Fiorde de Ilulissat

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagesghh.jpg Este artigo é GELAAAAAADO!

Mamutes vigiam o artigo, então vá pra casa, coloque um casaco e beba um chocolate-quente. Cuidado com o Yeti e não lute contra Camus de Aquário!

Viking dinamarca.jpg Denne artikel er dansk!!

Este artigo é relacionado ao primo menor da Escandinávia! Apesar de já ter dominado os dois no passado, quer muito ser como a Noruega quando crescer e odeia suecos.

Recomenda-se que você desligue o computador e vá brincar com Lego.

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Maldito Cquote2.png
Titanic sobre Fiorde de Ilulissat

O Fiorde de Ilulissat é um fiorde de gelo e neve, assim como toda a Groelândia. Como essa ilha de gelo está sobre o controle da Dinamarca, os dinamarqueses roubaram esse patrimônio mundial, que é considerado da Dinamarca. Os esquimós da região tentaram declarar a independência para tomar controle dessa montanha de neve, mas eles pensaram melhor e desistiram desse plano, já que um monte de gelo não mudaria a vida deles.

Ilulissat[editar]

Um iceberg saindo do fiorde, pronto para destruir qualquer navio pela frente.

Ilulissat é uma das maiores cidades da Groelândia, com 42 habitantes humanos normais, 666 monstros de gelo e 300 mil metros cúbicos de água congelada. Ela fica próxima à casa do Papai Noel e do buraco negro que leva ao fim do mundo. Ilulissat na língua esquimó significa porto, mas a região não é um porto, pois não existe mar na Groelândia, apenas gelo, neve.

Esse nome só foi dado a Ilulissat porque o fundador da aldeia era um analfabeto e colocou um nome qualquer. Na língua dos monstros de neve, parentes do Pé Grande, Ilulissat significa "um monte de gelo". Esse nome está mais correto, porém ele deveria se referir a Groelândia inteira, e não uma mísera parte desse iceberg. Ilulissat é um dos destinos mais famosos dos turistas, em sua maioria peregrinos que querem visitar o fiorde de gelo, lar de onde provavelmente saiu o pedaço de gelo que afundou o Titanic.

Fiorde[editar]

Fiorde de Ilulissat é o nome da região que cerca toda a cidade de nome plagiado. Ao lado do fiorde existe uma geleira que produz 400 trilhões de icebergs, que afundaram cerca de 65% de todos os navios da marinha canadense e esquimó. Com o aquecimento global, essa geleira desaparecerá, o que diminuirá os danos aos navios, salvando milhares de pessoas.

Por causa disso, os países árticos fizeram uma campanha para convencer o mundo a ajudar o derretimento dessas geleiras. Mas um pouquinho e ela some, salvando milhares de vidas. Todo o gelo da Groelândia em excesso vai para esse fiorde, que faz o papel de jogar esses blocos de gelo gigantes no mar. O que acontece com eles depois, isso não interessa. A maioria forma um campo minado para navios, responsável por afundar todos os barcos que ficam perto do Círculo Polar Ártico (porque você acha que Papai Noel viaja voando e não de barco?).

A UNESCO, em reconhecimento da importância do fiorde em ferrar com a marinha da Nação Ártica (incluida no Eixo do Mal por declarar apoio a Hugo Chávez), recebeu o título de patrimônio mundial. Quem quiser visitar o fiorde, deve usar as Linhas Aéreas Groelândia, que funcionam 1 dia por década devido ao tempo sempre ruim.