Gerald Ford

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
EUA Falencia.jpg In Trump We Tru$t!

Este artigo é gringo! Não tente usar armas químicas de destruição em massa ou jogar aviões contra ele, Tio Sam agradece.


Gerald Ford
Geraldford.jpg
38.º Presidente de EUA
Período 9 de Agosto de 1974
– 20 de Janeiro de 1977
Vice-presidente Ele já era vice, seu mongol!
Primeira-dama Betty Brant
Predecessor Richard Nixon
Sucessor Jimmy Carter
Pessoal
Nascimento 14 de julho de 1913
Alguma birosca do Nebraska
Morte 26 de dezembro de 2006
Rancho Queimado, Califórnia
Profissão ladrão Advogado
Partido político PT

Gerald Ford foi um presidente e dono de montadoras de automóveis americano.

A vizinhança perfeita de Ford

Família[editar]

Para Ford, as eleições eram um porre
Um tombo

Filho bastardo de Abe Simpson, sendo meio-irmão de Homer Simpson, Gerald Ford cresceu com sua humílde mãe nas periferias de Boston.

Ford[editar]

Em 1901, Ford descobriu que juntando quatro rodas e um volante formava-se um tipo de veículo. Então, Gerald criou a Ford, empresa que até hoje cria "carros".

Presidência[editar]

Depois de enriquecer com a fábrica, Gerald concorreu à presidência. E, com o apoio televisivo de seu irmão Simpson, Ford foi eleito. Acovardado, Ford não tomou parte na Guerra do Vietnã. Ainda herdando a estupidez do pai, Ford perdoou o presidente/ladrão Richard Nixon por roubos de lojinhas de conveniência.

Morte[editar]

Depois de ser derrotado nas eleições, Ford passou a fábrica ao seu filho Fordinho e faleceu de gonorréia.

Contribuições à Humanidade[editar]

Outro tombo

Mas o que marcou Gerald Ford na mente humana foi ser o 2 maior líder mundial, só perdendo para G. W. [Bush], n ranking de maiores causadores de gafes e vexames públicos da história do planeta. Além de chegar num país e falar o nome de outro, coisa do protocolo da Casa Branca, ele bateu o recorde de maior número de tombos da escadinha do avião (isso quando nao derrubou a escada em cima da cabeça de algum sentinela).

Quando se tornou ex-presidente, foi viver numa cidade pacata, com gente de seu mesmo nível intelectual, como podemos ver no início do artigo.