Freljord

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagesghh.jpg Este artigo é GELAAAAAADO!

Mamutes vigiam o artigo, então vá pra casa, coloque um casaco e beba um chocolate-quente. Cuidado com o Yeti e não lute contra Kula Diamond!


Freljord (que em palavras alemãs significa terra vazia) é uma nação que fica em cima de Valoran que costuma ter terras geladas com pouca população, embora possuem os habitantes mais antigos de Runeterra. (isso segundo eles mesmos)

Freljord às vezes costuma ser considerada a Suiça das regiões de League of Legends e não possui nenhuma relação ruim com outra região, apenas levando olho torto dos cidadãos de Noxus por uma das líderes tipicalmente copiar seu estilo de governo.

O reino[editar]

Estilo de vestimenta freljordiana.

Freljord é localizada entre várias terras que costumam possuir muito gelo, e com isso conseguem ter várias montanhas usadas para turismo além de mortes e que costuma ter as perigosas tempestades de neve.

Embora Freljord apenas aparenta ser um local pacífico em Runeterra, o local costuma possuir várias brigas, mas menos que Noxus, onde começou com as três irmãs Avarosa, Serylda e Lissandra governando essa terra, ganhando patrocínio dos seres mágicos chamados Observadores Gélidos.

Em um dia, uma das irmãs ofereceu sexo em troca de mais poder em sua campanha de dominação da região, os Observadores queriam ter um cargo de vice-presidente expulsando suas irmãs de governar, seu plano de corrupção do povo foi descoberto por sua irmã, Avarosa, que em poucos dias, se encontrou desaparecida e Lissandra conseguiu governar o reino, mas foi exposta nas corrupções e tirada por um impeachment.

Durante vários séculos, o reino de Freljord ficou um reino caótico (ainda menos que Noxus), até que em um dia qualquer, surgiu uma herdeira de Avarosa que tinha chances de liderar e fez uma votação democrática pra ver quem liderava como Rainha de Freljord, e o povo votou na própria em disparada, dizendo que poderia unificar o povo.

A segunda colocada da votação fica putassa com povo e Ashe, tentando não criar conflitos, tenta colocar Sejuani como senadora ou ministra, mas recusa os cargos e manda Ashe tomar refrigerante japonês, indo parar no fim do mundo.

Depois de um ataque na região, alguns cidadãos de Freljord começam a acreditar que a palavra da atual rainha era uma total baboseira e resolvem dividir Freljord em três territórios, no qual são formados as gangues os partidos atuais que dominam Freljord.


Os partidos de Freljord e campeões[editar]

Relações amistosas entre as líderes de Freljord.
  • Partido dos Avarosianos: Partido com mais aderentes, onde são aqueles burros que ainda acreditam nas palavras da rainha Ashe e que quer pacificar com os outros partidos e as outras regiões, indo sempre a métodos pacíficos, além de possuir um exército forte quanto o de Demacia. Possuem o território central e mais populoso de Freljord.
    • Ashe: Líder desse partido e atual rainha do partido.
    • Tryndamere: Bárbaro rei que virou puxa-saco da pessoa acima e atual vice desse partido, onde se aclama Rei de Freljord por possuir um exército de bárbaros.
    • Braum: Uma pessoa que costuma ajudar várias pessoas, até mesmo os camponeses da região, que virou do partido de Ashe após acreditar em suas palavras.
    • Gragas: Virou puxa-saco de Ashe e Tryndamere após ela mentir dizer que abrirá fábricas de sua marca podre de cerveja em outras regiões, além de própria Freljord.
    • Nunu: Ex-membro do partido abaixo, que saiu após ser atacado por fanáticos religiosos dos Observadores.
  • Partido dos Glacinatas: Um partido que promete paz ao reino de Freljord, e que possuem um grande interesse na cultura antiga do reino, além de fazerem cultos religiosos aos Observadores Gélidos, que querem o inverno eterno na região, onde é um partido apoiado pelas igrejas católicas de Freljord e toda Runeterra. Possuem um território em apenas uma cidade, que fica no cu do mapa.
    • Lissandra: Atual líder do partido.
    • Trundle: Puxa-saco de Lissandra que se aliou ao partido pela própria Lissandra ser a única que prestou atenção na raça de Trundle, os trolls.
  • Partido da Garra do Inverno: Um partido que quer conquistar a região de Freljord, onde sua atual líder copiou as ideias de Noxus e quer que Freljord se torne uma versão gelada em miniatura do reino de Noxus, com um exército muito forte e violento. (ui!)
    • Sejuani: Atual líder desse partido.
    • Olaf: Se aliou ao partido por parecer com o governo de Asgard.
    • Volibear: Se aliou ao partido por parecer um governo russo.
    • Udyr: Mais um que gostou do estilo violento do partido.
  • Sem partido: São as criaturas que estão cagando e andando pra guerra dos três partidos atuais, ou que simplesmente votaram em branco ou nulo.

Pontos turísticos[editar]

  • Rakelstake: Uma cidade qualquer que era uma vila insignificante, até conseguir crescer bastante sua população, a ponto de se tornar a capital de Freljord.
  • Vórtex Gélido: Um conjunto de montanhas quaisquer que ficam no cu do mundo.
  • Vila dos Ursines: Cidade natal de Volibear que fica perto da localização acima.
  • Montanhas Ironspike: Mais montanhas que também ficam no cu do mundo e que fica no norte de Noxus, que por ser um local com pouca população, foi escolhido como lar de Anivia. Atualmente costuma ser visitada por treinadores idiotas de Pokémon que confundiram Anivia com um Articuno.
  • Howling Abyss: Um dos mapas do jogo e um local qualquer que foi feita para rolar vários tipos de porradarias.
  • Lokfar: Uma vila localizada em uma península colonizada por vikings, onde é conhecida pelo campeão Olaf e que fica no norte do território de Sejuani.
  • Cidadela dos Glacinatas: Uma cidade qualquer que apenas foi feita para acolher refugiados que puxassem saco de Lissandra.

Ver também[editar]