Fokker

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Orange Dutchmen.jpg
Dit artikel is van Nederland!!
Este artigo legalizou o casamento gay, a eutanásia, o aborto, a prostituição, a putaria, a maconha e o cheiramento de gatinhos. O autor abastece seu carro num posto Shell, tem uma TV Philips, bebe Heineken e come queijo gouda com carne de cavalo.


Dart01.png Este artigo pode levar-te para o lado rosa da Força!

E tem um personal super musculoso!

Não o leia, exceto se você for macho, mulher ou está pintando as unhas de glitter.


Boieng da Trans Brasil indo pro brejo.jpg Olha o(a) Fokker vindo!
Olha o(a) Fokker indo!

Este artigo fala sobre coisas que avuam pro alto.
Clique aqui pra ver quem mais vai pelos ares. Literalmente.
Fokker faliu!
Cows1.jpg Nem o BNDES quita suas dívidas!

Outros que ficaram no vermelho.

Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Fokker.
Fokker
Empresa que sai de lá, fudido
Fundação 24 de novembro de 1911
Falência 1996
Primeiro avião Fokker 24 Vingaytor
Pessoas-Chaves Manuel da Silva Fokker e Jorge da Silva Latifúndio Fokker
Uso Fabrica avião só pra gays

Cquote1.png Você quis dizer: Fucker Cquote2.png
Google sobre Fokker
Cquote1.png Você quis dizer: Gay Cquote2.png
Google sobre Fokker
Cquote1.png Depois do acidente próximo ao Congonhas, eu tenho medo de um Fucker 100! Cquote2.png
Você sobre Fokker
Cquote1.png AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!! Cquote2.png
Passageiros sobre acidente com um avião da Fokker
Cquote1.png Ado-go!!! Cquote2.png
Dicésar sobre Fokker
Cquote1.png Aiiiii! Adoro uma foda! Uiiii! Cquote2.png
Alessandro Molon sobre Fokker
Cquote1.png Eu não vou! Cquote2.png
Clodovil sobre Um Fokker 100 da Fokker
Cquote1.png Na Holanda, o avião da Fokker se pilota sozinho, não precisa de VOCÊ! Cquote2.png
Reversão Holandesa sobre Fokker
Cquote1.png Na União Soviética, quem derruba o avião da Fokker é VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Fokker

A Fokker foi uma empresa de fabricação de aviões gays da Holanda, fundada em 1919 por Manuel da Silva Fokker e Jorge da Silva Latifúndio Fokker, dois empresários que se casaram e forneceram aeronaves de guerra durante a 1ª Guerra Mundial, foi uma das empresas gays pioneiras na fabricação em série de aviões militares fudidos e comerciais que só cai. A holandesa Fokker declarou que se fudeu em 1996, após algumas tentativas fudidas de salvamento da fabricante pela corporação Daimler Chrysler/Dasa Aviation, e se fudeu!

História[editar]

Antes dos Jatos[editar]

Em 1914, um holandês fudido chamado Manuel da Silva Fokker queria sair do fundo do poço e pagar as contas e usando papelão, vidro, borracha e um ventilador, criou o Focker 24 Vingaytor, junto com Vera Verão. Com que teve um Affair.

Manuel e Vera Verão tentaram vender para os americanos, mas pelo nome, "Fucker" (que significa "fudedor" em inglês), Manuel e Vera Verão continuaram se fudendo, até que apareceram os nazistas e clodovilnistas, e após complicações, compraram seus aviões, só porque alemão não fala inglês e odeiam o inglês, e assim... começaram a I Guerra Mundial contra os Estados Unidos.

Em 1917, o Barão Vermelho ganhou as versões de Fokker 11 - Tio Clô que tinha três asas não duas como todos os outros aviões e foi pintado de rosa que obviamente era a cor favorita dos donos, mas queriam vermelho. E Fokker 11 - Maluf que tinha duas hélices e não uma como todos os outros aviões antigos e foi pintado de roxo que obviamente era a cor favorita de Maluf, mas queriam azul. No entanto, isso não agradou pelo fato de o rosa se tornado a cor das bichas e vermelho ter se tornado a cor oficial da bandeira comunista, o que ocasionou durante vários anos a manutenção da empresa à margem do mercado formal.

Em 1918, a Alemanha perdeu a Guerra porque os Fuckers Fokkers de Manuel e de Vera Verão viviam caindo matando os pilotos burros rapidamente, para não ser linchado pela população nazista ele fabricou motores para dirigíveis, mas no começo da II Guerra Mundial, a Fokker voltou a fabricar aviões.

