Fonoaudiologia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Fala direito,rapá! Cquote2.png
Zé Pequeno para um paciente de fonoaudiologia

Cquote1.png Pode vigiar o carro, chefia? Cquote2.png
Fonoaudiólogo graduado, pós-graduado, com mestrado e doutorado, exercendo um trabalho mais lucrativo.

Cquote1.png Fono o que?. Cquote2.png
Lula, nosso amado presidente.
Cquote1.png Veja bem, Fonoaudiologia termina com um número 4. Esse número não é bom. Acrescente uma letra H e uma foto do Vampeta pelado na porta do seu consultório. Talvez dê certo. Cquote2.png
Aparecida Liberato, tentando ajudar uma fonoaudióloga a vencer na profissão.

Sobre[editar]

Fonoaudióloga e seu equipa----mento de última geração

Fonoaudiologia é o curso superior feito por patricinhas dondocas e gostosas que não passaram no vestibular pra Medicina (que lamentam diariamente que escolheram o curso por conta disto enquanto pintam as unhas durante a aula, mas que superam isso após receber cantadas de médicos e engenheiros), gays que não passaram pra Design de Moda e pobres iludidos que pensam que vão ficar milionários depois de formados. Também é destinado às cantoras que já deu mais nódulo nas pregas vocais do que chuchu. Quem gosta de cantoras como Paula Fernandes (com uma articulação super travada, ou seja, precisa urgentemente de uma fono) e Sandy tem seu lugar no curso também.


E não podem esquecer de seu caderno rosa fosforescente com capa da Hello Kitty.

Os atores, cantores, locutores que se acham os bons não abrem mão de uma fono gostosa do seu lado.


É um mercado promissor para quem quer alguma realização profissional na vida!(Pelo menos as fonoaudiólogas não saem solteiras do curso)

História[editar]

O que faz um fonoaudiólogo?[editar]

Na verdade, nem mesmo um fonoaudiólogo sabe o que faz. Os fonos enfiam pauzinhos de picolé, canudinhos e línguas-de-sogra na boca desses infelizes que falam tudo enrolado. Algumas delas (leia-se as que tem papai e mamãe ricos) alugam um consultório e ficam lá dentro brincando com todos os joguinhos infantis que compram. Outras são carrascas e adoram dar a notícia: "Amigo, você está surdo!" Existem fonos que viram empresárias porque não gostam de usar branco. Algumas vão trabalhar nas escolas porque na verdade queriam ser professoras e seus pais não permitiram. E outras se entopem de mingau feito para os pacientes disfágicos.

Fonoaudiólogos - do sexo masculino - após entregarem o diploma pro papai, se matriculam no Senac para um curso rápido de estilismo e corte e costura.

Fonoaudiólogas - do sexo feminino - devem torcer para encontrar marido enquanto ainda estão na faculdade.

O Curso[editar]

O horário das aulas geralmente é agendado pelas universidades para que não choquem com os horários de salão de beleza e baladas, uma vez que as alunas não conseguiriam frequentar o curso caso houvesse concorrência entre o horário do estágio e o da manicure. O fonoaudiólogo passa a vida tentando se comunicar com os outros. Se você conseguir falar rapidamente a frase “Três pratos de trigo para três tigres tristes” estará contribuindo para a extinção desta triste profissão.

Àreas de Atuação[editar]

1)Audiologia - Descobrir o povo surdo que anda por aí

2)Linguagem- Cuidar de quem fala errado e iscrevi eradu, apesar que naum conheso niguein açim.

4)Voz - tentar melhorar a voz de pessoas que falam como o Anderson Silva.

5)Motricidade Orofacial - fica fazendo fisioterapia no rosto de quem tem dente torto e de quem aspira o alimento para o pulmão ao invéz de comer

Ídolo Fonoaudiológico[editar]

Aparecida Liberato, a irmã do loirinho Gugu é graduada em Fonoaudiologia. Um dia, Aparecida chegou ao SBT dirigindo seu fusca velho para pegar dinheiro emprestado com seu irmão. Foi neste dia que ela trombou com Sílvio Santos nos corredores, que lhe abriu as portas da esperança. Ele também achou a moça bastante gatinha (Silvio estava sem óculos) e lhe deu um papel com o seu telefone. Aparecida, já com o cérebro afetado de tanto ler livros e mais livros sobre voz, linguagem e audiologia, olhou os números no papel e, somou os dígitos, chegando a um número final, que ela considerou seu número da sorte. Depois disso, Aparecida começou a somar todos os números que via pela frente. Inventou então a Numerologia, ficou rica, nunca mais precisou de dinheiro emprestado e abandonou por completo a vida que todo fonoaudiólogo leva.

Sílvio Santos ainda espera sua ligação.