Fisioterapia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Símbolo.
FISIOTERAPEUTA
Fisioman.jpgExigindo dignidade e trabalhando por R$ 8,00!
Classificação Pseudo-científica
Reino: da Fantasia
Fi-lo: porque um francês mandou-lho
Classe: Empírica
Ordem: Crefítica
Família: Convênica
Gênero: Enfermerus
Espécie: Enfermerus diortopedista
Nomenclatura binominal
'''Enfermerus diortopedista'''
Origens, costumes e habitat
Origens estilísticas: São os discípulos de Satã para as ciências da saúde, surgidos no início dos tempos.
Contexto cultural: A paixão religiosa por teorias infundadas e aversão pela metodologia científica são seus principais elementos culturais.
Instrumentos típicos: Ultrassom – TENS; Ondas-Curtas – Forno de Bier – Rabo-quente – Parafina – e, é claro, estetoscópio no pescoço.
Popularidade: Encontrados aos borbotões em qualquer buraco onde um convênio pague R$2,00 a hora.
Formas derivadas:

Cquote1.png Você quis dizer: Não conseguiu nota pra Medicina no vestibular Cquote2.png
Google sobre Fisioterapia
Cquote1.png Enfermeiro de ortopedista frustrado. Cquote2.png
Qualquer um sobre o fisioterapeuta
Cquote1.png Subcurso. Cquote2.png
Médicos e engenheiros sobre o curso
Cquote1.png É quase Medicina. Cquote2.png
Fisioterapeuta que não teve competência para ser aprovado em um vestibular de Medicina e acabou fazendo o fisioterapia. Se fosse sensato, pararia dessa palhaçada e reconheceria que são muito diferentes e tentaria ser um bom profissional, apesar disso.
Cquote1.png Uma locomotiva é diferente de uma bicicleta. Cquote2.png
Pessoa explicando que não se devem comparar profissões da área da saúde, por fazerem atividades diferentes.
Cquote1.png Você quis dizer massagem. Cquote2.png
Google sobre Fisioterapia
Cquote1.png Fisiotreparia? Cquote2.png
Pegador sobre Fisioterapia.
Cquote1.png Você quis dizer choquinho. Cquote2.png
Fisioterapeuta sobre Fisioterapia
Cquote1.png Você quis dizer pessoas que pensam que ficarão a cuidar de joelhos podres de jogadores de futebol decadentes, e com isso ganhar muito dinheiro e na verdade descobrem que quem faz isso é ortopedista. Cquote2.png
Eu sobre Fisioterapeutas
Cquote1.png Sinceramente não vejo como uma massagem pode ajudar no pós-operatório de uma reconstrução ligamentar. Cquote2.png
Qualquer profissional de saúde que fez um curso melhor sobre Fisioterapia
Cquote1.png Não adianta nada. Tem que operar. Cquote2.png
Um ortopedista sensato sobre Fisioterapia.
Cquote1.png E vou lhe ensinar como se bate punh...[...]. Cquote2.png
Fisioterapeuta sobre para paciente
Cquote1.png Tive que fazer quando me deu câncer no colo do útero. Cquote2.png
Carla Perez sobre Fisioterapia
Cquote1.png Icso non funkciona. Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Fisioterapia
Cquote1.png Vamos preconizar, gatinha? Cquote2.png
Fisioterapeuta sobre cantando garota
Cquote1.png Ôôôô, doutô! Isso é coisa de bichooooona! Cquote2.png
Severino sobre Fisioterapia
Cquote1.png Tenho certeza de que uma semaninha de fisioterapia vai trazer o fenômeno de volta aos campos. Cquote2.png
Galvão Bueno sobre Fisioterapia
Cquote1.png Na União Soviética é você que trata a fisioterapia. Cquote2.png
Reversal Russa sobre Fisioterapia


