indicado ao Oscar.

O outro foi o British Awards, que não é melhor que o prêmio canadense de cinema.