GRES União da Ilha do Governador

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Jamelão Mangueira.jpg

"QUEM VAI-VAI VER A MANGUEIRA ENTRAR?"
"Quem não gosta de samba, bom sujeito não é: ou é emo, ou funkeiro, ou paulista, ou mané!"

Este artigo é sobre Carnaval. Pode também ser sobre uma escola-torcida, mas se você não é do samba, não vandalize. Seja engraçado e não apenas idiota, ou Sólon Tadeu vai atrás de você!


Final euro2004.jpg Este artigo é algo que a Inglaterra aprovaria, se tivesse ganho uma Eurocopa...

Este é um artigo que pode te levar para o Lado Amarelo da Força. Se estiver perto de algum evento decisivo, não o leia, pois pode causar um FAIL épico.

Cquote1.png Você quis dizer: Iôiô. Cquote2.png
Google sobre GRES União da Ilha do Governador
Cquote1.png Tamo de volta! Cquote2.png
Torcedor alienado fã sobre GRES União da Ilha do Governador
Cquote1.png Depois de muita garra voltamos ao Grupo Especial Cquote2.png
Presidente da Escolapra depois de 2 anos cair para o mesmo grupo sobre GRES União da Ilha do Governador
Cquote1.png Detesto Cquote2.png
Fabio Arruda sobre GRES União da Ilha do Governador

O Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador, apelidado carinhosamente de União da Ilha, é uma escola de samba pobre.

História[editar]

Típica componente da escola dando o seu melhor na avenida

Lá em 1900 e guaraná de rolha, um grupo de amigos chapados se reuniam na Estrada da Cacuida, onde costumavam dar um tapa na pantera fazer rodas de samba. Foi lá onde nasceu esta escola, famosa por enredos sobre bebedeiras.

Nos Anos 80 se tornou vice-campeã com um enredo bom, bonito e barato.

De lá pra cá a ultima aparição dela no Especial foi em 2001 quando foi rebaixada falando sobre energia. Inexplicavelmente ela quase subiu, porém perdeu para a coirmã São Clemente em 2003. Em 2009, a escola conseguiu se tornar campeã falando sobre viagens.

Para 2010, escolheu um enredo em homenagem a Dom Quixote de La Mancha, um folião espanhol que sonhava derrotar os grandes vilões do Carnaval. O refrão "a Ilha vem cantar, mais um sonho impossível, sonhar" é uma referência à própria possibilidade de a escola um dia vencer o Carnaval.

Este artigo ainda não é linnndo.
Ajude a Désciclo editando-o, meu rei. Ou não.