Fleróvio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png O quê? Cquote2.png
Você sobre Fl
Cquote1.png Eu nunca vi!!! Cquote2.png
Stevie Wonder sobre Fleróvio

Fleróvio (nome idiota inspirado na acadimia de um tal de Flerov, marido corno da Veronika) é um elemento químico sintético imaginário, localizado em uma ilha de estabilidade da tabela periódica que ninguém nunca viu ou visitou. Seu símbolo é o Fl que não quer dizer absolutamente nada.

História[editar]

Venha passar férias você também nesta fantástica ilha de estabilidade, caro leitor! Ganha uma contaminação radioativa junto com a passagem.

O fleróvio (eita cuzão) foi sintetizado primeiramente em 31 de fevereiro de 1999. A descoberta foi relatada pelos humildes funcionários do laboratório de Dubna, o maior centro de pesquisas para dominação mundial comunista do mundo além de Berkeley. O isótopo foi obtido quando perceberam com uma calculadora da Polishop que a soma de plutônio-94 com cálcio-20 resultava em 114. Foi assim que isso resultou em um bombardeamento apocalíptico que obteve sucesso.

Três meses mais tarde, a equipe de desocupados produziu outro isótopo de Fl, mas desde então não brincaram de sintetizar novamente porque a IUPAC ficou até dia desses com preguiça de confirmar a descoberta, e conferiu ao elemento esse nome extremamente esdrúxulo. Alguns pesquisadores preferem denominá-lo de eka-chumbo, visto que apenas um asno químico não perceberia que suas propriedades são similares às do chumbo.

Características[editar]

O fleróvio é um daqueles elementos que vêm depois do urânio e fazem função de figurantes naquela tabelinha do mal. Meu professor de Química não sabe nada sobre ele, mas acha que ele é radioativo, metálico, sólido e de aspecto prateado.

Assim como seu amiguinho ununpentio, faz parte da "ilha de estabilidade", um lugar paradisíaco onde os elementos químicos deveriam ser mais estáveis do que aqueles que os rodeiam e que é mais inóspito e radioativo que a casa da minha sogra.

O elemento pode ser obtido em aceleradores de partículas da Suíça, bombardeando o plutônio-244 por ions de cálcio de leite Ninho. Isso só foi feito duas vezes porque não houve mais nenhum nerd com paciência suficiente para repetir esses experimentos malucos.