G Magazine

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: G Magazine.
Foto censurada de um japonês retirada das páginas da G Magazine. Como se tivesse muito pra censurar...

Cquote1.png Você quis dizer: Revista Gay Cquote2.png
Google sobre G Magazine
Cquote1.png Experimente também: Playgirl Cquote2.png
Sugestão do Google para G Magazine
Cquote1.png Eu leio! Cquote2.png
Oscar Wilde sobre G Magazine
Cquote1.png Você traiu o movimento macho véio!!! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre G Magazine
Cquote1.png Ah, é aquela revista do gugou?? Cquote2.png
Carla Perez sobre G Magazine
Cquote1.png eUUxX XIpaTiZooo COmMm ExXxeX MIguXoX Cquote2.png
Emo sobre G Magazine
Cquote1.png Sem vergonha!!!S-E-M-V-E-R-G-O-N-H-A!!! Cquote2.png
Sílvio Santos sobre Leitor da G Magazine
Cquote1.png Tenho a coleção em casa Cquote2.png
Você sobre G-Magazine
Cquote1.png Eu também meu amor! Cquote2.png
Fabio Arruda sobre G Magazine
Cquote1.png Meu Pintinho Amarelinho que cabe aqui na minha mão Goza Litros com a G!! Cquote2.png
Gugu Liberato
Cquote1.png Ai, que poderosa! Ui, ui, ui! Cquote2.png
Bichona sobre os bofes da G Magazine
Cquote1.png Isto é uma bichona! Cquote2.png
Severino sobre os leitores de G Magazine
Cquote1.png Esta eu recomendo... Cquote2.png
Leão Lobo sobre G Magazine

O que é isto, cazzo?[editar]

G[s]ay[/s] Magazine,também conhecida como GLS Magazine ou mesmo por GBLT Magazine, é uma revista voltada ao público que seja fã de picas bem duras, sendo por isso mesmo uma das preferidas pelos integrantes do famoso Lado Rosa da Força.

O fato é que se trata de uma versão GG da Playboy, sendo que a sigla GG nesta configuração de computeiro se trataria da versão genericamente gay da mesma.

Segundo os leitores, se trata de uma das maiores armas de destruição em massa, coisa que infelizmente não pode ser confirmada.

Como surgiu?[editar]

Seleção para a primeira capa da revista. Alegria também da mulherada.

A revista surgiu por ideia da mestra do mundo purpurinado Glaubisvânia, que via a tristeza pessoal de não ter um macho para meter uma pica enorme no meio do seu precioso rabo uma fonte de insatisgação constante.

Então ele (ou ela, segundo os participantes do Lado Rosa da Força) se reuniu com outros participantes do Clube da Xuxa, tais como Leão Lobo, Nelson Rubens, Clodovil e Renato Russo, na tentativa de quem sabe assim conseguir alguma forma de ganhar com a insatisfação dos participantes do clubinho.

O fato é que depois de alguns meses, um pobre onanista acabou por esquecer uma edição da Revista Playboy toda empunhetada no Banheiro, sendo que Glaubisvânia, como quem não quer nada, foi dar uma olhada na mesma e só viu uma mulher, com a pubis toda coberta de pelos, sendo que pelo fato do infeliz ser fazer parte do sexo feminino, Glaubisvânia viu na ideia de criar uma revista com semelhantes do sexo masculino uma forma de aumentar os participantes do Lado Rosa da Força e com isso tentar a dominação mundial.

A partir daí temos a publicação que todos conhecem.

Primeiros projetos[editar]

Inicialmente a revista tinha bofes de baixissima qualidade, incapazes de atrair a parca clientela, que exigia fotos de machos que fossem famosos e também charmosos o suficiente para aumentar o diâmetro do círculo do orkut Lado Rosa da Força.

Depois de tanto matutar, Glaubisvânia, com assessoria do pessoal da TV Gazeta, resolve fazer um levantamento de qual seria a maior torcida gay do Brasil, sendo que caso o time fosse o do São Paulo, seriam publicadas fotos do jogador Raí, enquanto que se fosse o Corinthians o time de maior torcida neste nicho, sairiam na publicação fotos do jogador Vampeta, então idolo no Timão.

O fato é que o Corinthians ganhou a parada e o Vampeta parou na capa da mesma de mala e cuia (ou não).

Hoje em dia[editar]

Depois de fazer bastante sucesso entre o público gay, miguxos e algum sucesso entre as gurias retardadas que queriam algo mais hot, a G Magazine hoje é uma revista esquecida, sendo que a publicante da mesma, também conhecida como Glaubisvânia estaria a beira da falência pelo fato de os machos procurados pela publicação não serem homens e sim emos se fazendo de homens.

O fato é que hoje se discute o que fazer com esta publicação que hoje não é capaz de encantar sequer os integrantes do Clube da Xuxa, para desespero de Glaubisvânia, que está se roendo toda por este fato.

Pessoas que leem essa revista[editar]