Garbagemon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Tetetetete.gif

Garbagemon é, sem dúvidas, um sujeito estranho. Após ter sido despejado de sua casa, por não ter pago o aluguel em dia para o especulador do ramo imobiliário Seu Barriga, ele foi obrigado a morar dentro de uma lata de lixo.

Para se proteger do frio, Garbagemon usa a mesma estratégia que o garçom careca, porém, ao invés de utilizar fios de macarrão como cachinhos, ele usa uma casca de banana. Além de servir como proteção térmica, essa casca de banana também melhora a aparência de Garbagemon, pois ele é completamente careca.

Para se proteger daqueles idiotas mauricinhos que tacam fogo nos moradores de rua, Garbagemon usa uma bazuca que encontrou no ferro-velho militar. Como não tem verba para comprar munição, Garbagemon recarrega essa bazuca com troços de merda. Parece estranho, mas isso sempre dá certo, e ele conseguiu viver tranquilamente por muito tempo.

Características[editar]

Garbagemon possui um longo nariz de gancho. Para ele, esse defeito físico é um martírio, pois como mora dentro de uma lata de lixo, acaba sentindo de maneira mais aguda o cheiro de merda.

Outra característica marcante de Garbagemon é a sua pele azulada, que o torna diferente de todos os seus colegas mendigos. Porém, isso até que não é ruim, já que, por conta dessa pele, Garbagemon foi contratado por James Cameron, para trabalhar como personagem quarternário que aparece na segunda cena e morre com um tiro no pé, no filme Avatar.

Para tentar ficar mais cool, Garbagemon, em um momento vândalo, pichou sua própria lata de lixo, fazendo alguns símbolos que claramente fazem referência ao satanismo. Porém, como Garbagemon sempre aparece carregando uma bazuca enorme, todos saem correndo antes de notar esses desenhinhos surrealistas.

Garbagemon, um puta trabalhador honesto[editar]

Garbagemon mostrando o seu lado metaleiro.

Como estava determinado a mudar de vida, pois não aguentava mais morar em uma lata de lixo fétida, Garbagemon resolveu procurar um emprego. Porém, como não tinha completado nem o ensino fundamental, essa seria uma tarefa, no mínimo, complicada.

Após ter sido chutado de várias empresas, por empestear todo o ambiente com o seu odor de fezes, Garbagemon resolveu procurar trabalho no mais completo veículo de informação da humanidade: O Jornal Meia Hora.

Conseguir um jornal desses não foi muito difícil, afinal, no Rio de Janeiro, os favelados jogam um monte desses no lixo. Após algumas rápidas bizoiadas, Garbagemon encontrou um trabalho razoável, que consistia em ser capanga de vilão. Ele sabia que, nesse emprego, iria apanhar todos os dias dos heróis, além de ter que ficar satisfazendo todas as vontades doidas de seu chefe. Mas como não ia conseguir encontrar nada de melhor mesmo pela falta de estudo, Garbagemon resolveu trabalhar nisso mesmo, e foi procurar Pinocchimon, que era quem estava oferecendo o trabalho.

Após um acerto envolvendo moedas e alguns litros de lico de cair pinto, Garbagemon e Pinnochimon se acertaram, e começaram a trabalhar juntos, na tarefa de escravizar todos os vermes insolentes que não aceitavam o domínio das trevas. A missão inicial de Garbagemon era bem simples: Matar algumas crianças toscas, que estavam andando pelo mundo junto de seus bichos de estimação alucinógenos, denominados digimons.

Quando esse inútil foi enfrentar as tais crianças, apesar de ter conseguido atirar bastante merda com sua bazuca, o resultado foi mais do que óbvio: Garbagemon foi morto, quando MetalGreymon, o líder da Al Qaeda, lhe jogou dois mísseis.

Ver também[editar]