O lançamento na época dos Anos 30, era o Fokker 42 Motherfucker. Eles aguentavam mais e abateram o impressionante número de mais de 8 mil aviões da própria Aeronáutica, por isso perderam a Guerra de novo.

Em 1955, antes da crise do petróleo, no início da abertura Soviética e de anos com a patente abandonada, Manuel e Vera Verão resolvem cobrar as ideias da empresa e passa a fabricar os aviões Fuckers Fokkers 27 Democrata Cristão, Fuckers Fokkers 69 Meu Amô e Fuckers Fokkers 171 Estelionato para 27, 69 e 171 passageiros, que fodiam poucas pessoas mas vendiam seus aviões e cujo custo que compensaria somente se eles fossem vendidos a países ordinários como Cuba, Haiti e República das Bananas, passando a exportar o produto para o Brasil no ano seguinte para a VASP.

O início da era dos jatos, mas não supersônico...[editar]

Em 1966, logo após ficar sem dinheiro pra negociar com outras empresas brasileiras (Como VASP, Cruzeiro e VARIG), Manuel demite Vera Verão e muito invejoso(a), decide fundar com os americanos fudidos, a McDonnell Douglas. Enquanto Manuel decide parar a produção dos aviões fudidos Fuckers Fokkers 27 Democrata Cristão, Fuckers Fokkers 69 Meu Amô e Fuckers Fokkers 171 Estelionato. E vender a sua empresa pra qualquer otário que ia aparecer no seu chalé de palha, no interior da Holanda.

Quem apareceu no seu chalé foram muitos famosos como: Doutor Roberto, Clodovil, Silvio Santos, Dicésar, Silas Malafaia, Gilberto Kassab, Lula, PewDiePie e o próprio piloto John Mirolha, quem venceu o leilão foi Doutor Roberto. Doutor Roberto vendeu por apenas 24 euros pra Manuel, e o resto tava um pouco se fudendo e mandou todo mundo embora viraram pessoas-chave da Fucker Fokker.

O novo avião fudido, o Fucker Fokker 28 Aerotrem foi desenvolvido pelo estilista Clodovil, para foder de vez o já bem sucedido filho da puta turboélice Fucker Fokker 27 Democrata Cristão. A Fokker iniciou o seu desenvolvimento em 1966. Manuel, depois de perceber que o mercado carecia de aeronaves com pior desempenho, motores a jato e igual ao DC-9 (Já produzidos pela Viado-Mor Vera Verão). Os detalhes iniciais do Fucker Fokker 28 foram divulgados no Feriado das Bichas de 1966 e a produção da aeronave teve início em 1967. O primeiro dos três protótipos voou pela primeira vez em 11 de novembro de 1967, com certificação e entrega ao cliente filho da puta lançador do modelo em 24 de novembro de 1968. E teve seu primeiro acidente em 1 de abril de 1969, quando um Avião Fucker Fokker 28 da Ká eLe eMe caiu em Campinas. E virando um fracasso, sendo que o DC-9 foi o melhor e Vera Verão riu pra caralho da Fokker após ver o avião fracassado. É o predecessor do Fucker Fokker MK-24, conhecido como Fucker Fokker 100.

Vera Verão rindo pra caralho, após perceber que o Fokker 28 foi uma merda.

50... 70... 100![editar]

Cheio de maniass e de TOCs, numa manhã de inspiração brilhante, Manuel resolve: Cquote1.png Oras pois! Se toda vez têm que contar os mortos, porque não arredondar para 50 a 70 passageiros e daí já sabermos quantos morreram no momento da queda? Cquote2.png

Fokker 50[editar]

O Fucker Fokker 50 Democrata Cristão II foi desenhado após muitas vendas fudidas do Fokker 27 Democrata Cristão, que vinha sendo fudido desde 1958 e estava começando a cair em vários acidentes nos anos 80, Eymael pediu pra Manuel construir um novo jatinho pra ele. A direção da Fokker, nas mãos de Manuel, decidiu que a aeronave com a aerodinâmica fudida redesenhada e novos motores Rola do Eymael, derivados de ambos Fokker 27 Democrata Cristão e Fokker 28 Aerotrem - um jato fudido de curto alcance para 85 passageiros e 11 tripulantes - levantaria novamente as vendas fracassadas. O desenho do Fokker 50 iniciou-se em 1983 e seu primeiro cliente vesgo foram a Ansett Airlines, da Austrália.

