Fundação Getúlio Vargas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deus.png Importante! A Igreja Universal quer sua atenção!

Deus quer que este artigo seja ampliado.
Aqueles que o fizerem, serão ajudados pelos seus tentáculos. Os que ignorarem, irão para o inferno pra sempre.
Não seja herege e obedeça a verdade única e divina!

Marca comercial da FGV.

Cquote1.png Eu consegui! Cquote2.png
Senhora obesa com cabelo armado orgulhosa do diploma na faculdade fundação
Cquote1.png Só pra não esquecer... Foda-se a gv! Cquote2.png
feano após cancelar a matricula na gv
Cquote1.png Você quis dizer: Getúlio Virgem! Cquote2.png
Google sobre a FGV
Cquote1.png "Se acha importante mas não sei quem é você"! Cquote2.png
ESPMiano sobre os aluninhos da FGV
Cquote1.png "GV me diz como se sente, de ser o meu maior freguês não importa quantos não passem, nunca iremos esquecer... Que a Força te humilhou, Baterilson te calou, Tatu-bola já tocou na série B"! Cquote2.png
ESPM sobre a FGV
Cquote1.png Esa facudade Getulhio Vargaz é muito péssima, só estuda burraum lá! Cquote2.png
Mackenzista sobre FGV
Cquote1.png Parece legal mas não é! Cquote2.png
Todos sobre a FGV
Cquote1.png Você quis dizer: só burro paga! Cquote2.png
Google redirecionando a procura de um inocente vestibulando
Cquote1.png This is madness! Cquote2.png
Aluno sobre "disciplina" do curso de economia da FGV-SP, conhecido como Escola de Economia de São Paulo
Cquote1.png Madness?... This is EESParta! Cquote2.png
Diretor do curso de economia sobre Aluno

Fundação Getulio Vargas[editar]

Estátua do charutão de Getúlio que se encontra no pátio da Fundação.

Fundação que serve os interesses dos filhos capitalistas-neoliberais-selvagens das zelites dominantes do país desde os primórdios do Império, a Fundação Getulio Vargas foi originalmente denominada Fundação Dona Maria, em homenagem à rainha de Portugal que posteriormente viria a ser conhecida como D. Mad Maria, a Louca. Algum tempo após a Revolução de 1930, e muito tempo antes da invenção do Viagra, Getúlio procurava motivos para manter a ditadura e para isso decidiu tomar a Fundação para si, movimento que |viria a ser conhecido como revolução tenentista, pois foram os oficiais os primeiros que conseguiram aportar na lama das dependências getulianas (sic), trazendo junto com (sic) eles um amuleto que foi plantado embaixo (sic) da trave do qual nasceu, após muito adubo e água, o lendário Ferreirinha. A sigla eternizada foi FGV (Foi Golpe mas Vale). A Harvard brasileira só não pode ser assim denominada oficialmente pois a estúpida peculiar dança-do-frango-manco-desprovido-de-masculinidade promovida pelos seus alunos ofende os valores puritanos da sua co-irmã americana.

A Fundação tem várias escolas, uma delas é de Administração, ultimamente conhecida como o fiasco brasileiro, ficando atrás de inúmeras instituições de ensino do país, inclusive a Unip. A outra, a Escola de Economia (EESP), tradicionalmente conhecida pelos nabos, jubilamentos instantâneos abriga um clã de nerds-capitalistas-neoliberais-selvagens que sobrevivem aos jubilamentos que crescem mais rápido que qualquer inflação...

Quase tão importante quanto a Fundação em si é o seu Diretório Acadêmico e particularmente a Associação Atlética Acadêmica, responsável pelos importantíssimos desempenhos esportivos da FGV nas Economíadas, como o glorioso 4o lugar obtido na edição de 1975 e a ostensiva 6a posição no ano seguinte, os "anos de ouro".

Diversos alunos ingressos das dependências da FGV conseguiram obter destaque nos negócios e na política brasileira, ajudando a construir a sociedade com modelos e atitudes. Romário da turma de 1985 resumiu brilhantemente como "Eu sou o cara".

Estereótipo FGV[editar]

Notoriamente conhecida por ser a mais bonitinha melhor uniesquina unidunitê de SP, o vestibular se divide em duas fases. A primeira conta com a resolução de um Sudoku publicação Coquetel e a segunda com a temida tarefa de completar o albúm da copa Panini.

Os alunos que adentram à FGV, aqueles que não são espertos para ficarem bilionários sozinhos nem tão burros para um ir pra Mackensie, USP ou Insper instantaneamente adquirem uma série de características um tanto quanto peculiares, sendo possível a classificação destes seres em futuros CEOs, presidentes ou Diretores. Dentre tais características destacam-se o uso de roupas de marcas caras, principalmente da marca Abercrombie, os telefonemas do dad preocupado com o adequado agasalhamento do aluno, a frequência em lugares como o Shopping Cidade Jardim ou a Daslu e, claro,o hábito de se achar superior aos outros.

Ver também[editar]


v d e h
Universidades de link={{{3}}} São Paulo