François Duvalier

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bambu.png François Duvalier é boca suja!

Sem vergonhamm! SEM VERGONHAMM!!

Bambusilvio.JPG
10413.gif

François Duvalier fez pacto com o CAPETA!
Então é melhor nem se meter com esse artigo, senão o capeta vai atrás de VOCÊ!!!

Ptbosta.gif Este artigo tá uma bostinha.
Ele está pequeno, chato e sem graça. Será que teria alguma alma caridosa capaz de fazer uma boa ação, tipo a de editar e colocar coisas engraçadas, de forma que ele fique mais engraçado e menos idiota? Só tome cuidado porque o Moderador Malvado está de olho em VOCÊ!
Cquote1.png Já matou mai de mil! Cquote2.png
Jeremias sobre François Duvalier

Cquote1.png Tô fugindo dele até agora Cquote2.png
qualquer haitiano sobre François Duvalier
Cquote1.png Ele cuidou bem dos católicos, gosto muito dele Cquote2.png
Carla Perez sobre Papa Doc

Papa Doc, também conhecido como Papa Doc, Papa Txt, e Papa Rtf, foi o maior carniceiro do Haiti, ora chamado de "ditador". Morreu no ano de 1971, sendo substituído no papel de presidente pelo querido filhinho Jean-Claude VanDamme Duvalier, vulgo Baby Doc.

Juventude[editar]

François com sua careca do Poder e seu filhinho.

Duvalier cresceu em uma região pobre do Haiti (ele e todos os outros haitianos), e cresceu ajudando no açougue da família. Contudo, como não tinham dinheiro para sustentar uma criação de animais, eles usavam carne humana mesmo.

Porém, ninguém no Haiti tinha dinheiro para comprar carne, e assim, Duvalier cresceu num ambiente de pobreza extrema, desenvolvendo inconscientemente as características de um sanguinário e maníaco por poder.

Não se sabe como, ele era um bom aluno, e sua matéria preferida era Biologia (dos ramos da ciência, ele se destacava na Anatomia humana). Por um golpe de sorte, a família Duvalier adquiriu um cartão do Bolsa Família, e a vida deles melhorou bastante.

Eleições[editar]

O povo do Haiti tava cansado da ditadura que liderava o país (quando que o país não é regido por uma ditadura?) e implorou por eleições até que conseguiram eleger Papa Doc — um dos únicos haitianos que conseguira fazer alguma faculdade —, um cara que ajudava os pobres e oprimidos mas no Haiti o que é bom não dura, aí já viu, né, deu merda, porque os EUA colaram na dele e François virou o ditador do país, só saindo do cargo após sua morte.

Para se consolidar no poder, Papa Doc reuniu seu exército de bichos - papões e matou mais de 60 000 (2/3 da população haitiana) e fez uma negada meter o pé bem rapidinho, até quem não tinha grana fugia pra outra ilha de barril, pneu furado, geladeira — quem tinha — e implorava abrigo no estrangeiro. Enquanto isso, Papa acabava com a imprensa, matava e prendia geral enquanto se auto declarava Deus. Pois é, Deus, mano, o cara deixou de ser um médico vuduzista pra se tornar Deus! Vai entender esse povo.

Começou a cobrar impostos pesados da população pra construir a "cidade do Papinha", um lugar muito bom onde, é lógico, quem paga não vive. E nem construiu a porra da cidade, guardou tudo no bolso dele e quem não paga o imposto já sabe, né: GAME OVER pra tu, pobre haitiano.

Os pobres gostam dele até hoje, pois ele acabou com o abuso dos menos pretos sobre os pretos, e reviveu a cultura do vudu haitiano nas zonas urbanas (no Haiti, NÃO HÁ zona urbana!!) áreas já dominadas pela Igreja Universal do Reino de Deus. Os que fugiram pra conseguir almoçar em algum outro país, lógico, não curtem muito o regime de Deus Papa Doc.

O tempo foi passando e os americanos foram vendo que o negão era doido, então decidiram cortar laços. Papa ficou pistola, expulsou a igreja católica do Haiti (porque ele era Deus), catou a grana toda recebida pelo país e pôs no bolso também. Cquote1.png Foda-se Cquote2.png
Papa Doc sobre Escassez Haitiana
Ao final do governo dele, não tinha nem hospital nem escola no Haiti, mas calma que tudo pode piorar: foi substituído pelo filho, o Baby Doc.