Ferencvárosi Torna Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ferencvárosi Torna Club
Escudo do Ferencvárosi.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Ferencvárosi Toma Nocu
Origem Bandeira da Hungria Hungria - Budapeste
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Garoupa Arena
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Húngaro
Divisão I
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Ferencvárosi Torna Club (que do húngaro quer dizer literalmente Fezes na Vara que Toma no Cu) é o mais tradicional (e portanto detestado) time de futebol da Hungria, porém é tão desconhecido quanto qualquer time da Paraíba.

História[editar]

Fundação[editar]

O Ferencvárosi foi fundado em 1899, sendo portanto ele o primeiro time da Hungria, ainda na época pelo Império Austro-Húngaro. Como neste começo a Hungria compreendia grande território e podia pegar jogadores escravos dos bálcãs onde sempre teve jogadores habilidosos, o time foi considerado um dos melhores do mundo daquela época em que a América ainda nem havia sido descoberta.

Desde sempre foi um time deslumbrado e iludido, aproveitando-se do fato da Hungria ser um morro isolado distante de todo resto da civilização, achando-se o melhor e único time de futebol do mundo, mas nem precisa ir muito longe, como apenas a análise do campeonato húngaro de 1924-25 quando o Ferencvárosi perdeu de 14x2 para o rival MTK.

Surgimento internacional[editar]

Nesta primeira metade do século XX o Ferencvárosi tornou-se um time frequente nos campeonatinhos inventados da Europa,como Mitropa Cup da qual foi bi-campeão vencendo em 1928 e 1937. O amadorismo era tão evidente e claro que na final contra o SK Rapid Wien o Ferencvárosi venceu por 7x1, mas no jogo de volta perdia de 5x0 até o final, quando fez 3 gols e perdeu só de 5x3 e levou o título.

Com o fim do Império Austro-Húngaro, a Hungria veio a se tornar um bostinha isolada de país e sua influência decaiu vertiginosamente, e isos foi sentido pelo Ferencvárosi que agora só contava com jogadores húngaros de verdade e por isso se tornou uma beça porcaria.

Anos 50[editar]

Ma época em que a Seleção Húngara de Futebol foi a melhor e mais celebrada de todos os tempos, o time do Ferencvárosi acumulou 10 anos de derrotas, afinal a base da seleção certamente era de jogadores de outros times. O único jogador bom era o Sándor Kocsis, mas ele era só um bom jogador e não um pai-de-santo milagreiro para fazer o Ferencvárosi vencer os seus rivais sempre muito melhores.

Taça das Taças de 1975[editar]

Competição europeia em que o Ferencvárosi foi mais longe, a Taça das Taças era uma competição onde só jogavam zebras e a meta era descobrir qual era o clube mais cagado, pois as vitórias não eram metidas por gols, mas em maiores quantidades de bolas na trave. Chegou na final e foi vice ao perder do Dynamo Kyiv.

Liga dos Campeões de 1995-96[editar]

Tornou-se o primeiro clube húngaro a disputar uma fase de grupos da Liga dos Campeões pela edição de 1995-96, onde fez o que saber fazer de melhor, que é ser um completo figurante. Tomou altas goleadas do Real Madrid e AFC Ajax, e o máximo que o time húngaro pode fazer foi se contentar com a terceira colocação por ter empatado com o Chapolin Suíço.

Rebaixamento de 2006[editar]

Até 2006 era aquele time chato que não ganha porra nenhuma mas a torcida ficava dizendo que não rebaixou que time grande não rebaixa, então a Federação Húngara de Futebol decidiu rebaixar o Ferencvárosi como punição de todas falcatruas passadas do time, algo que a CBF estuda fazer com o Flamengo.

Infelizmente o time teve que retornar, pois não existe Segunda Divisão na Hungria por falta de times.

Torcida[editar]

Cquote1.png Esse ano vai! Cquote2.png
Torcedor iludido esperançoso, no começo da temporada, confiando no título húngaro e classificação até a fase de grupos da Liga dos Campeões onde espera que surpreenda como zebra e se torne um time memorável, antes do seu time perder as 4 primeiras rodadas do campeonato húngaro e passar o ano inteiro brigando pra não rebaixar

Possui uma das mais violentas torcidas da Europa, conhecidos por seu fanatismo e cegueira psicológica. Enquanto a torcida de todos outros times da Hungria já aceitaram que o futebol do país é uma porcaria desde 1960, os adeptos do Ferencvárosi insistem que seu time já foi grande no passado e que hoje a qualquer hora irá ressurgir e ganhar todos campeonatos europeus e se tornar o melhor do mundo.

Títulos[editar]

  • Campeonato austro-húngaro: 8 vezes (1903, 1905, 1907, 1909, 1910, 1911, 1912, 1913)
  • Empatar com Real Madrid: 1 vez (1995–96)
  • Taça das Cidades com Feiras (que porra é essa?): 1 vez (1964/65)