Ford Model T

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Carrinho spmercado.jpg Este artigo é sobre um carro.

♫ Não é homem, não é nada, mulher gosta é de carro... ♫

Ele queima óleo, suja sua garagem, solta fumaça e sempre lhe deixa na mão no meio da estrada!

Cquote1.png Você quis dizer: primeiro carro popular da Ford no Mundo Cquote2.png
Google sobre Ford Model T

O famoso Ford Ka T.

Criado por uma equipe chefiada por Henry Ford, o Modelo T é considerado pela maioria dos idiotas especialistas como o Carro do Século XX por ser o primeiro projeto de carro popular, e de fato, a sua plataforma segue sendo usada até hoje no Ford Ka. Foi lançado em 27 de setembro de 1908, mas a Ford só achou um otário para comprar em 1º de outubro do mesmo ano. Projetado para ser tão fácil de produzir que pudesse ser montado pela tua avó enquanto ela dá a buceta para um negro, o cu para o pastor e paga boquete num japonês, logo fez sucesso entre os pobres americanos que queriam andar de nariz empinado a bordo de alguma coisa que parecesse um carro. Porém, em 26 de maio de 1927 já haviam várias opções de carros decentes na mesma faixa de preço.

Mecânica[editar]

Era tão rústico que não tinha bomba d'água para a refrigeração, e o tanque de combustível ficava num nível elevado para a gasolina ou o etanol descerem por gravidade. O motor 2.9L era montado na frente e tinha 4 cilindros, válvulas laterais, 1 carburador e 20 mulas. A partida era manual, com opção de elétrica nos últimos modelos. O câmbio tinha duas marchas mais ré, transmitia força às rodas traseiras e era acionado por pedal. O freio também era a pedal e atuava direto no câmbio. O acelerador era acionado por uma alavanca atrás do volante. A suspensão era com eixos de carroça e feixes de molas posteriormente reaproveitados na suspensão traseira do Fiat 147. A velocidade máxima de 70 km/h não era tão animadora...

Design[editar]

Henry Ford andando em seu Ford modelo t

Claramente inspirado nos principais concorrentes da época, as carroças, o Ford Modelo T não tinha um design tão belo, e as coisas pioraram em 1913 quando o modelo passou a ser produzido em linha de montagem com apenas uma opção de cor. Como a tinta preta secava mais rápido e compras em maior quantidade rendem maiores descontos, foi a cor escolhida pela fábrica.

Tuning[editar]

thumb uma Miniatura desse raro carro Alguns proprietários, querendo se destacar em meio à massa de Fords, modificavam as carrocerias e motores. Era comum remover portas e capotas, cortar o parabrisa ao meio, substituir faróis e paralamas por outros menores e rebaixar a suspensão. No motor, eram comuns a adaptação de carburadores e coletores de admissão e escapamento de maior vazão, comando de válvulas com maior duração, sistemas de ignição com maior capacitância e, em casos raros, blower. Era comum substituir os cabeçotes planos originais por modelos que incorporavam as válvulas, e eventualmente o comando. Alguns chegavam a ter fluxo cruzado e comando duplo. Os modelos mais fodões conseguiam desenvolver potências em torno de 70 cavalos.