GSG9

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mantenha distância... ALLAHU AKBAR!!!!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Bombaatomica.gif
Bismarckpre.jpg Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que ele é parrte dö conspürraçon gerrmänica parra inwadir ö Frankreich por trrás öutrra wez. Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö cörredorr polonës.



GSG9 der Bundespolizei

Cquote1.png Você quis dizer: Die Elite Einheit Cquote2.png
Google sobre GSG9
Cquote1.png É um player de Counter-Strike! É dos Contra-Terroristas! Cquote2.png
Nerd jogador de CS sobre GSG9
Cquote1.png Schwaizer! Schwaizer! Schwaizer! Shinëider tomit Judën! Ops... Cquote2.png
atirador da GSG9 sobre resgate dos israelenses
Cquote1.png Maldição errei! Maldição errei! Ótimo, acertei um judeu! Ops... Cquote2.png
tradução sobre o que o atirador da GSG9 dizia
Cquote1.png Ah! Porra, preconceito... Só porque sou alemão sou nazista? Shwaizer Iuden! Cquote2.png
Oficial da GSG9 sobre este artigo

A GSG9, abreviação de GSG9 der Bundespolizei, é a Guarda de Fronteira No 9 da Polícia Federal Alemã, se você exibido e gosta de falar outras línguas pode tentar dizer Grenzschutzgruppe 9 com uma bola de chiclete na boca também. Trata-se de uma unidade de elite considerada entre muitos a melhor unidade paramilitar (civil) do mundo, no caso da Alemanha, ela a melhor do país, junto com a unidade militar KSK que é subordinada formalmente ao Exército, e trabalha com BDN que é o serviço secreto. A GSG9 é uma verdadeira lição para todas as polícias do mundo, principalmente as más polícias, que fazem ações desastrosas; sim, porque se fomos estudar a polícia alemã saiu da Desgraça da Olímpiadas de Munique com uma das mais desastrosas operações policiais realizadas do mundo, e acabou por formar em 6 meses a melhor unidade policial do mundo, juntando uma tecnologia única inigualável, com soldados altamente treinados competentes e principalmente, que obedecem regras, já que a Alemanha é um Estado de Direito.

A diferença do KSK para a GSG9 é simplesmente essa, a GSG9 joga limpo e bonito, no absoluto flairplay de uma unidade tática de um Estado de Direito, enquanto a KSK joga sujo e feio, já que é a unidade que irá atacar os inimigos não-alemães, estes não tem direito algum, portanto, a Alemanha não tem nenhum compromisso com eles... A KSK é uma unidade não muito nova, ninguém sabe muito deles, trabalho do competente serviço secreto alemão. O que se sabe é apenas do desempenho nos intercâmbios, coisa fina, treinam somente com os melhores, e tem um bom gabarito em ações conjuntas; no Afeganistão, faz parte da equipe de segurança da OTAN, e sabe-se que a região administrada pela Alemanha está controlada e pacífica, diferente da região dos EUA.

História[editar]

OBS: Esta parte deste artigo fica melhor ao ser lida com a música em volume ambiente, como trilha sonora, "Tente Outra Vez" do Raul Seixas

A unidade de Rondas Especiais da Guarda de Fronteira improvisada da Polícia Federal Alemã que tentou resgar os israelenses pode ser chamada da mais atrapalhada unidade policial do ocidente, ficou famosa por protagonizar os piores resgates da história, a gota da água foi em 5 de Setembro de 1972. Depois da falha histórica, que culminou com a morte de todos os réfens e vários terroristas deixando Munique tranquilamente, no meio das Olímpiadas.

A catástrofe mobilizou os governos do ocidente liderados por Israel e Inglaterra, para que fizessem uma força-tarefa com o único objetivo de tornar a unidade tática da polícia federal alemã, no mínimo aceitavél, para isso, as duas melhores Forças Especiais do mundo naquele momento foram chamadas, Sayeret Matkal e a SAS. Pórem, a situação era tão constragedora que a SAS desistiu alguns meses depois do intensivo de reciclagem, e ficaram somente alguns israelenses teimosos, tentando ensina-los, causando uma grande decepção no povo alemão e principalmente nos soldados que perderão uma grande motivação de treinar com eles. A nova unidade Grenzschutzgruppe 9 embora constrangida com tudo isso, não desistiu, eles por final em 6 meses juntos com alguns dos soldados israelenses que ficaram (no começo, por causa de uns relacionamentos amorosos com estudantes da Universidade de Munique) estavam completamente operacionais.

