Gestão da informação

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
A Pirâmide da Informação

Cquote1.png Você quis dizer: Tecnologia da Informação Cquote2.png
Google sobre Gestão da informação.

Cquote1.png Que curso é esse? Cquote2.png
Pessoas sobre Gestão da Informação.

Cquote1.png A melhor Enciclopédia, LITERALMENTE! Cquote2.png
Alguem sobre Desciclopédia.

Cquote1.png Na União Soviética, a informação gerencia VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Gestão da Informação

Cquote1.png Você não escolhe Gestão da Informação, GI escolhe VOCÊ!! Cquote2.png
Você sobre passagem do best-seller Desbobramentos da Reversal Russa

Cquote1.png Faça os autores conversarem!!! Cquote2.png
Professora sobre Trabalhos Acadêmicos

Cquote1.png A ABNT é o meu pastor e nada me faltará Cquote2.png
Professora evangelica sobre ABNT

Cquote1.png Se pudesse eu ingeria Mirrr Cquote2.png
Jeremias sobre gerir informação

Cquote1.png Estes profissionais da confusão irão aprontar altas aventuras num mercado de trabalho de outro mundo! Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde sobre Profissional de Gestão da Informação

Cquote1.png Relaxa e goza! Cquote2.png
Marta Suplicy sobre mercado profissional do Gestor da Informação

Cquote1.png Você traiu o movimento Davenportiniano, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre aluno de gestão que passou no PROVAR de T.I.

Cquote1.png Thesaurus é o meu Xandinho em casa. Cquote2.png
Carla Perez sobre termo comum da área.

Cquote1.png Enancib é um novo remédio para azia estomacal? Cquote2.png
calouro após 1/3 de melancia atômica sobre eventos da área

Cquote1.png Metadados non eczistem! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre termo obscuro da área.

Cquote1.png Relaxa e goza! Cquote2.png
Marta Suplicy sobre aulas massantes e intermináveis do curso

Cquote1.png Antigas aulas de inglês ofertadas no curso Cquote2.png
The buuks sobre a mesa

Cquote1.png Vou ti dá muita pressão, então martela Cquote2.png
caloura de gestão cantando sobre a mesa

Cquote1.png Não se incomode provavelmente não teremos mais nada... Cquote2.png

Cquote1.png Arquitetura da Informação é coisa de boiola imaturo, engenharia de software é que é pra macho! Cquote2.png
Marion 'Cobra' Cobretti sobre sobre competências do curso

Cquote1.png Engenharia de software é tão feia que nem serve pra profissional do sexo Cquote2.png
Clodovil sobre Marion 'Cobra' Cobretti

Cquote1.png Ecologia da Informação, hummmm, deve ser outra iniciativa do Al Gore Cquote2.png
não convertido sobre livro sagrado de Gestão da Informação

Cquote1.png As técnicas de Data Mining foram baseadas nos meus métodos de tortura informacional Cquote2.png
Jack Bauer sobre Datamining

Cquote1.png Foi o Birr Guêites que butô pra nóis usá! Cquote2.png
Jeremias sobre Microsoft

Cquote1.png Tenho medo Cquote2.png
Regina Duarte sobre Web 2.0

Cquote1.png A minha tioria é que este contiúdo... Cquote2.png
Professor sobre sua amizade com Einstein

Cquote1.png Tá ligado que o mano Davenport é firmeza, vem das quebrada dos isteitis mas não é cheio de banca não. O bród ajuda nas tetra de infromação. Resorve qualqué parada sipá nem precisa de porra nenhuma de sistema ERP dos preibói. Esse é o pano geral da gestão da infromação, Davenport é guerreiro, soldado do inferno tutra! Mete pipoco mesmo. Cquote2.png
Mano sobre Gestão da informação.

Gestores da Informação[editar]

Seguidores da religião Davenportiniana, do ecologista Davenport, os gestores da informação sonham com uma empresa livre de T.I.C's (Caquetes e manias) com fluxos perfeitos de informação. Utopicamente acreditam num mundo com vocabulários controlados ao maior estilo Orwelliano.