Fisioterapia possui o status de uma Ciência Oculta. Oculta-se dela o capital, o próprio método científico e o status. Aliás o dinheiro é o que mais aproxima a Fisioterapia da Religião. É baseada numa série de procedimentos oriundos do princípio de que somente os choquinhos elétricos salvam. Sua população é composta por pseudocientistas chamados fisioterapeutas que se comportam como fiéis fervorosos recusando terminantemente a sequer cogitar a hipótese de que alguns de seus tratamentos empíricos possam estar errados. Geralmente este grupo de satanistas é composto por indivíduos que revoltaram-se contra a realidade por não terem conseguido fazer Medicina ou Odontologia, descontando sua raiva por meio de seus rituais, achando que vai adiantar em algo. Os recursos terapêuticos mais utilizados dependem de máquinas coloridas que fazem bip e piscam luzinhas, mas que até hoje ninguém conseguiu comprovar a real eficácia afirmada por seus próprios manuais de instrução. Mostram claramente a intencionalidade de dominar o mundo através da pregação da mão sobre o corpo (apesar de nunca tocarem em seus pacientes), e negarem o ofício da massagem (recurso reservado somente para conquistas e para o exercício da dominação sobre o objeto de desejo. ex. esportistas sarados, artistas famosos, gostosinhas, etc).

Fisioterapia & Religião[editar]

Inspirados pelo Fisioterapeuta original, Satã, e assim como alguns messias e profetas (mas colocando-se acima de todos eles) uns tantos conhecedores de patente, ególatras e megalômanos apaixonados por batizarem cursos e técnicas com seus próprios nomes, passam seu tempo criando a esmo novas-velhas formas de aprumar o corpo humano (que normalmente não funcionam nem na teoria. A não ser, é claro, que você seja um iliterado total cujo conhecimento de física seja insuficiente para amarrar os próprios cadarços... daí, quem sabe, um método desses possa parecer funcionar ao menos na teoria).

Na sequência procuram analfabetos profissionais sedentos por sucesso profissional, que possuam mentes sequeladas brilhantes o suficiente para que seja instalado via retal o Santo Método.

Um Santo Método nunca é baseado em ciência, mas em crença. Isso porque, tal qual as tábuas dos Dez Mandamentos, eles têm inspiração divina: o próprio Deus inspirando o âmago do profeta, lá dentro, bem no fundo mesmo. Por este motivo um "Santo Método" jamais deve ser questionado ou colocada à prova, especialmente por práticas mundanas como a metodologia científica. E assim será, por todos os séculos e séculos, amém.

Movimentos Rebeldes[editar]

Há alguns anos surgiram movimentos rebeldes liderados por agnósticos (prá quem não sabe, são aqueles que não tem religião). Estes não passam de criaturas bizzaras que insistem em ter humildade perante as próprias ideias admitindo que, pelo fato de serem humanos são passíveis de erro, e que portanto qualquer ideia – inclusive as suas próprias - têm chance de estar errada, e assim deve ser testada. Dizem que os agnósticos são um ramo peculiar dos mafagafos.

Estas criaturas que, à sombra de iluminados focos de sabedoria como o dos profetas fisioterápicos, têm de se contentar com o mero e ultrapassado método científico, formam hordas que tentam inutilmente levantar-se contra os deuses da saúde. Mas estes pobres não oferecem perigo algum: Satã triunfará!

Duplamente frustrados os fisioterapeutas vivem vagando na marginalidade, uma vez que não são médico nem profissionais de educação física, investem suas pseudohabilidades tentando se meter na área dos outros, mas sempre ficam excluídos. Ao alegarem ser vítima de bullyng resolvem se unir ao grupo de emos seguidores do restart, abandonam o branco e se vestem super coloridos para tentar atrair clientes acéfalos.

As Seitas[editar]

Da mesma maneira que Maometanos, Cristãos e Judeus, os Errepegistas, Pilantres e Abobathdos, entre outros menos ardis, travam sua Guerra Santa em prol de toda e qualquer boca faminta, desde que a mesma lhe pertença.

RPG[editar]

RPG.

Técnica Homossexual Francesa inventada (e obviamente não testada, já que é divina) por um baixinho narigudo chamado Felipe Souchá (discípulo também da Seita do Bule Gigante) em parceria com Inri Cristo e Pau noPaulo Coelho, lá por 1900 e guaraná com rolha.

Os errepegistas acreditam em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, político honesto e também que podem alterar a postura humana com dez sessões de exercícios de alongamento. O fantástico princípio do corpo humano como um só permite façanhas como corrigir uma escoliose sinistra (desvio de coluna para a esquerda) colocando-se um calço de madeira por entre os molares da arcada dentária direita. Desta forma, corrigir a postura vira moleza.

A prática "preconiza" a compreensão do homem como um emaranhado quente e úmido de forças atuando simultaneamente sobre o corpo suado. Além, é fundamental a visão da mulher como um bicho feio, sujo e asqueroso que só serve para atravancar a vida.