Cquote1.png Esses tapados são um caso perdido, não aprendem nada Cquote2.png
Oficial britânico para o jornal matinal de Munique

Aquela afirmação doeu muito, mais tanto, que os alemães da unidade ficaram realmente em depressão, porém, por causa disso eles se dedicaram sozinhos a rever tudo que havia estudado até então, com a determinação para se tornar a melhor polícia tática do mundo. O mundo todo riu...

Reformas[editar]

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Você sabia que na Alemanha também há policia estadual? E que as equipes táticas é este trava-língua: Spezialeinsatzkommando (SEK) ?
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Que as polícias também são divididas, uma símilar a militar, a Schutzpolizei, e uma investigativa, Kriminalpolizei, e que lá eles não se odeiam e não ficam competitindo?

Em janeiro de 1973, a reforma foi notavél... Transferiram a unidade para uma cidade chamada de Sankt Augustin, do destrito de Bonn. O nome adotado foi Grenzschutzgruppe 9, em 2003 viria a se tornar apenas apenas GSG9. A estrutura organizacional foi inspirada no estilo Sayeret Matkal das Forças de Defesa de Israel, mas com um toque policial. Havia um medo de criar uma unidade de elite para o Exército Alemão, já que ninguém na Alemanha naquela hora queria lembrar os judeus instrutores de Israel de uma unidade chamada Waffen SS (guarda-costas de Hitler e carrascos dos campos de concentração). Havia uma ameaça latente com a presença dos soldados israelenses tão perto das bases militares alemães, com aquelas Uzi, Desert Eagles e Galil e um treinamento naquele momento muito melhor que o deles. Foi uma sábia decisão dos políticos naquela hora, pois uma guerra da engenharia de bélica alemã com a israelense se tornaria um holocausto mecânico da humanidade (ou seja sem bombas atômicas, só com tiros, explosões, dentadas, socos, pontapés e facadas). As táticas foram recicladas e exaustivamente treinadas, os equipamentos e armas foram requeridos por encomenda para os melhores fabricantes que Europa tem (os próprios alemães) e em pouco tempo os israelenses ficaram tão impressionados que voltaram para casa com vontade de fazer uma unidade igualzinha a dos novos amiguinhos - tá bom, nem tão amigos assim, mas todo mundo se esforçou para ser simpático - e lá em Jerusalem eles fizeram a YAMAM e criativamente colocaram a sua super unidade policial de inspiração ariana em uma polícia de fronteira também! Olha que coincidência! Não é legal?

Quando os policiais da Grenshutlzgruppa Nöine começaram a andar nos jornais fazendo prisão com seus uniformes azuis e capacetes camuflados, começaram as piadas no resto do Ocidente. Os capacetes camuflados não eram por alguma tradição, eram os únicos capacetes anti-bala disponíveis na Alemanha, que eram do exército, e eles estavam muito ocupados para costurar uma cobertura de nylon nova na cor do uniforme (de fato, só recentemente a polícia federal alemã parou de usar aqueles capacetes engraçados). Ninguém olhava o quão preparados eles estavam, nem as armas que ajudaram a desenvolver para aperfeiçoar táticas especiais. O mundo inteiro só olhava os malditos capacetes e fazia piadas com os alemães. A crítica foi total, ninguém levou a sério o que a GSG9 fazia, e a GSG9 ainda não tinha moral para poder reclamar, eles não haviam entrado em ação.

Cquote1.png Esses alemães são exagerados, isso só vai quebrar a camuflagem e atrapalhar as invasões furtivas, além do mais pra quê RADIOS!? Como um cara vai agir e se comunicar de rádio ao mesmo tempo, para isso existe a comunicação por mãos Cquote2.png
soldado da SWAT de Los Angeles, comentando sobre os rádios presos aos coletes dos policiais alemães

A reviravolta[editar]

Em 1977, a GSG9 já se considerava a melhor polícia do mundo, apesar de ninguém ouvir, logo apareceu a oportunidade perfeita para provar que haviam treinado e estavam muito melhores, resolveram se intrometer em uma operação de interesse dos israelenses. Um avião foi sequestrado por terroristas palestinos, e pousado na Somália, em sua capital, Mogadicío, era a ocasião perfeita, pórem se a GSG9 pedisse para interferir ninguém iria permitir, resolveram agir sem dá satisfação, antes que o mundo os criticassem, a Operação Feuerzauber foi um sucesso... Desde lá, a GSG9 construiu uma reputação impecavél...

