GayStation

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Quevedo25on.gif Este artigo se trata de coisas que nón eczisten!!

Este artigo se trata de algum mito, lenda, conto, história de pescador ou desculpa esfarrapada e provavelmente contém informações sobre animais grotescos que capturam sua alma.

Indo viajar.jpg Esse artigo foi feito por "istas"!.
Esse artigo só tem graça para a meia dúzia de filhinhos de mamãe revoltados "istas" que freqüentam algum fórum de games para ficar falando mal de demais consoles que podem ter traumatizado a vida deles.
Cquote1.png Isso é gay. Cquote2.png
Idiota que não sabe expressar que não gostou de algo além do que dizer isso é gay

Cquote1.png AAAAAAAIIIII! Eu quero jogar!! Cquote2.png
Alccy logo ao saber da existência do Gaystation
Cquote1.png Uma excelente estratégia de marketing! Cquote2.png
Roberto Justus, doido pra contratar o criador dessa joça
Cquote1.png Melhor que o Playstation Cquote2.png
Gay sobre Gaystation

O Sony Gaystation é um console gay feito pela empresa Gayletronics Sony feito especialmente para que o público homossexual jogasse seus jogos gays (ou Gaymes). Este sistema de console específico foi introduzido durante a convenção nerd do ano de 1994. Foi então disponibilizada em dezembro de 1994 na Coréia, que por sinal tem uma bandeira muito exótica. Posteriormente, disponibilizado nos continentes da América do Norte, Europa e Austrália em 1995. Mas oficialmente nunca foi lançado, apesar de ser encontrado no sub-mundo do contrabando. Entretanto, o joystick feito especialmente para o GayStation é um sucesso de vendas, especialmente na República Tcheca.

Ah, sim, antes que você pergunte, esse joystick tem Dual Shock

Visão geral[editar]

O Gaystation foi considerado um dos mais alegres, mais bem-sucedidos, e mais liberais consoles de vídeo game de sempre (mesmo essa merda não existindo). O Gaystation também teve uma das mais longas produções voltadas para o mundo homossexual de sempre: desde o início, o projeto já tem 11 anos de história. Durante estes 11 anos, mais de 24 milhões de unidades foram vendidas em todo o mundo. Os cartuchos (que a Não-Intendo adorava), foram abandonados de vez para dar espaço aos Memory Cards no mundo dos gays. Esses, obviamente, vinham envolvidos com uma película especial, diferentemente dos cartuchos, já que a Sony já tinha consciência de que inventariam de enfiar o Memory Card no cu,apesar de isto não se tornar suficiente para satisfazer os gays.

A fama foi tanta que a Sony viria a lançar um sucesso ainda mais alegre mais tarde, o Gaystation 2 (como você alegremente pode ver na foto acima). Este sucesso gay no entanto, não foi alcançado pela evolução desse video gayme, o Gaystation 3, que parece uma grelha alegre, claro.apesar dos gays preferirem queimar a rosca do que ficar jogando

Nota-se após esse parágrafo que eu realmente gosto da palavra "gay". Bom, eu não sou,(COF...mentira) mas se você for também não tem problema.

História[editar]

A primeira ideia para a criação do Gaystation veio da Nintendo. Shigayu Miyamoto, nunca satisfeito com sua coleção de brinquedos sexuais incompleta, queria algo novo para empurrar em seu ânus, além de que a Nintendo queria aproveitar o possível sucesso do formato de um possível joystick gay, um formato digamos, peculiar.

Depois de incontáveis 11 segundos de pensamentos e reflexão, a Nintendo finalmente encontrou uma ideia de arrumar apoio para construir um videogayme como o GayStation. Ligou para a Associação em Defesa do Público LGBT, e quis imediatamente falar com os nerds de lá. Pronto, em 2 dias o projeto também já estava pronto. O GayStation estava pronto para sair do papel, mas...