Entretanto, como em qualquer religião, existem os pecadores. Por exemplo, alunos e formados que usam o Google são tantos que podemos comparar aos católicos que usam camisinha. O maior pecado infligido, punido com apedrejamento e exclusão é citar a Wikipédia, estes casos são mais raros. Acredita-se que muitos desses casos são abafados e não veêm a público.

Segundo a religião Davenportiniana pessoas que citam a wikipédia irão arder no fogo do Inferno e aqueles que tiverem contato são enfeitiçados a pecar sobre os mandamentos da Ecologia da Informação.

Para a religião Davenportiniana, a Thomson (Dialog e outros subprodutos) e Google são corporações do mal que tentam dominar o mundo, a diferença é que na primeira está a elite e na segunda está o cliente comum.

Digestão da Informação[editar]

Digestao-da-informacao.gif A Digestão da Informação é um processo realizado pelos Gestores da Informação. O produto da digestão da informação é objeto de trabalho de administradores e decisores em geral.

A Religião[editar]

Existem poucos manuscritos sobre como começou a religião Davenportiniana. Pouco tempo atrás foi encontrado um dos primeiros registros, que foram estudados por adeptos mais liberais da religião, já que qualquer atividade ligada a Biblioteconomia é proibida pelos mais radicais (embora Davenport tenha louvado a biblioteca em seus manuscritos os radicais preferem entender que biblioteconomia é proibido).

Segue o pequeno trecho encontrado...

'Durante toda a história o homem estava perdido, tentando organizar o mundo, porém na sua ignorância abriu a caixa de pandora e dela criaram-se as trevas. Juntamente com as trevas vieram a tecnocracia e a barbárie (redudância da informação já que tecnocracia e barbárie são termos sinônimos na religião Davenportiniana). O escolhido foi enviado para organizar o caos. Da sua fogueira, do seu calvário, criou o código, aquele que todo gestor deve seguir, o livro sagrado Ecologia da Informação...'

Inferno Davenportiniano (nível superior)[editar]

É o local para seres mais liberais que optam por atividades que os radicais proibem. Neste Inferno existem apenas fichas catalográficas de Titânio e penas de pato, sem tinta. Qualquer outro suporte ou meio não existe. Saliva, sangue e fezes não existem afinal todos já estão mortos. Assim evita-se métodos conhecidos pelo Marques de Sade para criar qualquer tipo de registro.

Inferno Davenportiniano (nível médio)[editar]

É o local onde supostamente irão a maioria dos gestores pecadores. Existem tecnologias para tudo, mas nenhuma funciona - mitos dizem que o Anticristo, Bill Gates, na sua passagem pela Terra trouxe seus vários demônios, um deles é vulgarmente conhecido como Windows e vem ganhando mais almas, com isso mais poder e atualizações. Neste Inferno a política informacional é uma anarquia tamanha que o pecador nunca poderá encontrar um profissional ou programa apto a corrigir estes erros. Para evitar que erros sejam corrigidos, o computador não está ligado em rede, nem à internet infernal. Entradas Usb, memória Bios, Dos, botões de reset e teclas de Ctrl+Alt+Del e outros atalhos não funcionam.

Inferno Davenportiniano (nível inferior)[editar]

É o local onde ficam profissionais de T.I., Ciências da Computação, analistas e qualquer outro ser que saiba programar. Neste nível entradas Usb, memória Bios, Dos, botões de reset e teclas de Ctrl+Alt+Del e outros atalhos, bem como teclados e mouses NÃO EXISTEM!

Céu Davenportiniano[editar]

Neste local todos os gestores são C.I.O.'s, logo cada um é C.I.O. da empresa que deseja. Caso dois gestores desejem a mesma empresa um universo paralelo é criado para que o desejo seja satisfeito aos dois. Tudo funciona adequadamente neste céu e caso o gestor não saiba como melhorar sua empresa ele pode consultar a qualquer momento a sabedoria do salvador Davenport.