Missões[editar]

Policial alemão da GSG9 mirando num sequestrador da lage de um prédio

Principais missões conhecidas e publicadas pela imprensa. A maioria das missões da unidade são secretas, e as informações são reservadas. Por isso, todas as operações que se tem conhecimento são as que vem a publico. Sabe-se que desde a formação, a GSG9 participou de 1500 missões, e só a registros de 5 ocasiões onde usaram de força letal (armas de fogo), sendo que uma foi em Mogadício, e outras duas, foram em situações de refém na Alemanha, em que precisaram matar cães dos suspeitos para não enstragar a entrada e avisar o FDP.

  • 1977 Outubro 17-18: libertação de 86 reféns mantidos em Mogadicío, Somália.
  • 1982: Prisão dos terroristas da Facção Exército Vermelho, Mohnhaupt e Schulz
  • 1993: 27 de junho: Prisão dos terroristas da Facção Exército Vermelho Birgit Hogefeld e Wolfgang Grams em Bad Kleinen. Várias pessoas acreditam que Wolfgang Grams foi executado em vingança da morte do agente do GSG 9 Michael Newrzella durante a missão, o que convehamos... Foi, ninguém precisa de 12 tiros de 12 na cara para não reagir, né?
  • 1993: Desfecho do sequestro do voo KLM da Tunísia para Amsterdam, redirecionado para Düsseldorf sem um único tiro disparado, os suspeitos se entregaram aceitaram Jesus e foram fazer trabalho missionário da África, o batismo foi feito no avião, na presença de um líder da Igreja Luterana.
  • 1994: Desfecho de um sequestro na penitenciária Kassel. Terminou com o suspeito pego no banheiro numa diarréia provcada por óleo de recino e outros lachantes adicionados na comida dos presos.
  • 1999: Desfecho de um sequestro do Banco Central em Aachen. Os sequestrados foram vítimas da técnica lachante na comida também.
  • 2001: Prisão de dois espiões em Heidelberg. Um foi preso num Aston Martin, portava documentos britânicos, porém o governo Inglês nega que era da MI6. O outro estava num Lada, carregava uma mochila de documentos de origem ainda soviética, e jurou que não era da KGB.
  • 2001: Prisão de terroristas relacionados aos ataques de 11 de setembro, que tiravam férias no lugar errado.
  • 2002: Prisão de terroristas relacionados aos ataques de 11 de setembro, que foram procurar os amigos que não chegavam.
  • 2004: Em 7 de abril, dois membros foram atacados e assassinados perto de Fallujah enquanto seu comboio atravessava de Amman (Jordânia) para Bagdá. Os dois homens tinham 25 e 38 anos e estavam viajando em um carro atrás do comboio, recebendo a maior parte do fogo inimigo depois de passar a emboscada. A Mercedes blindada foi atingida e parada por LGFs. Num comunicado posterior, os atacantes desculparam-se por terem confundido o comboio alemão por um americano. Um dos corpos continua desaparecido. O Governo Alemão marcou a data de vingança pórem não temos os dados.

Situação de Operação com Réfem[editar]

Atirador da GSG9 com seu fuzil silencioso. Para a GSG9, o atirador não deve esconder-se, quem deve se esconder é o bandido

A GSG9 segue uma própria cartilha numa situação com reféns: nela a prioridade é a vida, devido a Alemanha ter uma Constituição Federal e que os alemães respeitam - diferente por alguma razão dos brasileiros, porém similar à atuação de sua polícia.

Procedimentos[editar]

O cerco, logo após feito, delinea a Zona de Operação Tática. Nela, somente a GSG9, as equipes de resgate, paramédicos, bombeiros e outras coisas do gênero têm acesso, e outros somente se a GSG9 autorizar ou requerir, como advogados e terceiros que possam ajudar. O sinal dos celulares é bloqueado, toda a comunicação do suspeito é feita por rádio, corta-se a energia do local e faz-se o possível para isolar o suspeito, seja de televisão, internet ou qualquer meio de comunicação, tornando o suspeito isolado, tendo por único meio de contato com o mundo exterior a própria GSG9.

