Fernando Rocha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um ishtränho vinho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Cuidado: Ä qualquêr mumento, Napolião podə quirer-tə invədir

Fernando Rocha: o último comediante português.

Fernando Rocha é um humorista lusitano que não tem graça nenhuma. Assim como todo comediante vindo de Portugal, ele conta piadas como portugueses que viram bacalhaus voando e fala tão rápido que um brasileiro poderia acreditar que ele estava falando Grego e não português, se bem que a língua deles já é estranha. Quem é pior para contar piadas: um português ou um canadense? É uma boa pergunta.

Juventude[editar]

Ele não se parece muito com esse sujeito? Cquote1.png Ora poish Verdão! Tu dîsativashtesh meu aio de raios gametas mash nom pûde estar a parar ishtu! Cquote2.png

Fernando Rocha era só mais um lusitano comum que vivia nas ruas de Porto... Fazendo Porra nanhuma, como sempre.

O melhor talento de Fernando Rocha era contar causos que nunca fez, como uma vez em que ele pegou um hipopótamo e evitou um acidente na principal via lusitana e como ele conseguiu pegar uma enfermeira (ele foi ao médico e tomou uma vacina, aí ele aumentou a história, na verdade ele demorou lá pois ficou berrando para sair), Fernando tinha um futuro "promissor".

Ao fim, ele decidiu fazer comédia para pagar a assinatura da revista playboys lusitana, e essa era uma edição "Vip": as mulheres NÃO USAVAM BIGODES! Algo bem raro em Portugal, e como fernando gostava de mulheres sem bigodes ele começou a contar piadas para pagar a assinatura da revista.

Carreira[editar]

Fernando acaba então dobrando suas assinaturas, e então isso exige com que ele procure um emprego melhor. Interessante mesmo é que ele acabou se tornando um dos melhores comediantes portugueses pois ele gastava todo o tempo e dinheiro dele para comprar playboys do mundo inteiro, conseguindo assim o recorde de ser o "maior colecionador de revista adultas do mundo".

E tudo isso por causa de uma coisa que devia ser passageira: a Punheta, ou seja lá como for que os portugueses chamam a Punheta.

No fim, ele estava em programas com nomes piores que os filmes da Sessão da Tarde: Portugal a rir onde ele era um português que ficava escorregando na banana todo dia e fez também alguns stand-ups portugueses que fizeram com que ele ficasse com a sua fala intelegível, talvez ansiedade dele de receber o dinheiro logo e poder comprar a edição sueca da Playboy.

Filmografia[editar]

A maior piada dele, realmente é uma piada que saiu sem graça, e de tão sem-graça ficou ótima. Você por acaso já viu um filme português? E uma comédia portuguesa? Nossa deve ser uma tragédia. Enfim, o título da comédia que ele encenou, Balas e Bolinhos 2 - o regresso eu não vou nem procurar o nome, mas deve ser um filme infantil em que ele é um Palhaço que assalta lojas para comer bolos é uma caricatura e paródia de Fernando Rocha.

A diferença é que ele faz isso por revistas adultas, não por bolos.