Gata (felino)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Gata (animal))
Ir para: navegação, pesquisa
Para gatas diferentes, consulte: gata (desambiguação).

Gabriel Pensador.gif MIAU, MIAU, MIAU, WARRY ME SAUL...

Este artigo tem gato dando o que falar. Se você tem alergia a gatos, não leia este artigo!

Não beijem gatinhos!
Loirastupidaaaa.jpg Hello, Honey! Este artigo é fashion!!

Este artigo é algo que eu e minhas amigas pink adoramos! Se você for nerd ou pobre, tipo, é melhor passar longe daqui, e se vier aqui pra arranjar confusão, nós vamos chamar a galerinha popular para humilhar você!

Gata
Gata0.jpg
Classificação científica
Reino: Telhado
Filo: Safaduns
Classe: Não perde a classe
Ordem: Dar cria
Família: Bem grande
Gênero: Feminino
Espécie: Várias
Nomenclatura Binominal
Miau miau

Cquote1.png Experimente também: Chaninha Cquote2.png
Sugestão do Google para Gata (felino)
Cquote1.png Gata, onde, onde, mesier? Cquote2.png
Pepe le Pew, doidão só de falar em gata.
Cquote1.png Gata é? Até eu quase levei com essas malditas "glândulas de almíscar" no cu! Cquote2.png
Frajola sobre comentário acima.
Cquote1.png A melhor gata é a do Batman. Cquote2.png
Punheteiro sobre gata.


Gatinha.gif

Gata, em se tratando do animalzinho quadrúpede que é a fêmea do gato, pra começo de conversa artigo, pode-se dizer que as gatas, no geral, são bem menos chatas que os gatos, porque não marcam território... pior de tudo é a coisa que os gatos mais usam pra marcar território é, assim como os cachorros, aquilo que nem é preciso mencionar.



Características[editar]

Lá vem o desastre...
Gatinha de uma vileira.

Pra quem observa, elas são muito diferentes dos gatos, sim, elas costumam ser um pouco menores, claro que dentro de cada raça, e tem o miado mais fino: nem estou zoando (é questão de prestar atenção), no geral são menos imundas: não marcam território com cocô, mas na verdade os gatos nem fazem isso por falta de higiene, eles fazem de sacanagem mesmo, porque todos eles, por natureza sabem enterrar a dita bosta.

As gatas não brigam à toa, e se entendem mais fácil com as cadelas, quer dizer, cadela, e gatas, param com as brigas mais rápido e ficam amiguinhas (ai, que lindo), mais facilmente que os cachorros e gatos. Não saem as gatas por aí caçando bichos para se acasalar, e tem uns que se acasalam com mesmo com cadelinhas. Se as gatas entrarem no cio, ficam quietinhas, não saem matando cachorro a grito nem a miado... também se um maldito gato pegar ela, mata você e os vizinhos de susto, por causa da miadeira sinistra.

As gatas são menos insistentes, quando querem brincar, não ficam testando sua paciência. No geral, elas viram de barriga para cima e começam a brincar com o ar, dependendo da cara que fizer, percebem logo se você não estiver muito à fim de brincar, já os gatos, quando você menos espera voam, de unha na sua bunda, no saco, na cara, e tudo achando que é a caça deles, e ainda se fazem de inocente. Gatas são mais obedientes e carinhosas, pelo menos sempre me obedecem. Isso porque não tenho bicho nenhum, mas os bichos de alguém entre meus familiares e vizinhos, seja gato, cachorro ou o que for, já sabem que para não levar um chute na costela, é só manter distância... as gatas não costumam levar chute.

Ao contrário do que se pensa, elas arranham bem menos, uma média que não dá nem metade das lanhadas dos machos durante a vida. Por sinal, esses mini tigrinhos filhos da puta, nem arranham, eles agarram porque aquelas unhas são mesmo garras.

Acasalamento[editar]

Gato tarado e cachaceiro.
Mesmo no cio, gata não sai atrás de gambá gato nenhum.

Os, miados são um negócio de filme de terror, mas a culpa é dos gatos novamente: dizem que o pênis do gato vira um guarda-chuva, quando ele dá uma, tadinha da bichana. E quem fica correndo atrás de gata que nem quer dar, adivinha? Eu é que não sou, daí aquela barulheira no telhado.

E quem corre o risco de levar pedrada depois não tem distinção de gênero. Certo, claro que elas ficam no cio mas, não fazem questão de dar, mesmo que queiram, os gatos é que vão à caça e começam aquela zoeira infernal... bom, não chega a ser uma coisa tão incômoda quanto vizinho drogado, pai bebum ou mãe biruta.

