Didelphis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Gambá)
Ir para: navegação, pesquisa
Corintianos
Durante o dia os gambás não são à fim de briga, e se fecham na sua cheirosinha toca.
Durante o dia os gambás não são à fim de briga, e se fecham na sua cheirosinha toca.
Classificação científica
Reino: Animal
Filo: Acordados
Classe: Mamadores
Ordem: Marsupiais do Cu Sujo
Família: Marsupiais do Cu Sujo que Vivem na América
Gênero: Corintianos

Cquote1.png Você quis dizer: Piada repetida? Cquote2.png
Google sobre Gambá.
Cquote1.png Você quis dizer: Corinthiano? Cquote2.png
Google sobre Gambá.
Cquote1.png Eu ganho de longe e mato de perto. Cquote2.png
Cascão sobre fedor do gambá.
Cquote1.png Ic! Ic! Eu nem, ic! Ic! Bebo muito! Cquote2.png
Gambá sobre Gambá.
Cquote1.png Je prefere gatas doque fêmeas gambá, mesier... Cquote2.png
Pepe le Pew sobre Gambá.

Didelphis é o gênero referente aos gambá comuns, que é um marsupial, (não confundir com um cangambá, que é um mustelídeo) o que significa que se você deixá-lo amedrontado vai ter que sentir um fedor que jamais vai esquecer na sua vidinha... ou pode não achar tão inesquecível caso viva em lugares como as imediações do rio Tietê. Os gambás são ferozmente fedorentos, mas essa é a única defesa que essas criaturinhas de topete e rabo avantajado possuem, embora sejam brabos, mas essa brabeza não adianta muito porque o maior deles é menor do que o meu pau.

Maus Hábitos[editar]

Um dos sem olfato corajosos predadores do gambá.

Seus hábitos incluem caça noturna com direito a primeira rodada de larvas carnudinhas, insetos regados à gosma, bicho-folha de textura macia, comem frutinhas (já ficou todo alegrinho né?), comem vermes (insolentes ou não), comem pequenos répteis e anfíbios, e comem passarinhos (os pai, as mãe, os filhotes e os ovos... mesmo com essa comilança toda e não dispensando quase nada, não costumam ter problemas com obesidade, porque sua caça envolve uma correria doida, também para fugir dos predadores, saltos de galho em galho e as grandes trepadas nas árvores.

As trepadas são oque mais lhes consome energia, inclusive aquele mesmo fedor que faz todas as outras criaturas vivas querer distância deles, é a mesma utilizada pela fêmea para atrair os machos e eles acham demais, e isso porque as glândulas de almíscar que é o nome de onde sai o fedor, nas fêmeas é mais potente ainda e portanto mais feroz... nem tente entender, até mesmo porque na espécie humana, vai dizer que um bacalhauzinho não é bom? Claro que uns cheiram menos, dependendo da higiene, mas ainda assim todos exalam odor.

Agora pense duas vezes antes de dizer que cheiro almiscarado é bom. É... fede pra dana, mas é gostoso.

Tipos de Gambá[editar]

Gambazinhos sendo educados.
  • Bêbado: esse gambá em geral é mais tonto que os demais. Quando são bêbados de amor, costumam andar atrás das gatas, que claro, fogem dele, mas assim mesmo eles não perdem o charm.
  • Trêbado: nem consegue perseguir gata nem gambá fêmea nenhuma: só olham para aquele rabão delas e já caem dos galhos antes de tentar uma aproximação.
  • Quadriball Quadribêbado: esse é o que costuma comer as frutinhas tornado toda a espécie Onívora.
  • Corintiano : Seu habitat natural são os estádios de futebol(são nômades, não tem um estádio seu). Como todo gambá, é um animal listrado, bebe como um gambá, cheira como um gambá e tem o hálito de um gambá. O gambá corintiano é um animal (anti)social, que promove quebra-quebra quando seu time, o Corinthians perde, porque (ele, gambá) está revoltado, quando ganha (para festejar) e quando empata (por falta do que fazer.

Eles não gostam de dividir estádios com outras torcidas e são detestados pelas outras torcidas, principalmente porque os gambás corintianos gostam muito de levantar os braços, e o resultado é que o estádio fica empestado com o mau-cheiro. Houve um tempo em que o padroeiro dos gambás corinthianos era São Jorge, aquele que monta num cavalo e pega na lança, mas o santo renunciou ao cargo porque não aguentava o aroma da torcida, e se passou para o lado do São Paulo Futebol Clube. Os gambás corintianos estão esperando que o Cascão seja canonizado para assumir o lugar de São Jorge. O cheiro forte dessa espécie é proveniente do rio Tietê, já que a sua residência se encontra na Marginal s/n.

Espécies[editar]

Gambá mostrando seu charme antes de feder do acasalamento.