Garçom

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rugal mandou uma cartinha para este artigo.
Gaste todas suas fichas para tentar derrotá-lo!
Garçom desesperado, durante uma entrevista de emprego.
Garcom.gif

Cquote1.png Não se esqueça dos 10% do garçom! Cquote2.png
Frase do restaurante sobre Garçom e seu salário

Garçom é o profissional de restaurante burro demais para ser o dono e que, por não saber fritar nem ovo, não conseguiu pleitear uma vaga de cozinheiro, melhor remunerada. É o famoso office boy de cozinha. Para ser garçom é necessário ter talento; aqueles que dominam a rara arte do sorriso falso e a incrível habilidade do equilíbrio de bandejas estão aptos a se tornarem palhaços de circo garçons.

Cientistas afirmam que os garçons seriam, na verdade, descendentes dos pinguins de geladeira da Groelândia. Mas isso carece de provas de científicas, já que estudos comprovam que o cérebro dos pinguins são maiores do que o dos garçons, o que contraria a hipótese evolucionista. Ademais, outros cientistas dizem que garçons não poderiam ser a evolução dos pinguins de geladeira da Groelândia, simplesmente porque não faz sentido haver geladeira num lugar frio como a Groelândia.


Coisas que não devem ser feitas com um garçom[editar]

Tipo de personagem de anime que não serviria para ser garçom
O maravilhoso falso sorriso que todo garçom faz
  • Entregar o cartão de crédito e deixar para lá: o garçom pode muito tem ter uma máquina de clonar cartão. Daí, quando você for utilizar seu cartão novamente, vai ter uma surpresa desagradável...
  • Não pagar a gorjeta: embora o percentual da gorjeta normalmente já esteja inclusa no total a se pagar, muitas vezes os garçons querem receber um por fora. E é bom dar. Senão, da próxima vez que você for no restaurante, as probabilidades de que o garçom cuspa no seu prato ou façam outras coisas igualmente desagradáveis aumentam consideravelmente.
  • Dizer que alguém da mesa está fazendo aniversário: pode parecer inocente, mas é altamente perigoso. O garçom pode, discretamente, tirar aquele bife de picanha incluso na porção de churrasco, sem que ninguém perceba; assim, ele entrega, ao final da refeição, um pedaço de torta ao aniversariante, que, na verdade, sem que ninguém da mesa saiba, substituiu o pedaço de bife. É uma economia e uma estratégia do restaurante para agradar os clientes.

Ver também[editar]