Gansu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Confucio.jpg Pastel de flango, né?

Este altigo foi fablicado na China e pode queblar a qualquer momento. O autor plovavelmente luta Kung Fu e tem uma pastelalia. Não estlague este altigo, pois Jackie Chan está de olho.

Cquote1.png Você quis dizer: Ganso Cquote2.png
Google sobre Gansu

Gansu é uma província no noroeste da China, e seu mapa tem o formato de um ganso atropelado. A sua bandeira e brasão também são representados por um ganso, o símbolo dessa província muito carente em cultura.

História[editar]

Aforgar o Ganso, esporte local.

A Província de Gansu é muito famosa pelos seus numerosos gansos vendidos vivos em feiras no lugar das tradicionais galinhas da China. O ganso é uma especiaria registrada da culinária de Gansu, e você pode delicia-lo assado, fritado, cozido ou mesmo cru em formato de sushi.

Gansu foi fundada após as invasões bárbaras, quando Gengis Khan dividiu seu reinado e delineou a chamada Região dos Gansos como Província de Gansu.

Depois que o imperador expulsou os mongóis, foi em Gansu que se iniciou a construção da Grande Muralha da China, a maior cerca do mundo começa no fim de mundo que é Gansu.

A Província durante os séculos II e XIII, foi uma importante região por onde passava a Rota da Seda. A rota que exportava as piratarias e ervas do oriente para o ocidente. Foi assim que os europeus descobriram coisas como a pizza e a pólvora. Gansu prosperou, os seus desertos eram lar ideal para assaltantes e rebeldes da Santa Inquisição, mas até o dia em que Marco Polo descobriu a rota pelo oceano muito mais segura que a treta de ter que cruzar desertos cheios de muçulmanos. E assim Gansu ficou no esquecimento para sempre.

Gansu foi palco da Rebelião Muçulmana de 1862, quando ativistas do Hamas causaram confusão na região protestando pela criação do Estado da Palestina. Os muçulmanos foram mortos pelas forças especiais táticas antiterrorismo de Mao Tse Tung.

Geografia[editar]

Há apenas o Deserto de Gobi com areia, parte da Muralha da China, camelos e muçulmanos (os moradores desse tipo de habitat).

Pastelaria[editar]

Na cidade de Gansu você pode ir à pastelaria Pato e Marreco, pedir uma porção de azeitonas e tremoços e ocupar uma mesa para 4 pessoas com cerveja chinesa gelada (ou não). A mais pedida é a Mao Dze Bie, em alusão ao grande ditador. A primeira é gratuita, a segunda obrigatória e a terceira é caríssima, também obrigatória. Se você tiver mais de dois filhos ou mais de zero filhas não pode entrar na pastelaria. Rapidamente o garçom te traz um baralho e uma Kai Pi Rinia, bebida feita de arroz fermentado e destilado e limão do Tahiti, e açúcar de cana refinado, apiloada com cuidado e servida à temperatura ambiente. O som predominante é o Pagode. A gritaria é famosa e ao redor da pastelaria não há vizinhança.

Curiosidade[editar]

A expressão: Afogar o Ganso é originária da Província de Gansu, e surgiu após uma sábia reflexão de Confúcio ao se espantar em como a população de Gansu faz sexo.