Um ídolo com quem as gatas aceitam se acasalar e levar espadadas (ou não).

Repare que tem um miado mais fino, mas não menos canhestro, durante o acasalamento, é o da gata, se você é mongo e não acreditou que tem diferença. Fora esse escarcéu do acasalamento, o restante é menos difícil do que as pessoas costumam acreditar: as gatas fazem tudo bem tranquilas, sozinhas e na boa, mas se você insistir em ajudar, prepare um lugar seguro, mas não é um ninho, besta, gatos não são pássaros, eles sim, fazem parte da cadeia alimentar.

O ritual de acasalamento dos gatos nem chega a ser um ritual: Nada de dancinhas, nada de canto ( a não ser no canto) só mesmo os miados esgarçados, um pouco antes e durante a hora da trepada. Sem muita frescura, o negócio é mais direto.

Se aparecer um bicho felino e doméstico que se acha, deve ser o gato, mas não gata. Nesse estágio, elas estarão cuidando dos filhotinhos, com as tetinhas todas sendo chupadas. Os gatos nem querem saber de nada. Há, e isso será dissertado na próxima sessão, até mesmo gatas que adotam filhotes de outras espécies, tipo pintos. Pode até fazer um teste com os pintos que você conhecer.

Filhotes[editar]

Não é preciso se incomodar com o bainho dos filhotes até uma certa fase...
Lugar bem adequado para dar cria.

Se todas as suas tetativas de não emprenhar falharam, corrigindo, da sua gata não emprenhar, agora prepare um lugar para ela ter seus filhotes. Uma coisa boa para isso, se sua irmã tiver uma boininha, ou sua mãe tiver um echarpe... também pode ser o travesseiro novo do seu pai, ou do seu irmão...

...não, não, isso tudo só podem ser usados para sua gata dar cria no macio, se os donos tiverem uma higiene capilar boa, do contrário a gata não vai querer dar cria aí, de medo que os filhotes morram, ou desenvolvam mutações genéticas, aparecendo neles características de papagaio, araponga, maritaca ou algum outro bicho estranho. Isso significa que suas coisas também não servem.

A amamentação das bonitinhas crias não costuma apresentar problemas, pergunte à qualquer veterinário ou zootécnico: Eles mamam até para garantir e informam que nunca há problemas. É verdade, inclusive sobram tetas e, os gatinhos ficam bem alimentados e ainda um outro bicho pode aparecer para filar um pouco.

Só não deixe que ela ache um buraco no forro da sua casa e dê cria aí, assim que os os filhotes começarem a andar vão se estabacar lá de cima. Ah, sim tem o problema de o que fazer com os filhotes quando eles crescerem um pouco: o gato que pegou sua gatinha é que não vai te ajudar nisso. Ora, destribua-os por aí, não fará tanto sucesso quanto cestas básicas, mas alguém sempre quer sacrificar os bichos. Bem, não os distribua perto de terreiros, sendo gatinhos pretos, a situação é quase calamitosa. Você não vai querer que sua gatinha saiba que seus filhotinhos viraram ritual macabro...

Teledramaturgia[editar]

As gatas são as que mais inspiram as bichanas humanas.
No geral, gatas são atacadas por cobras, mas nesse caso repare na aranha tarada lá atrás.

Pra não variar as gatas de forma geral são burramente retratadas como seres da pior espécie, assim como os gatos na maioria dos exemplos, porque a burrice humana que compara bichos completamente diferentes, quer que gatos se comportem com a fidelidade dos cachorros, e os condenam por ser predadores, como se eles não fossem parentes dos felinos de grande porte, que vivem mesmo de caça predatória.

As gatas por serem fêmeas são pior retratadas ainda. A melhorzinha é a Mulher-Gato... bom, o que importa é que pelo menos é gostosa. As gatinhas, em teledramaturgia viram cadelas o cão. Vai ver que é um incentivo, para que as crianças maltratem os bichos.

Nos desenhos e animações melhora um pouco, salvo o ridículo, Como Cães e Gatos, onde os gatos até comem a bunda dos humanos, isso porque os produtores tiveram uma dolorosa experiência, quando foram fazer uma farra furrie com um grupo de gatos, e os bichos não entenderam nada, arranhando a lomba dos caras... isso acontece.

