Fontes Termais (Get Backers)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Tubarão.jpg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.

Fontes Termais
Get5.jpg
Informações:
Finalidade: Sexo Relaxamento
Localização: Ainda não achei.
Tipos: Naturais e artificiais
Mais tipos: Yin, Yang e Unisex
Que dizer sobre:
Nem digo nada.


Cquote1.png Experimente também: Fontes Termais de Naruto Cquote2.png
Sugestão do Google para Fontes Termais (Get Backers)
Cquote1.png Podia ter uma dessas na Fortaleza Ilimitada Cquote2.png
Macubex, com os olhinhos compridos sobre fontes termais.
Cquote1.png Ui, Ban, confessa que está gostando tanto disso quanto eu Cquote2.png
Ginji sobre Fontes Termais.


As fontes termais do anime/mangá Get Backers, apareceram pela primeira vez, quando finalmente, o Ban Midou resolveu tomar banho, e quis que as águas não fossem comuns, porque teve medo de ter alguma reação alérgica devido à falta de uso, assim recorreu à fontes termais, claro sem deixar de levar seu companheiro, colega e amante amigo, Ginji Amano.

Como são[editar]

Hevn e Natsumi, um pouco antes do ato.
Fontes inspirando declarações amorosas.

Não pense naquele buraco de rato, que você chama de parque não sei o que, onde sua família vai se divertir às vezes, nada disso. São águas cristalinas e naturalmente quentinhas, inspiradas nas reservas do Japão, que são devidamente preservadas e os japas, quando as usam, não costumam jamais jogar lixo em suas imediações ou outras bobagens, bem não se sabe se outros tipos de bobagem não acontece, e essa desconfiança surgiu por causa dos anime/mangás que retratam uma maravilhosa putaria nesses lugares, mas não deve ser bem assim, mas não se deve deixar de considerar que tudo tem um fundo de verdade. Nada claro, comparada à, daí sim, putaria que eram as antigas termas romanas,e geralmente nem eram naturais, como as fontes e, bem por isso, nem eram chamadas de fontes.

As águas são limpas e cristalinas, mas não devem ser bebidas mesmo que ninguem esteja a se banhar, porque são quentes e ninguem refresca a boca com água quente. Elas podem ter cascatas ou não, bem se forem cascatas do tipo fofoca daí podem ter mesmo. Bem o fato é que as fontes de Get Backers não fogem a essa regra, e a pessoa sai de lá renovada e relaxada, e talvez até satisfeta sexualmente falando. Elas têm plantas em suas imediações, e alguns personagens costumam plantar mandioca, que dá que é uma beleza.

Missão[editar]

Nem tudo que aparece na cerca do lado das mulheres é algo apreciável...
As fontes de Get Backers não estão a salvo de Jirayas, Ebisus e de mim e de você.

A missão que eles tiveram aí se é que agora eu lembro direito foi a de recuperar um peixe que havia fugido de um aquário, e quando o devolveram pro dono, ele disse que esse peixe não era do aquário dele nem das fontes, mas era do mar. Já que ninguem sabia o que fazer com ele, e o mar, nesse episódio estava longe, resolveram fritá-lo, fazer o que... mas, como o gosto era ruim, deram pro gato, que foi o único que aproveitou a coisa recuperada... Bom na verdade a missão foi essa, mas para não ter problemas com a Disney, fingiram que foram procurar o ladrão ou ladra de um anel de uma senhora... na verdade essa senhora teria sim, perdido as pregas do anel por livre e espontânea vontade, e perdão pela baixeza, mas a história foi essa mesmo.

O que ocorreu de importante durante essa missão, não é o que eles haviam ido recuperar mas o que encontraram por lá e fazendo o que... sim, a chefe deles junto com a garçonete do bar Espelunca, colando um belo de um velcrinho, daí claro que ao serem vistas fingiram que estavam só aproveitando o banho. A mesmo desculpa foi dada quando acharam, nada mais nada menos, do que a transexual Kazuky Fuchoin e seu namorado Juubei... e o pior disso tudo, foi a posição em que encontraram os dois.

Não se pode culpar ninguem, a impressão que se tem é que aquela nevoazinha, que parece gelo seco, porem bem mais poético e claro, natural é mesmo inspirador e parece emcobrir tudo... parece.

Ban e Ginji (...)[editar]

Ban espirrando porra água na cara do Ginji.
Ginji, pra não variar, oferecendo a bunda.

Ginji, como sempre estava todo a fim de qualquer coisa e virando a bunda para o Ban (ele vira bunda, que quer dizer na verdade, que está virando a bunda para o amigo), querendo alguma coisa, e sempre acontece isso, quando o Ban faz algo que lhe dê tesão, em você e no Ginji. E como não ia acontecer isso com os dois peladões, ou quase, nessas fontes?

O Ginji todo à fim como sempre, e como sempre (eu não como nada disso), o Ban, desconversa, mas acaba... sei lá, nunca apereceu mas não duvido. E ele faz umas brincadeirinhas inocentes, inocentes mesmo com o Ginji, que estava pronta para se oferecer, virou bunda (ou a bunda), mas foi atrapalhado pela pista que Ban acabou achando e tiveram que voltar a se concentrar no trabalho. Foi aí que descobriram toda a sacanagem de seus colegas de serviço e mais alguns que apareceram apenas para encrementar mais. E lá acharam de tudo, ou quase tudo, ao menos nada ilegal, mas além do serviço de recuperação, recuperaram a consciência limpa ao ver que perto daquilo tudo não haviam feito nada demais. Bom, o loirinho de farmácia, e nem é sacanagem, é de farmácia mesmo porque o Ban entregou ele em um episódio, mas por ele tava tudo certo, quem estava com a consciência pesada era Ban, por ter espirrado porra água bem na cara... e/ou na bunda do amigo.

Gorila gay revoltado, quando Ginji ofereceu a bunda pela décima vez e Ban não comeu.

Tudo terminou bem relaxadamente e com bons fluidos, igual a sempre deve ser na saída das fontes termais, e claro o serviço cumprido, mas igual a sempre os dois vacilões terminaram a missão brilhantemente, mas sem dinheiro nenhum, nem vou descrever qual mais uma das desastrosas desculpas para eles terem se saído bem e, ficarem sem nada, é papagaiada demais. Melhor só pensar no vaporzinho das fontes.

Ver tambem[editar]