Nintendo joga fora o projeto...e as suas calças[editar]

Infelizmente, depois de apenas alguns meses antes de o projeto entrar na linha de produção, a Nintendo percebeu que era necessário achar uma inspiração ideal do tamanho do joystick, e, que para alugar um Pênis do real tamanho necessário para fazer um joystick decente era preciso pagar para pedir emprestado o pênis de duas pessoas no mundo, as únicas que tem o elemento grande o suficiente para fazer o joystick: eu ou o Kid bengala, mas ambos pediram um valor extremamente alto, até porque o projeto renderia um bom dinheiro e orgasmos para toda a Nintendo. Mas, a Nintendo recusou, e, os altos executivos da empresa viram que improvisar uma forma com o peru de borracha de Miyamoto não ia dar certo, deram o projeto como cancelado.

Após ouvir isso, a Sony imediatamente enviou uma carta à Nintendo, que incluía a compra do projeto, além de uma amistosa mensagem para a Nintendo, algo como Cquote1.png VÃO SE FUDER, SEUS PERDEDORES!! Cquote2.png Bom, a Nintendo decidiu vender o esboço de projeto junto com outra resposta amigável, algo do tipo Cquote1.png MAS NEM QUANDO O ASSUNTO É VIADAGEM VOCÊS TEM CRIATIVIDADE!?!? Cquote2.png. A Sony, investindo pesado nesse projeto, e botando fé que ele ia dar certo, pagou para Kid Bengala o valor necessário para alugá-lo por um dia e levou o projeto adiante. Tinham que pagar isso é para mim, que aí não estaria perdendo meu tempo fazendo essa merda. Com medo de uma possível tréplica da Sony ou de algum Administrador Joselito à mensagem ofensiva, a Nintendo imediatamente se ofereceu a ao menos levar no cu, já que ao menos mais gostoso do que apanhar no bolso.

Polêmica na Sony[editar]

GayStation versão Deluxe

Depois de ser comprado da Nintendo, a Sony não estava certa sobre o que exatamente fazer com o projeto. Houve pânico em massa e confusão entre os funcionários da Sony, enquanto alguns deles decidiram que seria melhor tentar montá-lo de uma vez anciosidade para testá-lo?, alguns pensaram que seria melhor liberar a Gaystation como um console independente do nome Sony, e, terceirizar a produção do mesmo, para não sobrar pra eles a tarefa de testar o console. Porém, quando a maioria ficou sabendo que acabaria por ter que testar o jogo, cometeram suicídio.

Finalmente, ficou decidido que seria produzido pela Sony, mas o nome dela não ficaria oficialmente n produto, o mesmo seria distribuído no sub-mundo, e é sucesso no Acre, na República das Bananas e na Emolândia. Mesmo tendo tentado se desvirtuar, não deu, ao menos nesses lugares é conhecido como Sony Gaytation. Em outros locais do mundo, o mesmo ainda não é conhecido e deixou de ser distribuído antes mesmo da versão Gaystation III chegar ào mercado.

Principais Jogos Em Época[editar]

  • Justin Bieber:A GGay Show!
  • Justin Bieber II:Rescue Man's
  • Super Mario Galaxy
  • Grand Theft Auto:Justin Bieber Protagonist Edition
  • VocêGay :The Game
  • luigi Edition Gay
  • Pai de Família:The Game
  • Pai de Família II:Returns
  • Pai de Família III:o último Oco
  • Mickey Mouse in Magical Gay World

Efeitos colaterias de jogar muito Gaystation[editar]

  • Anciosidade excessiva para jogar o mesmo.
  • Fazer "hmmmm..." quando está limpando o cú com um papel higiênico em forma de pênis
  • Querer dar pro veado do Kratos (Nem adianta choramingar e dizer que o kratos é foda, pois ele NON ECZISTE!!!)
                        • 'ATENÇÃO'*****************

O AUTOR DESTE TEXTO MORREU INESPERADAMENTE APÓS O COMENTÁRIO ANTERIOR 1 MINUTO DE SILENCIO POR FAVOR E LOGO ALGUÉM VOLTARÁ A TERMINAR O ARTIGO