No primeiro filme eles nem têm fêmeas, como se gato não fosse um dos bichos mais machos do mundo, mas até a flexibilidade é confundida com delicadeza. Na segunda sequência tem uma gata só, que aparece para ser a vilã principal. É que uma gata prenhe foi a que mais se assustou e arranhou a delicada parte de um dos produtores, que foi, como consolo, brincar com seu cachorro linguiçudo.

Adivinhe se, além de incentivar as crianças a mandarem pedradas e coisas piores nos bichos, ainda os deixa mongos por um bom tempo na parte de conhecer os animais de verdade? Claro que não precisa gostar de bichos (eu mesmo quero eles há no mínimo uns cinquenta metros de distância), mas é bom conhecer tudo sobre eles e esses filminhos pra deixar os pirralhos retardados, fazem bem o contrário.

Na parte da gostosura das felinas dos filmes menos infantis é ótimo, embora elas sejam sempre ruins. Isso pode se dever a associarem gata à mulheres de unhas compridas, e essas à maldade, já que como defesa, ou ataque mesmo as mulheres podem arranhar. No caso das gatas é defesa e, como já citado, mais garra do que unha. Estranho aqui são as associações que o cérebro humano pode fazer... por isso é que um acha que o outro tem bosta na cabeça.

Galeria miando[editar]

Os maiores pegadores de gatas[editar]

Pra se acasalar com uma gata, esse rato gato até se veste de Krusty.

Ainda dentro de teledramaturgia, mas não de humanos, embora já se tentou mesclar humanas e gatas, mas dentre os gatos mesmo (considerando que todos têm algo ao menos de humanizado).

Frajola, mais conhecido em sua terra como Sylvester, mas de selvagem só tem o nome, porque é só Piu Piu e mais pênis Piu Piu. De gatas, parece que o narigudão tem alergia, pode ser essa a causa do nariz vermelho e inchado, que destoa do narizinho de coelho dos gatos. É raro uma aparecer, quando aparece ele nem se interessa. A fixação pelo passarinho amarelo é feroz e ele só que saber disso, por mais que apanhe, vez ou outra ele se interessa.... por uma fêmea humana... que não deixa de ser gata, mas é só.

Garfield, esse só quer saber de comida, mas de dar uma comida numa gata, nada. Acho que se ele se interessa me namorar alguém é aquele cachorro bonzinho, também gordo daquele jeito só deve lembrar que tem pinto quando faz xixi.

Pussy in Boots, o gato de botas sim, é pegador de gatas, talvez por isso seja nômade, onde ele chega deve ser farra no telhado, direto de modo que ninguém o aceita num lugar muito tempo.

Mingau, espécime brasileiro, ele arrasa mais com o nariz alérgico do pai da Magali, fora isso, sim, até aparece alguma gatinha vez ou outra mas, falta a farra no telhado. Tá é pra criança mas, ele podia ao menos pegar uma gata na Turma da Mônica Jovem que já é hentai mesmo e ele deveria reivindicar sua parte nessa pouca vergonha.

Gato Félix pra um bicho que anda com uma necessaire que tem de tudo bi..! Nem precisa dizer mais nada.

Os sinais de fumaça só querem dizer uma coisa, não importa o que esteja escrito.

Manda-Chuva, não manda muito, ele gosta da fruta sim, mas não tem muito jeito para conquistas apesar da fama de xavecador. Talvez aquelas bagunças com seus amigos arruaceiros é que tome todo o seu tempo. Ele teve umas dicas de Lima, porém não adiantou muito.

Tom, campeão indiscutivelmente, o que atrapalha é o ratinho marrom, que embora não pareça, em 90% dos desenhos quem provoca a perseguição é o rato, ao contrário do Frajola, que ele quem fica só atrás do passarinho.

O Jerry atrapalha sempre as paqueras do Tom de alguma forma, às vezes até chamando aquele gato preto que queima o filme do Tom, e também é pegador de gatas, tem até um cachorro invocado que tenta pegar gatas nesse desenho, mas o Tom pega mais gatas.

Falando nelas só tem gatinha linda nos desenhos do Tom e Jerry, assim fica difícil o gato ser do lado rosa, até o Jerry dá uns pega em uma gata em um dos desenhos. Estima-se que o Tom seja o pai de metade dos gatos americanebas... e alguns em outros lugares do globo.

Galeria bichaninhos de nada[editar]

Aí vai a homenagem para alguns dos gatos de desenho que não pegam nada:

Tom o cara gato[editar]

Ver também[editar]