Numa Zona mais restrita, a Zona de Ação Tática, ninguém entra ou sai, apenas a GSG9. É a Zona em que a GSG9 irá utilizar caso necessite fazer uma entrada tática, ela inclui qualquer lugar que eles usarem para poder invadir o local.

É importante saber que a GSG9, desde o primeiro momento se posiciona para entrada tática, dado que o suspeito pode agir a qualquer momento, é imprescindivél que a unidade tática esteja capaz do mesmo, para que não fique em desvantagem. Logo ao chegarem em cena, a GSG9 posiciona os atiradores, os operadores de rapel, os operadores de entrada, a equipe de resgate, tudo, para que possam durante o momento que quiser, e achar conveniente, agir.

Etapas[editar]

Soldado da GSG9 dá ordem de rendição - sempre é melhor obedecer, os atiradores alemães, desde a Segunda Guerra, estão entre os melhores
  • Primeira Etapa: rege as primeiras 24 horas do cerco. A polícia tenta a todo custo negociar com o suspeito em poder dos réfens, raramente o caso se estende às próximas etapas.
  • Segunda Etapa: a partir das 24 horas em diante, a GSG9 não tomará nenhuma iniciativa de negociação. O objetivo é tentar isolar o suspeito, os negociadores, porém, continuam a agir somente se o suspeito tomar a iniciativa. essa etapa pode se estender por até 72 horas totais de cerco.
  • Terceira Etapa: corta-se a comunicação, o suspeito passa a ficar completamente isolado, começa o processo de intimidação: holofotes nas janelas são comum nesse processo, além de helicópteros. A polícia começa a pedir por megafones e outras coisas que o suspeito se renda.
  • Quarta Etapa: Nesta etapa pode voltar a negociação com tudo, porém para a GSG9 começa um prazo em sigilo, normalmente 8 horas, após isso incia-se a invasão.

OBS 1:Caso ocorra algum imprevisto, tipo, o suspeito reage e pega um refém de escudo humano, com a arma em punho apontada para a cabeça, incia-se tudo de novo, porém, com os atiradores na liberdade de atirar pra matar.

OBS 2:Os atiradores só são autorizados a matar se ocorrer de o suspeito estiver com o refém como escudo humano com a arma apontada para este, ou para ele, ou para qualquer outra pessoa.


Métodos[editar]

Existem os assaltos furtivos e o dinâmicos, tudo é definido pelo processo de infiltração: se é feito em total sigilo, sem barulho e sem chamar atenção, é o furtivo. O utilizando bombas e policiais com escudo, gás lacrimogênio e flashbangs, é o dinâmico. O importante é que, no máximo, a invasão demora menos de dez segundos nos locais mais extensos, enquanto em apartamentos restritos, demoram menos de cinco segundos. Não há resistência na maioria dos casos, já que o suspeito não tempo de reagir.

A controversa tecnologia da GSG9[editar]

Os policiais mais bem treinados e bem equipados do mundo, tem as melhores indústrias alemães a sua disposição. A precisão suiço-alemã das pistolas SIG, os fuzis, metralhadoras e submetralhadoras de ponta da H&K. Capacetes de Titanium e Kevlar nas armaduras corporais. Calçados e vestimentas estudados e feitos por encomenda pela Adidas. Os cara tem o melhor do melhor, simplesmente. Os que não vão com a cara deles simplesmente falam que tudo que são deve-se a sua tecnologia, talvez seja verdade. Tire suas próprias conclusões com esse video aí abaixo. Não precisa entender alemão para não achar estranhamente moderno o tipo de equipamento que eles tem...

Cquote1.png A verdade está lá fora? Cquote2.png
Arquivo X sobre GSG9

  • Mais um vídeo (1)

Curiosidades[editar]

GSG9 der Bundespolizei
  • Convidada em como unidade honóraria para o SWAT National Championship & o SWAT World Challange de 2004, que ocorre em nos EUA para avaliar a mais treinada unidade do país, a GSG9 venceu, com aproveitamento próximo de 100%. Desde então, vem defendendo o titulo, em 2005, 2006, e 2007, sendo essa sua última participação todos com a GSG9 no primeiro lugar.
  • A GSG9 é a unidade líder do Special Team Six, força multinacional da ONU.
  • A GSG9 é protagonista de uma série de TV chamada "Die Elite Einheit" que por pura coincidência é "Tropa de Elite" em Alemão.

Ver Também[editar]

v d e h
Counter-Strike logo.png