Mulher francesa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Francesa)
Ir para: navegação, pesquisa
FrancesAutentico.jpg ALLONS EN₣ANTS DE LA PUTARIE!!

Este artigo è ₣rancês! Ele não toma banho, come camembert e faz biquinho. O autor já mendigou na Avenue Champs-Elysèes e è xenofòbico.

Cuidado! A qualquer momento um alemão pode invadi-lo!


Mulher francesa no imaginário popular.

Mulher francesa é aquele exemplar de ser humano do sexo feminino proveniente da França, a terra oficial dos cabarés e puteiros de luxo. Justamente por este motivo, as francesas são consideradas o melhor e mais tradicional exemplo de puta paga ao redor de todo o mundo, tanto que antigamente a palavra "francesa" era também uma espécie de sinônimo para designar as prostitutas. No sul, são sub-árabes baixas e peludas, com a cara meia boca, mas um corpo mais delicinha, como italianas, espanholas e portuguesas. No centro, são iguais a catalãs: magrelas, sem bunda, pele entre o amarelo-hepatite e o rosa-Patrick Estrela, baixinhas, peludas, mas com uns peitos até que gostosos e já quase chegando ao status de biscastes das neves. Já o norte é povoado pelas albinas rosadas do gelo, altas, sem bunda, tetas fartas, peludas (porque toda francesa é peluda, porra!!!) e com cara de travecos. No Califado de Paris são basicamente crioulas imigrantes e piranhas de Allah.

Aparência[editar]

Espécimen típico lá da França.

Como toda a europeia que se preze, as francesas são geralmente magricelas e sem graça, apesar de muitas serem peitudas: apesar disso e devido aos seus talentos sexuais fora do comum, acabam por ser consideradas gostosas pela maioria dos homems. Reza a lenda que muitas são bulímicas, pois com a quantidade de pastelaria "fina" que comem e raramente engordam, beirando a anorexia, levando a crer que sofrem de distúrbios alimentares, ainda que muitas subsistam à base de tabaco, já que são quase todas fumantes. Apesar da abundância de morenas, a maioria é loira, com olhos claros, e com nariz grande: as de Paris são famosas por se submeterem a cirurgia plástica para corrigir seu narigão.

A nível de vestuário, as francesas, especialmente as parisienses, são muito metidas elegantes, além de extremamente "chiques", pois gastam todo o salário em futilidades, como maquiagem e moda de grifes, pelo que são consideradas das mulheres mais bem vestidas do mundo. São apaixonadas por moda, e basicamente vestem-se usando apenas cores neutras. As cores mais espalhafatosas tipo o vermelho ficam restritas somente às putas de luxo, que não são poucas, diga-se de passagem. E odeiam usar calcinha, afinal a ausência de higiene também vale para as partes íntimas, e mantê-las ventiladas é o mínimo que as mulheres francesas podem fazer. Porém, essa "imagem elegante" é tudo faixada, pois como já foi mencionado, elas são um espécime feminino dos mais promíscuos, ou simplesmente putas, simplificando melhor.

Comportamento[editar]

Comportamento típico de uma francesa.

As francesas são das mulheres mais metidas e arrogantes da Europa, achando-se a última Coca-cola do deserto, não sorriem, recusando-se a falar inglês (quem vai na França é obrigado a falar francês), e detestando as pessoas das outras nacionalidades porque acham que seu país natal é melhor do que todos os outros do mundo, odiando, principalmente, a Inglaterra. Além disso, essa mulherada é incrivelmente xenofóbica e racista, acreditando em tudo o que os media dizem acerca dos outros países: não é à toa que o Fascismo vem tendo tanto sucesso lá na França. Esse povo, em geral, não é nada simpático, tendo sempre uma expressão facial de que todo o mundo lhe deve e ninguém lhe paga, talvez por isso haja tanta manifestação em França contra o governo. Essa mulherada bebe vinho a todas as refeições, nas festas só há champanhe e tábuas de queijo, enquanto fala mal dos vinhos italianos. A vida social é algo muito importante lá na França, e esse povo passa seus fins de tarde numa esplanada dos Champs-Élysées, bebendo café e comendo croissant, enquanto se gabam que são a nação mais "chique" e "civilizada" da Europa.

Francesa se enchendo de perfume para disfarçar o mau cheiro.

Existe apenas uma característica que sobressai nas francesas acima dos inegáveis dotes para a putaria (não fosse a baguete o pão tradicional da França), que é a falta de higiene: francesa que é francesa detesta tomar banho, tanto que muito raramente o faz. As mais asseadas costumam encarar o chuveiro no máximo uma vez por semana, mas consequentemente, estas costumam não se depilar. Por isso, a frequência dos banhos tende a ser maior, já que o excesso de pelos faz com que o corpo produza odores não lá muito agradáveis para olfatos humanos. Apesar da falta de asseio, a mulher francesa consegue estar sempre cheirosa, já que os perfumes de seu país são os melhores e mais caros do mundo, concentrando um grande número de fragrâncias exóticas em um mesmo frasco. Lógico que cada detalhe é pensado estrategicamente com antecedência pelos franceses, que já sabem que são um povo fedido e porco, então investem pesado no ramo da perfumaria de modo que estas características não interfiram em suas vidas pessoais, especialmente com relação aos estrangeiros.

Vida sexual[editar]

As francesas têm outros motivos para serem antipáticas, afinal têm uma vida difícil, dada a extrema dificuldade em encontrar um homem hetero macho no meio daquele monte de bichas, pelo que estão mais preocupadas com moda do que em ser simpáticas para os homems: são conhecidas por serem das mulheres mais difíceis de seduzir da Europa, e, muitas vezes, recorrem ao Lesbianismo para satisfazer seu voraz apetite sexual, pois todos os franceses são gays e elas são xenófobas e racistas, pelo que muito raramente se irão envolver com estrangeiros, além de gostarem de homens "requintados" e "perfumados". As francesas são as maiores especialistas na área dos fetiches, não tivessem sido elas as responsáveis pela tara masculina pelos uniformes de empregada doméstica e garçonete (pois foi na França da época vitoriana que surgiram as maid girls, empregadinhas jovens que eram obrigadas a se vestir daquela forma por seus patrões ricaços, para diferenciá-las entre as mulambas que tinham empregos semelhantes em lugares de pobre) e também foram as criadoras do Striptease, uma das 7 artes modernas.

Para conquistar uma francesa (pra que alguém iria querer fazer isso??), seja francês, tenha um salário igual ao dela (quer isso dizer: seja rico) e seja fashion sem pertencer ao Lado Rosa da Força.

Francesas Famosas[editar]

Outra Mulherada do Atlântico Norte[editar]