Giannis Antetokounmpo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Trump sacana.gif Eu não gostar nem uma pouco de artigos sem imagem!
É melhor adicionar novas imagens, senão Donald Trump procurará armas de destruição em massa em sua casa ou matará seu ditador!

Cquote1.svg Giannis O quê? Não conheço. Cquote2.svg
Seleção Brasileira de Basquete sobre Giannis Antetokounmpo
Cquote1.svg Quem é esse cara? Cquote2.svg
Miami Heat sobre Giannis Antetokounmpo

Giannis Ugo Adoto jumbo Cateto oposto Ante Geia Ande Motumbo Ahpaputaquipariu Antetokounmpo[1] (também conhecido como Greek Freak) é um basquetebolista grego que é o único que joga no Milwaukee Bucks.

Infância[editar]

Giannis, por incrível que pareça, nasceu em Atenas, em um subúrbio onde se demora mais tempo para ir de transporte público ao centro do que para ir de carro a Salonica, em algum dia de 1994, sendo o terceiro dos cinco filhos da família Adetokunbo. Sua infância foi difícil, já que ele teve que trabalhar de camelô e fugir dos neo-nazistas após ir à escola.

O começo no basquete[editar]

Giannis foi primeiramente avistado por um transeunte aleatório que pensou "olha, aquele menino ali parece saber jogar basquete bem" enquanto não estava jogando basquete, mas sim outra coisa com os amigos, mas essa história é completamente falsa e inconcebível assim como um cara sair da segunda divisão da Grécia para all-star na NBA em seis anos. Após dois ou três anos jogando de forma aleatória nos juniores, foi chamado para jogar no time profissional porque dois dos reservas da época pegaram uma virose desconhecida após comerem um churrasco grego de origem duvidosa, onde foi filmado por um transeunte aleatório (porque, mesmo o basquete sendo o esporte mais popular na Grécia, NINGUÉM vai ver um jogo entre dois times de meio de tabela da segunda divisão sem expectativa nenhuma de subir). Por incrível que pareça, o vídeo chegou nos EUA, onde Giannis foi recebido como um mistério, mas alguém com um potencial gigantesco, mesmo tendo médias de vinte e dois minutos e nove pontos por jogo e ninguém sabendo em que posição ele jogava (coisa que ainda acontece até hoje), pois o técnico, um consumidor de LSD, costumava ter trips tão bizarras que acabava vendo Magic Johnson toda vez que via Giannis. Mas espera, essa de botar o cara mais alto do time pra ser armador funcionou com o Magic, porquê não funcionaria com o Giannis, ainda mais contra superpotências do basquete europeu como Ermis Lagadas, Koroivos Amaliadas e Niki Volou?!

Cquote1.svg As mãos dele são gigantes! Olha como ele faz essa enterrada espetacular posterizando o pipoqueiro da esquina! E esse drible pra cima do cobrador de ônibus! É o Greek Freak... potencial de superstar... ou não Cquote2.svg
Qualquer site que cobre o draft da NBA sobre a fita de Giannis em 2012

Na NBA[editar]

Giannis foi draftado no meio da primeira rodada em 2013, até porque ninguém conseguia acreditar que aquela tábua jogando na segunda divisão da Grécia teria algum futuro na NBA sem passar uns três ou quatro anos em algum time que não jogue contra vendedores de churrasco grego e pedreiros. Seu começo na NBA foi claudicante, até porque, convenhamos, o Bucks naquela época era mais deprimente do que passar uma tarde ouvindo música de doomer, tanto que Giannis foi titular em 23 jogos no seu ano de estreia, ganhando uma vaga para o segundo time de calouros do ano, jogando como ala. Em 2014-15, Giannis já assmumia a titularidade, mas como ala-armador. Em 2015-16, foi movido para armador, já que funcionou antes com Magic, vai que dessa vez funciona de novo... Em 2016-17, Giannis voltou a ser ala, e desta vez o grego estourou: jogador que mais melhorou no ano, all-star e um contrato gordo o suficiente para estourar a cadeira na qual está sentado. Em 2017-18, Giannis virou ala-pivô e o Greek Freak como todos nós conhecemos.

Pontos fortes[editar]

  • Faz quase tudo acima da média da NBA.
  • Tem habilidades de armador, ala e pivô, sendo quase um Megazord do basquete
  • O cara simplesmente não corre: ele dá uns pulos gigantescos enquanto anda

Pontos fracos[editar]

  • Tem um tiro de 3 no mínimo questionável
  • Ainda não se sabe em que posição ele joga mesmo

Prêmios[editar]

  • Ter sido MVP quando era pra ter sido jogador defensivo do ano (2019)
  • Ter sido jogador defensivo do ano quando não era pra ter sido (2020)
  • MVP (Miami o Venceu nos Playoffs) (2020)
v d e h
  1. Originalmente Adetokunbo, mas o nome foi assassinado pelas autoridades gregas na hora de escrever no passaporte e ficou essa aberração grega aí