Tem alta capacidade de gerar divisas e ignorar a ética, não se submetendo a quaisquer espécie de tutoramento e controle por parte do Estado Maior. (amém).

RPG ficou famosa pelo significado de sua sigla: Reeducação de Postura Global, que visa a melhos compreensão do ser humanos através do RPG (Role Playing System) que fiza interpretações fiéis ao que os humanos poderiam ser se não fossem humanos. Ou não.

Fisioterapia Desportiva[editar]

O criador da Fisioterapia Desportiva "preconizando" o Exercício da Garça. Detalhe no estetoscópio sobre a maca.

Visando a permanência do amadorismo, alguns Fisioterapeutas respeitáveis passaram a viver apenas do esporte. Correm para pegar o ônibus, pedalam ad eternum ergometricamente para não chegar à lugar algum e, por fim, nada. A Fisioterapia do Esporte tem como patrono Myiagi Sam, o Homem, o Mito.

Pilantres[editar]

Pilantres em ação.

Tal qual no Grand Therft Auto, o importante aqui é conseguir respeito. Esta técnica é associada a outro peixe-piloto-profissional em abundância no mercado, o educador físico. Baseados no princípio fundamental de que são o Centro do Universo, os Pilantres se concentram no umbigo no centro de gravidade do otário paciente.

A maior marca registrada da técnica é o uso de aparelhos refugados de locais sado, constituídos de madeira, tiras de couro, roldanas, polias, chicotes e esmagadores de saco.

Não por coidência, os Pilantres gozam da simpatia de toda equipe de TV apaixonada por pautas de gaveta.

Abobath[editar]

Bolas coloridas: o que seria dos Abobath sem elas?

Criada pelo casal Emmanuel e André Luiz Bobath, esta técnica formada por exercícios que se resumem a sentar sobre bolas coloridas, parte da crença de que o homem evoluiu diretamente do mico-azul, e que isso pode acontecer novamente bem diante dos seus olhos (caso você pague muito bem, adore bolas coloridas e tenha adquirido a inteligência símia numa queda de bicicleta, aspirando cocô no nascimento e/ou entupindo-se de colesterol e nicotina por aí).

A técnica surgiu de um dos não raros momento lúdicos do casal, quando um manipulava as bolas do outro. Essa ideia da manipulação de bolas permitiu o insight responsável pelo surgimento da técnica que revolucionaria para sempre a fisioterapia neurológica. A partir daí foi necessário apenas criar uma teoria que citasse princípios científicos sólidos misturados a princípios empíricos totalmente sem pé-nem-cabeça para que a crença da cura através das bolas coloridas tomasse volume.

Aparelhos[editar]

Gelinho[editar]

O aparelho em si é de difícil aquisição, de possível aquisição somente nas montanhas de gelo de Cavaleiros do Zodíaco (onde o Hyoga treina). Este aparelho consiste em deixar as coisas que nela encostam geladas, com uma boa sensação de frescor gelado mentolado.

Máquina que faz PENG[editar]

Fantástica e caríssima máquina que não é apenas utilizada na obstetrícia, mas também em outras áreas da saúde, como a fisioterapira... saúde... seita... perdi a relação, enfim...

A máquina que faz PENG tem seu uso inteiramente explorado nos filmes do grupo de comédia inglesa:monty python. A máquina consiste em fazer sons "PENG" em intervalos não determinados de tempo. Tudo isto.

sem graça

Ultrassom[editar]

(esse é o meu preferido! Um verdadeiro aparelhinho do caralho!)

  • Milagre prometido:

Esquentar a musculatura (que fica debaixo de uma capa de gordura), mesmo funcionando a base de ondas mecânicas.

  • ...mas é inútil, porque:

Sabemos que as ondas mecânicas, ao cruzarem uma interface entre dois meios, são dissipadas com razão proporcional a diferença de densidade destes dois meios. Ou seja, quanto maior a diferença de densidade entre os dois meios, mais energia fica na interface ao invés de penetrar no segundo meio.

E qualquer mula sabe que embaixo da pele existe gordura (a chamada hipoderme), e que a musculatura só se encontra abaixo desta camada de gordura. E qualquer mula com primeiro grau (ou nem) sabe que gordura boia e músculo não. Isso significa que a densidade da gordura é menor do que a do músculo, mas não só isso: a densidade da gordura é muito, mas muito mesmo, menor que a do músculo.