A fabricante fudida construiu dois feios protótipos derivados da estrutura que sempre cai do Fucker Fokker 27 Democrata Cristão, com o primeiro voo em 11 de novembro de 1985, levando Eymael de Campinas á Porto Alegre. A certificação do Fucker Fokker 50 Democrata Cristão pela autoridade do PSDC, foi completada com fracasso em 1987 e a primeira aeronave fudida foi produzida e entregue para a DLT, da Alemanha Fudida. A produção se encerrou em 1996 após a Fokker ter sido... Você já sabe, com a última aeronave entregue fudidamente no ano seguinte. No fim da produção, 213 aeronaves haviam sido fudidas.

Fokker 70[editar]

O seu desenvolvimento fudido foi iniciado no dia 24 de novembro de 1992, tendo como base o Fucker Fokker 100. O objetivo do fabricante holandesa era fuder até o talo o mercado um substituto fudido do Fucker Fokker 28 Aerotrem, já que seu projeto tinha o mesmo comprimento e tinha o mesmo estilista.

O protótipo foi construído em Campinas e na fuselagem de um dos protótipos fudidos do Fokker 100, reduzindo-se o seu tamanho. Seu primeiro voo foi em 1993. O primeiro Fucker Fokker 70 de fudição caiu em 24 de julho de 1994 e a certificação foi fudida em outubro do mesmo ano de merda. O cliente que se fudeu foi a Ford Motors, na versão Jatinho Executivo.

Fokker 100[editar]

E assim... começou a história do avião favorito dos viados...

Cheio de manias e de TOCs, numa manhã de inspiração brilhante, Manuel resolve: Cquote1.png Oras pois! Se toda vez têm que contar os mortos, porque não arredondar para 100 passageiros e daí já sabermos quantos morreram no momento da queda? Cquote2.png Foi assim que Manuel criou seu avião mais bem sucedido, o Fuckers Fokker 100. Só não contava Manuel que a própria tripulação iria deixar o número quebrado novamente.

Fokker 100, de acordo com a TAM o piloto estava bêbado e bateu no poste

Em 1990, a TAM compra o primeiro Fucker Fokker 100 deles, aeronave que caía demais. Depois com o sucesso do primeiro avião eles compraram mais 100 aeronaves que faziam o maior sucesso no público por suas maravilhosas manobras antiquedas, de que não adiantavam.

Em 1996, num teste do Fucker Fokker 100, o avião atingiu a fábrica de Campinas e a fez fechar as portas, por isso, o Fucker Fokker 100 foi considerado Cquote1.png O pior maior sucesso da fábrica Cquote2.png. Recentemente a companhia brasileira OceanAir adquiriu uns 24 Fuckers Fokkers 100 num leilão da American Airlines no Mercado Livre, mas como ninguém queria voar nessas bombas, alterou o nome para Dick Dikker MK-24, já que o nome de oficial de registro do avião é Fokker Mortal Kombat Merdiën Kakïen 24 km/h, mostrando ser uma ótima estratégia de marketing.

Falência[editar]

Em 22 de Janeiro de 1996, a falta de administração da Daimler-Benz decidiu concentrar-se no seu principal negócio: ser a nova empresa de aviação gay e foder a Fokker. No dia seguinte, o Tribunal fudido de Amesterdão ampliou a fudição temporária de Manuel.

As brigas e fofocas foram iniciadas com a Bombardier em 5 de fevereiro de 1996. Após ter revisado e avaliado o pênis de Manuel e roubar os desafios que a Fokker faria, a Bombardier levou um oco em 27 de fevereiro. E FINALMENTE em 15 de Março, a empresa Fokker foi declarada falida, aleluia!

E agora? Por onde anda os antigos fundadores? E novos projetos?[editar]

Na verdade, todos os funcionários da Fokker foram demitidos. Após saber que ia dar merda, Manuel se mudou para os Estados Unidos em 1996 e faleceu em San Francisco em 2011 de AIDS, uiiiiii!

Vera Verão, levou um oco no mesmo ano (1996), desta vez. Um oco da Boeing, que comprou a McDonnell Douglas e voltando a morar com Manuel em Long Bicha. Morreu em 2003, também de AIDS, uiiiiii!

Os dois nunca mais voltaram á aviação gay.

A divisão colorida se tornou cada vez mais independente, até que, logo antes da falência da Fokker em 1996, ela se tornou uma empresa ainda mais fudida, conhecida sucessivamente por: Fuck the Space and Systems, Fuck the Space, e Reversal Dutch Space. Em 1 de Janeiro de 2006, levou um pau no traseiro pela EADS-Space Transportation. Hoje em dia, há planos para foder mais, com o Fokker 120 (Não vai lançar, nem fudendo).

Famosos funcionários da Fokker[editar]

Ver também[editar]