Fudbalski Klub Sarajevo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Fudbalski Klub Sarajevo
Escudo do FK Sarajevo.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Fudbalski klub Sarajevo
Origem Bandeira da Bósnia e Herzegovina Bósnia e Herzegovina- Sarajevo
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Assim Felapau Hase Stadium
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Bosta
Divisão Premijer liga
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Fudbalski Klub Sarajevo é um time ruim desses totalmente secundários e sem qualquer importância do futebol mundial, mas que durante algum século foi o único time existente da Bósnia e por isso é mais ou menos relembrado na hora de falar do futebol da Iugoslávia.

História[editar]

Fundação e primeiros anos[editar]

O FK Sarajevo foi fundado em 1946 às pressas, após o estabelecimento da Iugoslávia, surgiu o interesse de se criar um time bósnio que só servisse para apanhar dos croatas e sérvios cujos cientistas renomados da Iugoslávia já haviam provado anteriormente serem rigorosamente de raça superior. O FuCk Sarajevo cumpriu bem seus objetivos, tornando-se o time que mais foi derrotado por Estrela Vermelha, Partizan, Dinamo Zagreb e aquele outro time croata de nome que não lembro como escreve, perdeu sempre para todos eles.

Os primeiros 20 anos de existência do clube foram absolutamente desprezíveis. É compreensível quando existem times derrotados na Espanha, na Alemanha, no Brasil, enfim, países competitivos... mas fracassar na Iugoslávia? O melhor time de lá só serve para ser goleado pelos clubes secundários de todos outros países, simplesmente não há possibilidade ou lógica para existir um time tão ruim, então procede perfeitamente aquela teoria da conspiração em que os times sérvios ameaçavam de morte os clubes bósnios para vencer todos os jogos sempre.

Campeonato Iugoslavo de 1966-1967[editar]

Tal qual até o Guarani já foi campeão brasileiro, o FK Sarajevo desencantou e pelo campeonato iugoslavo de 1966-67 foi finalmente campeão aproveitando-se do favorito Partizan estar usando time de reservas para priorizar a Liga Europa e todos demais rivais estarem tão incrivelmente ruins que nem comprando o resultado conseguiram evitar o título inédito de um time bósnio.

Jejum[editar]

Após a conquista acidental do título de 1967, todos jogadores do Sarajevo foram espancados por agentes do Ministério da Lasciva Família Soviética Titoísta por quebrarem sua promessa de sempre serem derrota, e portanto, a partir de então, mergulhou em mais um longo jejum de 210 derrotas consecutivas que durou 20 anos.

Campeonato Iugoslavo de 1984-1985[editar]

Em um campeonato de baixa qualidade onde o maior adversário era um time chamado Hajduk Split, a Iugoslávia em 1984 já estava falida e sem qualquer controle ou capacidade de coersão como antigamente, então o FK Sarajevo aproveitou-se e ganhou seu segundo e último título da Iugoslávia.

Campeonato bósnio[editar]

Normalmente se diria que o fim da Iugoslávia seria benéfico para o FK Sarajevo, já que agora ele não precisa se matar de apanhar dos times croatas e sérvios, e agora jogaria apenas no fraquíssimo e nada competitivo campeonato bósnio onde iria se fartar de ganhar (coisa que o Dinamo Zagreb fez na Croácia e o NK Maribor fez na Eslovênia, e assim por diante). Porém no caso da Bósnia foi diferente, porque os principais times do país como o FK Željezničar Sarajevo e o HŠK Zrinjski Mostar na verdade haviam sido criogenizados em 1945 por um cientista maluco bósnio que discriminado pelos sérvios (que sabem que todo bósnio é insano e não deve ficar solto) mas em 1993 foram mergulhados num tanque de água quentinha e foram ressuscitados para jogar o campeonato da nova Bósnia independente.

Títulos bósnios e primeiras aparições na Europa[editar]

Se algum campeonato bósnio ninguém sabe direito, mas foram pouquíssimos. O que o FK Sarajevo tem são enormes quantidades de terceiras colocações, e por isso é um dos times mais frequentes na Liga Europa, aquele campeonato que ninguém se importa e mesmo assim nunca se destacou por lá.

A partir de 2013[editar]

Em 2013 o clube foi comprado por Vincent Tan, um mafioso malaio cuja única coisa que fez de bom para o time foi fazê-lo perder a nível continental para o Borussia Mönchengladbach por 7x0. De resto, o clube continuou recusando-se a ganhar o campeonato bósnio, pelo medo de pagar mico numa Champions League.

Títulos[editar]