Portanto, um feixe de ultrassom (ou qualquer outro feixe de ondas mecânicas) que chegue no limite entre a camada de gordura e a muscular é quase que totalmente dissipado alí na interface mesmo, antes de sequer esboçar penetrar na musculatura. Ou seja: ultrassom NÃO SERVE para esquentar músculo, como os manuais de instrução dizem.

  • Palma, palma! Nem tudo está kerdido!

Um emissor de ultrassom ajuda a fazer vibrar moléculas de alimentos, e quando ligado ao lado de um recipiente com ovo e azeite, serve para fazer maionese instantânea.

Infravermelho[editar]

(sim, acredite: fisioterapia usa uma lâmpada para fazer calor).

Cquote1.png Na URSS é você que esquenta a lâmpada. Cquote2.png
Reversal Russa sobre Infravermelho

  • Milagre prometido:

A radiação infravermelha penetraria pelos tecidos humanos aquecendo a musculatura.

  • ...mas não funciona porque:

Ora, porque as ondas não podem atravessar pele e gordura sem esquentá-las e depois a musculautura lá embaixo. Ou seja, até esquentar o músculo ela já teria fritado a pele e a gordura no melhor estilo pururuca. E esquentar gordura ou pele, não é fisioterapia.

  • Palma, palma! Nem tudo está kerdido!

Apesar de as ondas infravermelhas estarem abaixo do espectro visível, ou seja, serem invisíveis aos olhos humanos, essas lâmpadas contam com uma lente vermelha que torna visível parte de sua emissão, que aí sim é de luz visível. Ou seja, quando ligada, ela emite luz vermelha. Como não serve para esquentar músculo, ela pode ser colocada na porta da casa da sua mãe para aumentar a clientela.

TENS[editar]

Cquote1.png Na URSS, você dá choquinho no TENS. Cquote2.png
Reversal Russa sobre TENS

  • Milagre prometido:

O legendário choquinho promete um milhão de coisas. De analgesia (que não tem nada a ver com choque no ânus) até melhoria na cicatrização. Claro que nada disso tem fundamentação científica, ao contrário do que muita gente possa afirmar por aí.

  • ...mas não funciona porque:

Até agora ninguém conseguiu explicar como (só existem "teorias" esdrúxulas a respeito), mas o TENS provoca uma analgesia (diminuição da dor) por duas horas. Nada mais eficaz, portanto, que uma injeção de morfina, por exemplo. Mas qual a utilidade disso na prática?

Imagine chegar num hospital com uma fratura na perna, ser tratado com morfina e mandado para casa. A dor passou. Por um tempo, até começar a doer de novo. E para o resto da vida, afinal, a fratura continua alí. O mesmo pode-se dizer com relação às tendinites, bursites, contraturas, entorces, etc, afinal, a única coisa que o TENS realmente faz é analgesia, não tendo NENHUMA ação antiinflamatória que pudesse sequer tentar melhorar a doença em sí.

  • Palma, palma! Nem tudo está kerdido!

Adaptada na coleira do seu cão (ou mesmo daquele seu filho rebelde), a máquina-de-choquinho tem um utilidade pedagógica fantástica!

Ele: o Fisioterapeuta[editar]

O medicus empiricus, popularmente denominado fisioterapeuta, é um bichinho difícil de entender. Adora uma revista científica mas nem sabe direito o que é ciência. Como todo bom profissional de saúde gosta de ostentar seu colarzinho preferido (o estetoscópio) que nunca sai do pescoço (afinal ele não serve para fazer massagem).

Vive dizendo por aí que está "lutando por dignidade profissional", mas mesmo assim aceita trabalhar por R$ 8,00 (ou menos), com a desculpa de que "é só o que o convênio paga, e eu tenho que trabalhar né!". Vai entender...

Gosta de se esconder por detrás de proselitismo técnico (aquela linguagem que ninguém entende) para mostrar que sabe mais do que os outros. Isso torna a linguagem mais prática, afinal sempre que alguém pergunta algo que não se sabe, responde-se com uma frase de cinco palavras, onde quatro delas são termos técnicos. Assim pode-se pagar de gatão sem precisar saber porra nenhuma.