Mandamentos do profissional de Gestão da Informação[editar]

- Amar Davenport acima de qualquer coisa, de qualquer S.I.

- Em todo e qualquer trabalho acadêmico, bem como em conversas formais e informais, citar e referenciar (de acordo com as normas ABNT) Davenport.

- Desenhar a Pirâmide da Informação debaixo da sua cama.

- Descrever a diferença entre dado, informação e conhecimento de cabeça, olhos fechados, mãos pra trás e sem gaguejar.

- Todo e qualquer artigo deve falar sobre o desenvolvimento de T.I.C.'s.

- Todo e qualquer artigo deve falar sobre o 'boom' informacional.

- Todo e qualquer artigo deve falar sobre a informação para a tomada de decisão.

- Todo e qualquer artigo deve falar sobre agregar valor a informação.

- Odiar a Wikipédia.

- Amaldiçoar a Wikipédia.

- Maldizer a Wikipédia.

- Idolatrar Unidades de Informação.

Estatísticas do curso[editar]

Trabalhos acadêmicos:

08 em cada 10 referências de trabalhos acadêmicos são Davenport.

01 em cada 10 referências de trabalhos acadêmicos são Nonaka & Takeuchi.

Confiança dos alunos:

10 em cada 10 alunos do primeiro ano sofrem de crise de identidade.

09 em cada 10 alunos e 5 em cada 10 professores sofrem de crise de identidade nos demais períodos.

10 em cada 10 alunos odeiam o curso.

09 em cada 10 alunos gostariam de fazer outro curso.

02 em cada 10 alunos gostariam de fazer arquitetura.

03 em cada 10 alunos gostariam de fazer jornalismo.

05 em cada 10 alunos gostariam de fazer administração.

04 em cada 10 alunos gostariam de fazer T.I.

03 em cada 10 alunos fingem não gostar de biblioteconomia para não serem enforcados.

02 em cada 10 alunos decidem ser hippies.

Estágios

12 em cada 10 alunos são ou serão estagiários da copel.

Desnoticias[editar]

- Eua assina protocolo de Davenport, o tratado da Ecologia da Informação. Estima-se a diminuição de 70% do silício consumido anualmente.

- Ilza e Claudia Leite capas da playboy. Numa banca pertinho de você.

- Capa de jornais: Apocalipse! Professores de gestão usam google docs para gerenciar a quantidade de trabalhos dados aos alunos. Orientadora do curso diz que tudo faz parte de uma politica de diminuição do overload informacional e fala que aplicou o método de Havard de "informação just in time". Confira aqui!

O curso mais George Foremam[editar]

Quem faz gestão da Informação adquire muitas incompetências. Algumas das quais citadas abaixo:

- Buscar no Google

- Fazer páginas no FrontPage

Disciplinas do curso[editar]

- Lei de Gérson II ( SIN-069 )

- São Lunguinho para Recuperação da Informação ( SIN-001 )

- Gerenciamento de Dados com ênfase em Cassinos Europeus (Dados de 6 lados apenas)

- Emprestação de Serviços Informacionais

- Consultoria Forçada de Informação (SIN 171)

- Fontes de Informação em Ciências Agnósticas

- Fontes de Informação em Ciências Humorísticas

- Fontes de Informação em Ciências Religiosas

- Fontes de Informação em Ciências Científicas

- Fontes de Informação em Ciências Banais

- Fontes de Informação em Ciências Retrógradas

- Fontes de Informação em Ciências da Cerveja (melhor disciplina ever)

Rivalidade entre cursos[editar]

Bibliotecário levando conhecimento em seu lombo para os sem cultura

Gestão da Informação é uma área multidisciplinar, por isso, todo mundo tem medo de perder o emprego quando um Gestor da Informação é contratado na empresa. Advindo desse problema, o curso desenvolveu várias inimizades ao longo da sua breve história.

A mais famosa é a briga com os Bibliotecários, que teimam em dizer que a biblioteca é só deles. Os Gestores sempre concordaram, mas os bibliotecários parecem não indexar essa informação.