Fuzilamento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Niggernazi.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg


Cquote1.png Trááááááááá! Cquote2.png
Fuzil sobre subversores do regime.
Cquote1.png Ááááááááááá! Cquote2.png
Subversor do regime sobre fuzil.

Cquote1.png Nossa, até rimou! Eles ensairam? Cquote2.png
Guria retardada sobre comentários acima.

Assim que se fuzila alguém.

Cquote1.png Vamo fuzilar a petralhada aqui do Acre! Cquote2.png
Jair Bolsonaro sobre fuzilamento

Fuzilamento é uma das mais comuns, rápidas e barulhentas formas de execução que a humanidade em seu ápice criativo conseguiu elaborar, sendo necessário para a prática apenas um (ou mais) fuzil, uma ditadura, um (ou mais) subversores do regime vigente e um muro para que os pedaços de cérebro e órgãos não voem muito longe.

Técnica[editar]

O fuzilamento ocorre da forma simples e tradicional há mais de um século, é necessário antes de tudo a correta condição político-social para a prática, apenas sob o totalitarismo o fuzilamento é capaz de atingir seu pico de perfeição, num regime com um tirano sanguinário fuzilamento são rotineiros e até mesmo considerados pela populaão como momentos de reunião com os amigos para rir do morto.

Para a prática ser posta em prática há a necessidade de militares submissos e um jovezinho drogado com ideias subversivas ao regime, esse cara é preso, apanha até confessar tudo, mesmo o que ele não fez e é condenado a morte sumariamente, é posto contra um muro junto com outros iguais a ele, ou não, e os soldados, com fuzis, descem a bala.

Locais próprios[editar]

O típico lugar onde isso ocorre é na África e na Ásia, mais precisamente no Oriente Médio e na China, lá para os lados do Iraque os americanos que foram combater o ditador continuaram usando as mesmas técnicas que se espalhou na região, no entanto o apedrejamento ainda aestá mais na moda. China e países africanos com ditadores há 50 anos também desfrutam da técnica.

Toda ditadura já utilizou disso, os coxinhas iam lá, pegavam seis neguinhos faziam um interrogatório e bala, iam nos bares pegavam dez bêbados e bala, iam nas escolas pegava quinze burguesinhos socialistas e bala, assim vai a prática em terrenos totalitários.

Ver também[editar]