Football Club Basel 1893

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Football Club Basel 1893
Escudo do Basel.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Football Club Pastel 1893
Origem Bandeira da Suíça Suíça- Basel
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio St. Handjob-Park
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Suíço
Divisão Super League
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Football Club Basel 1893 é um time exageradamente inútil e sem graça, advindo da sem graça Suíça onde é jogado o futebol mais sem graça do mundo. O Basel até tenta enganar usando o uniforme exatamente igual do FC Barcelona até nos tons de cores, numa frustrada tentativa de convencer que jogam conforme o futebol-arte, mas a única coisa que este time sempre soube fazer foi dar chutão pra frente, fazer muitas faltas e se vencer na cagada, em 95% dos casos foi em jogada de bola parada.

História[editar]

Fundação[editar]

O Basel é um dos times mais antigos e tradicionais da Suíça, fundado em 1893. Nesta época tão distante ninguém dava qualquer valor ou atenção para o que acontecia na Suíça, especialmente neste vilarejo de Basel, tanto que o Basel precisou de longos 40 anos para ganhar seu primeiro campeonato, o título de campeão de combinado nórdico da Série C da Suíça de 1933.

Anos vitoriosos[editar]

Os anos 70 e 80 foram as duas décadas onde o Basel conquistou algo na Suíça. Nesta época conquistou 7 campeonatos suíços o que já era tarde, pois o rival Grasshopper já tinha uns 270 títulos suíços e jamais seria alcançado.

Decadência[editar]

De 1980 até 2000 o Basel simplesmente sumiu, rebaixou um montão de vezes (o que na Suíça é considerado um feito e tanto) e tudo por causa de falhas na maneira de pensar o futebol. Eles realmente queriam jogar como o FC Barcelona de quem copiam o uniforme descaradamente. Queriam toques rápidos de bolo, jogo ofensivo e envolvente, mas o time não tem dinheiro para comprar bons jogadores (as contas dos bancos da Suíça são sigilosas) e os atletas nativos de base são só uns almofadinhas.

Anos 2000[editar]

A partir de 2001 o Basel retornou aos bons tempos e começou a ressurgir nas competições europeias como representante fiel da Suíça. Aproveitando-se do baixo nível técnico e da quase inexistência de times em seu país, o Basel por 20 anos consecutivos conseguiu vaga ou na Liga dos Campeões ou na Copa da UEFA. Obviamente não ganhou nenhum e nem outro, afinal a função deste time sempre foi e será compor e fazer número quando o assunto é competição européia, nem mesmo a Copa de Totó (Pebolim) Europeia de 2001 que perdeu a final para o Aston Villa FC da Inglaterra.

Entre essas aventuras de pura má desempenho no cenário europeu há de se destacar ainda sua campanha pela Liga dos Campeões de 2002–03, onde chegou pela primeira vez numa fase de grupos, e mesmo perdendo de 6x2 para o Valencia, um time espanhol secundário, a equipe passou de fase graças à incompetência do Liverpool FC. Na fase seguinte foi a putinha dos gigantes Bayern München, Juventus FC e Manchester United, ficou em último e foi eliminado.

Liga dos Campeões de 2011/12[editar]

O Basel foi um time-sensação na Champions League de 2011-12. Primeiro porque pelo primeira vez na história, a UEFA - por dó - concedeu uma vaga direta na fase de grupos para um time suíço, vaga a qual o Basel conseguiu, e segundo por causa do surpreendente desempenho do time. Deu sorte de ter no grupo um time de vendedores de alho da Romênia semi-amador chamado Oțelul Galați que perdeu tudo, decidiu as duas vagas com o SL Benfica e Manchester United. O time português terminou em primeiro porque eles gostam de se acharem os bons e amarelar mais adiante. No último jogo, o Basel venceu o concorrente direto à segunda vaga, o poderoso Manchester United, por 2x1.

E tudo isso para que? Para ser humilhadíssimo nas oitavas-de-final e perder de 7x0 para o Bayern München embora tenham conseguido a cagada homérica de vencer o jogo de ida, time alemão cujo apenas goleiro reserva tinha o valor do time do Basel inteiro somando o valor do estádio e funcionários da limpeza.

Para piorar nem ficou com o troféu de sensação do ano, mas foi o vice-sensação, porque o APOEL do Chipre foi até as quartas-de-final.

Liga Europa de 2012/13[editar]

Jogador do Basel comemora classificação sobre o Tottenham Hotspur. O time adversário por ser inglês, precisava jogar sentado no gramado porque o time suíço é considerado pela UEFA café-com-leite.

Após o fiasco na Champions de 2011-12, o Basel decidiu ficar um pouco mais humilde e pensou que poderia tentar a sorte na Série B da Champions. Após uma campanha irregular e com um pouco de sorte, enfrentando sobretudo só times do leste europeu que são falidos, o Base chegou o mais longe que poderia imaginar ao atingir a semi-final daquela competição, ao eliminar heroicamente o Tottenham Hotspur nas quartas-de-final após estar perdendo de 4x0, o que até então era um placar normal, mas então começar a marcar gols cagados de escanteio e bola alçada na área, empatar de 4x4 e vencer nos penaltis.

Tudo para ser humilhadíssimo depois e perder os dois jogos para o Chelsea FC na semifinal.

Nos seguintes torneios europeus[editar]

Por ser o único time existente na Suíça, é o participante recorrente das competições europeias. Atualmente se especializou em ser apenas um número a mais e um time que preza o lema de que o importante é competir.

Títulos[editar]

  • Campeonato Suíço: 15 vezes (1952/53, 1966/67, 1968/69, 1969/70, 1971/72, 1972/73, 1976/77, 1979/80, 2001/02, 2003/04, 2004/05, 2007/08, 2009/10, 2010/11 e 2011/12)
  • Eliminar o Manchester United de uma Champions League: 1 vez (2011/12)
  • Eliminar o Liverpool de uma Champions League: 1 vez (2014/15)
  • Vice-time-sensação da Liga dos Campeões: 1 vez (2011/12)