Fenrisulfr

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Quevedo25on.gif Este artigo se trata de coisas que nón eczisten!!

Este artigo se trata de algum mito, lenda, conto, história de pescador ou desculpa esfarrapada e provavelmente contém informações sobre animais grotescos que capturam sua alma.

Viking arca de Noé.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Fenrisulfr.


Fenrir retratado em algum desenho tosco. Afinal, os vikings não são pintores.

Cquote1.png Eu tenho medo Cquote2.png
Chapéuzino vermelho sobre Fenrisulfr
Cquote1.png Meu bichinho de estimação Cquote2.png
Loki sobre Fenrisulfr
Cquote1.png Não é que eu estou fraco. Foi para deixar o final mais emocionante Cquote2.png
Odin sobre desculpas para explicar como o guerreiro supremo foi morto por um animalzinho
Cquote1.png O Fenrir é um lobo bobo. Cquote2.png
Rafael sobre Fenrisulfr

Fenrisulfr, mais conhecido como Fenris, Fenrir ou qualquer nome que comece com "fenri" é um lobo gigante, filho de um deus com uma outra mocréia gigante. Segundo a crença dos vikings, ele não fará praticamente nada durante o começo e meio da história, e no fim no fim vai matar o poderoso chefão durante alguma das intensas batalhas decorrenes do Apocalipse.

Nascimento[editar]

Fotografia tirada de Fenrir num raro momento em que ele não estava destruindo, matando ou fazendo qualquer tipo de besteiras.

Não se sabe o ano em que Fenris nasceu. Ou melhor, os historiadores possuem o manuscrito com a certidão de nascimento do lobo, mas como nenhum deles entendem os garranchos a escrita viking, eles não sabem quando o animal nasceu. A única coisa sabida sobre o seu nascimento é que ele é filho do deus dos ladrões, bandidos e políticos com uma mulher gigante prima de Rebeca Gusmão.

Existe um mistério muito misterioso sobre seu nascimento. Sendo filho de um deus com uma giganta, como é que foi nascer um lobo? Assim, pode-se concluir que Loki era um baita de um corno. Acredita-se que a origem de toda a maldade de Loki teve início quando ele soube da possibilidade de ele ter levado um chifre da esposa. Mas o que é mais incrível ainda é a possibilidade de alguém cometer um adultério com uma mulher gigante feia pacas.

Fenrisulfr escapando da prisão em Alcatraz.

Durante os primeiros meses de vida, Fenrir foi alimentado exclusivamente de produtos Herbalife, o que já lhe garantia uma grande parte da força do demônio. Para piorar, Fenrir sofreu um acidente durante a infância. Quando o lobo fazia uma viagem peo Ártico, ele presenciou uma explosão de uma bomba atômica russa. Parte da radiação emitida entrou no seu corpo e potencializou o efeito dos produtos Herbalife. Portanto, ele ficou muito mais forte.

Recentemente, descobriu-se que tanto a alimentação à base de Herbalife como a viagem ao Ártico no momento de um teste atômico russo foram planejados por Loki no intuito de tornar Fenrir um bicho extremamente forte. Assim, ele poderia chantagear todo mundo que fosse contra seu plano de instalação da Nova Ordem Mundial do Ragnarok.

Filhos[editar]

Durante a juventude, Fenrir encontra uma loba, e decide perpertuar seus genes com ela. Dessa relação apreciada por furrys em geral, nascem dois lobinhos. Um chamado Hati (em homenagem a um país miserável); e o outro se chama Skol (em homenagem à cerveja que desce quadrado). Seus filhos, durante o Apocalipse, terão um papel fundamental para piorar o negócio e fazer mais bagunça.

O lobão bobão Fenrir gritando e fazendo pose para parecer mais macho.

Eles terão uma crise de identidade, e pensarão que são cachorros. Achando que o Sol e a Lua são bolinhas, eles vão perseguir os astros para trazê-los de volta ao dono. Acidentalmente, quando capturam as bolinhas e vão devolvê-las, elas são engolidas, e entalam na garganta dos dois, impossibilitando a respiração. Milagrosamente, ambos sobrevivem depois desse incidente.

Da juventude em diante[editar]

Algum maluco chapado, em uma alucinação decorrente dos efeitos da droga, prevê (ou diz que prevê) que Fenrir vai fazer muita merda e acabará com os deuses, incluindo os mais bombados e poderosos. A princípio, ninguém acredita num drogado alucinando. Mas depois de saberem da verdade, os caras ficam com muito medo, e pensaram no que fazer.

Então, decidiram prender o bicho num canil. Porém, ninguém era idiota macho o suficiente para aceitar essa tarefa. Então, os deuses descobriram a solução: Enganaram um tal de Tyr e o mandaram prender o lobo. O trabalho corria bem, sem nenhum incidente. Até que Tyr revelou sua verdadeira identidade, mostrando-se o cara mais burro de toda a mitologia nórdica.

Tyr ensinando como ser um idiota.

Quando prendia o bicho numa corrente feita de adamantium, este pediu para o deus enfiar a mão na boca dele. Obviamente isso não dá certo. Mas Tyr, num lance de esperteza e também querendo provar ao mundo que era cabra homi e não tinha medo de nada, aceita a proposta, e enfia o braço na boca do bicho. Obviamente, a criatura comeu o braço do rapaz. Daquele dia em diante, Tyr aprendeu a nunca mais ser otário.

Os deuses poderiam ter aproveitado e matado logo o animal. Porém, eles eram tão burros como Tyr (ou até mais), e decidiram não matá-lo. Outra hipótese diz que como o animal era de uma esopécie ameaçada de extinção, o governo proibiu seu assassinato. Durante seus dias preso em Alcatraz, Fenrisulfr ficava dormindo e coçando o saco, esperando sua libertação., que não demorou muito.

Ragnarok[editar]

Fenrisulfr se espreguiçando.

Durante o Ragnarok, os carcereiros fazem uma rebelião para protestar contra os baixos salários da categoria. Aproveitando a confuso, ocorre uma fuga em massa de presos em Alcatraz. Fenrisulfr escapa da cela e vai aproveitar as guerras decorrentes do Apocalipse para realizar seu sonho de infância: Sair destruindo tudo que nem um maluco.

Durante sua diversão, o presidente dos deuses queria impor ordem e acabar com a farra. Como ele estava enchendo o saco do lobo, este fica puto e come o cara. Depois disso, Fenrisulfr continua destruindo tudo, uma ótima terapia quando se está com TPM.

Morte[editar]

O filho de Odin, Vim Dar Vidar, entra num momento emocional depois de ver a morte do pai. Puto, pega uma Faca Ginsu na cozinha e enfia no reto lobo, que morre. Esta morte foi extremamente tosca para uma animal que conseguiu matar um deus. Mas os especialistas dizem que como ele tinha que morrer para a história terminar com um final feliz, ele tinha que morrer de alguma forma, explicando assim o motivo desse final mal-feito.

Ver também[editar]