Garanhuns

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: GarÂnus Cquote2.png
Google sobre Garanhuns
Cquote1.png Experimente também: Lugares onde o vento faz a curva Cquote2.png
Sugestão do Google para Garanhuns
Cquote1.png Acho que deixei minhas botas por lá Cquote2.png
Judas sobre Garanhuns
Cquote1.png Garanhões? Cquote2.png
Velha Surda sobre Garanhuns

Ponto turístico da cidade.
Outro ponto turístico da cidade.
Mais um ponto turístico da cidade.

Garanhuns é uma pseudo-cidade perdida no agreste da república de Pernambuco, bem pertinho de onde Judas perdeu as botas. 73% da população diz que sorvete mata a sede, enquanto 10% diz que sorvete dá mais sede, e os outros 17% nem sabem o que é sorvete.

História:

Não tem nenhuma história que explique como essa "cidade" possa ter surgido, a não ser uma história passada por gerações através de relato oral que diz que um homem solitário vinha caminhando pelo mato e deixou seu relógio cair sem perceber. Como a população de Garanhuns acredita em tudo o que vê, acharam e pensaram que era uma relíquia! Daí, o item tornou-se o único ponto turístico e o início da civilização da Vila de Garanhuns. E ainda tem o relógio.

Geografia

A cidade fica num morro, portanto quando você não está descendo, está subindo. Está localizado aproximadamente no Acre. Garanhuns e nada são a mesma coisa, e o prefeito deve ter morrido ou ido viajar. A cidade tenta ser e aparecer, o que nunca vai acontecer. Até porque, o bom nordestino que se preze não dá à sua pele o péssimo tratamento que o clima desse vilarejo oferece. Boa parte dos moradores gostam de praticar o uso de produtos tóxicos de baixíssima qualidade.

Clima

Metade do ano faz frio e na outra metade você tem que aguentar as cigarras (aquele bicho chato pra cacete! Vive mijando nos turistas desavisados que dizem: "eita que essa planta tá soltando uma aguinha boa!" e só para de gritar quando morre).

Lá vive um monte de gente metido a europeu só porque é frio. No dia é igual ao deserto do Saara faz uns 70º 28ºC, e à noite faz entre -345º e -78º 10ºC e 12ºC.

Economia

O setor econômico que mais prospera da cidade é o da pirataria (CD, DVD, roupas, perfumes...). Garanhuns não tem shopping, não tem nem pista de pouso, não tem supermercado grande, nem porra nenhuma, o que a torna uma cidade de paupérrima a miserável. É a unica cidade em que se ouve falar em rodízio de bar, pois quando um novo bar abre na cidade, imediatamente vira o "point" dos pseudo-burgueses e, poucos dias depois, o "point" anterior fecha, até abrirem um novo bar e o atual fechar. Quer comprar produtos ilícitos (droga, arma, produtos roubados) bem baratinho?? Seus problemas se acabaram-se!! Vá na CEAGA. Só quem não sabe é a polícia (ou finge não saber).

Durante o festival de inverno, todos os pontos comerciais triplicam o preço das mercadorias para explorar os moradores. E mesmo assim os moradores bestas vão na única loja da cidade para comprar sua roupa de grife, o que só é possível para aqueles que morrem de fome pra comprar uma roupa.

Um fato corriqueiro na cidade são as empregadas domésticas (Aka. puta) que, para ostentar uma falsa riqueza vão comprar o pão na padaria da esquina com sandálias ultra-hipercaras e roupas de grife compradas em Caruaru com a mesada dos filhinhos dos pseudo-burgueses, que pagam muito bem para comê-las.

Água na torneira todo dia não é possível nem pagando bem. Nos bairros mais ricos a água só chega de três em três dias. Agora, se você tiver a "sorte" de morar num bairro, digamos "menos importante", você está lascado: a água chega só de trinta em trinta dias, com muita reza.

População

Com aproximadamente 140.000 habitantes, Garanhuns é a maior menor cidade do mundo, pois mesmo tendo isso tudo de gente, parece ainda uma fazenda subdesenvolvida, algo nítido dado os hábitos da população, que adora comprar roupa na feira para depois mentir que é de grife, exceto as que realmente compram roupas de grife após até fome pra poder comprar uma roupa dessas.

Transportes

A cidade quase não tem avenida, nenhuma rua com três faixas, não tem sinalização, não tem trânsito e não se pode andar acima da segunda marcha senão você vai embora da cidade ou atropela algum jegue.

Cultura

Garanhuns não é uma cidade focada na cultura. Na cidade não tem: Shopping-center; Comércio aberto após 13:00 horas do sábado; Diversão no final de semana; Um grande supermercado; Grandes lojas (Americanas, C&A, Riachuelo, Pernambucanas, Ri Happy, Bom Preço, Carrefour, Ponto Frio); Internet banda larga que preste; Universidade Federal (a unica que tem é a UFRPE - Federal Rural); Clube de futebol pra torcer; Museu; Teatro; Cinema que preste (só tem um e está quase sempre vazio, até por que, os filmes demoram 3 meses pra chegar depois de lançados nacionalmente); Seção de cinema legendada (tudo é dublado, para atender a alta demanda de analfabetos); Havainas de numeração menor que 45; Havaianas por preço razoável (todas custam mais de 20 reais, o equivalente a um salário mínimo na cidade).

Então, sobra como atividades culturais apenas vender confeitos, ser um aposentado que sustenta o neto, ser um bêbado, tentar ser gari em Caruaru.

Esportes

Na cidade existe (ou existia, o time toda hora fecha as portas) o Esporte Clube Sete de Setembro, clube de futebol que está subindo para a Série Y do campeonato pernambucano, onde pode jogar contra o Íbis! O seu "campo de treinamento" fica no meio do mato.

Lazer

Só existe uma forma de se divertir na cidade: bebendo. Ou seja, diversão associada à cultura é de igual a 0.

Nos arredores fica a Fazenda Macuca, conhecida como a Woodstock pernambucana, é uma fazenda onde ocorrem vários shows de pseudo-rock durante o ano e nesses shows pode-se fazer de tudo desde nadar nu no açude, fumar maconha, fazer suruba e fazer montinho.

Em época de festivais, o pessoal fica até sem pagar contas só para beber, depois ficam devendo a agiotas e por isso nos festivais seguintes fogem para Caruaru.

Turismo

Novo ponto turístico da cidade.

O único ponto turístico da cidade é um relógio! Isso mesmo, acredite... um RELÓGIO!!! Na prática não há turismo numa corrutela dessas, além deste pequeno jardim em formato de relógio, muito mal feito por sinal, mas que é considerado um ponto turístico porque pelo menos alguém conseguiu plantar alguma coisa naquela região, o que causa espanto.