Fisioterapeuta X Jeremias[editar]

Dizem que o primeiro fisioterapeuta foi o próprio capeta. Dizem também que o famoso Jeremias José teria proferido a célebre frase "foi o cão que butô prá nóis bebêêêêêêêê" em alusão ao fato de ter iniciado sua vida de pinguço após ter sido desenganado por seu fisioterapeuta com um prognóstico sombrio sobre uma epicondilite (dizem, causada pelo frenético movimento de debrear sua famosa CG 125). O "cão" do Jeremias, portanto, seria seu fisioterapeuta.

Desiludido, Jeremias bebeu todas e, na volta para casa, teria sido abordado pela polícia, preso e gravado um dos mais famosos vídeos da história do youtube.


Economia[editar]

Anúncio de fisioterapia domiciliar: Atende eles, elas, casais e, principalmente, todos os tipos de convênio!

No mundo globalizado de hoje, não convém a profissional algum caminhar com suas próprias pernas. Eis o motivo de todo fisioterapeuta que se preze estar conectado umbilicalmente a outro profissional da saúde, deveras gabaritado e sabedor de tudo - O médicuzinho - quem mais seria?

Fazendo o papel de Ventilação Mecância, Circulação Extra-Corpórea, disco-de-boot e de back-up, o médico é o Obi Wan Kenobi do bom e alinhado Fisioterapeuta. Dele vêm o saber, o dinheiro e a porra de profissional que é. Desta relação íntima surgiu a famosa lei do Ato Médico, uma espécie de contrato amparado pelo Legislativo onde o fisioterapeuta (bem como os demais profissionais de saúde que não o médico) entra com o tiquinho, enquanto o médico entra com o cuzinho. E como sempre, o povo que se foda os interesses da população ficam em segundo plano.

Mercado Negro[editar]

Infelizmente como o mar não está para peixe, a quantidade gigantesca de fisioterapeutas lançada semestralmente não pode ser toda introduzida. No mercado, que aliás está presente em bares, supermercados e até mesmo sexy shop's. É fato conhecido que a quase totalidade destes seres caem na prostituição, sendo seduzidos por entidades criadas por médicos chamadas convênios, sob a falsa promessa de que só vai a cabecinha.

Linguagem[editar]

O fisioterapeutês é característico pelo uso de coringas. O mais importante deles é o pronome em que deve, por regra máxima e imutável, substituir todo e qualquer outro pronome pessoal do caso reto que venha após verbos terminados em m, ão ou õe. Para resumir, os pronomes no, na, nos e nas não existem no fisioterapeutês.

Exemplo de Tradução:
====================
Português: O paciente apresenta uma fratura na clavícula.
Fisioterapeutês: O paciente apresenta uma fratura em clavícula.

São famosos os jargões:

  • Atelectasia em pulmão;
  • Bursite em ombro;
  • Tendinite em tornozelo;
  • em saco;
  • Vou em cinema.

Usando o verbo Preconizar[editar]

O outro coringa fundamental no fisioterapeutês é o verbo preconizar que assume o papel de verbo genérico, tendo imensurável valia naquelas frases onde o profissional simplesmente esqueceu qual verbo deveria ser aplicado. É sinônimo do verbo coisar. Exemplos:

  • No sentido de regular:
Neste botão aqui vocês preconizam a intensidade do aparelho.
  • No sentido de incrementar:
Com o uso desta técnica vocês podem preconizar em muito o tratamento de vocês.
  • No sentido de enrolar:
Porra, daí os caras ficaram preconizando, preconizando... e nada!
Ah, vai preconizar a tua mãe!


Ver também:[editar]


Minigiz2.pngMinigiz.png Cursos da faculdade Minigiz3.png
Caveira-dormirPC.jpeg
AdministraçãoAgronomiaAnálise e desenvolvimento de sistemasArquiteturaArquivologiaArtes cênicasBiblioteconomiaBiologiaBiomedicinaComércio ExteriorCiências ContábeisCiências SociaisCiência da ComputaçãoDesignDireitoEconomiaEducação FísicaEnfermagemEngenhariaFarmáciaFármacia-bioquímicaFilosofiaFísicaFisioterapiaFonoaudiologiaGastronomiaGeografiaGeologiaGestão da informaçãoHistóriaHotelariaJornalismoLetrasLiteraturaMarketingMatemáticaMateriais, Processos e Componentes EletrônicosMedicinaOdontologiaPedagogiaPsicologiaRede de computadoresQuímicaSistemas de InformaçãoTeologiaTurismoVeterináriaZootecnia