Gigante azul

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Zorak.jpg
Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!
Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.


Clique e venha fazer parte de nosso projeto!!
Projeto Desconhecimento

Este artigo de Ciências ganhou nota B, sendo considerado de Boa qualidade

Visite a discussão do artigo ou o projeto e Conheça-nos

Cquote1.pngVocê quis dizer: Algo que parece ser frio mas é quente?Cquote2.png
Google sobre Gigante azul

Cquote1.png Essas estrelas representam a segurança Cquote2.png
Qualquer um sobre uma gigante azul
Cquote1.png Elas também fazem parte das bandeiras da ONU Cquote2.png
Mais um desinformado sobre Gigante azul
Cquote1.png ELAS SÃO PERIGOSAS! Cquote2.png
Astrônomo neurótico sobre Gigante azul

Gigante azul ou Estrela azul é um corpo celeste gigantesco. As estrelas azuis geralmente são estrelas alfa em constelações, como é o caso de Alfa Canes Venatici que é uma estrela azul e potencialmente perigosa, que no final de sua vida puxará o pé de tudo que estiver ao seu redor e formará um buraco negro.

Basicamente, estrelas azuis são como celebridades, que quando estão quase em total decadência armam escândalos das maneiras mais absurdas possíveis para atrair a mídia. Sim, a Alfa (detalhe, todas as Gigantes azuis são propriedades do Blue Man Group).

Tabela de conteúdo

[editar] O universo e as gigantes azuis

Cquote1.png Papai! Vi uma estrelinha azul lá no céu! Cquote2.png
Criança sobre a gigante azul monstruosa que ele acha bonita

Cquote1.png Por onde eu começo? Cquote2.png
Astrônomo fazendo uma pergunta retórica não tão retórica assim

Começaremos pelo momento do Big Bang, quando os 3 minutos após a grande explosão já haviam passado. Ou seja, o tempo que o universo ficou interessante durou 3 minutos e nada mais. Após esses 3 minutos, haviam imensas nuvens que tornavam o universo... Hã... Digamos igual aquela feijoada congelada que você esqueceu no freezer, impediam que a matéria se reunisse e criasse estrelas e planetas... Enfim.

Mas após um longo período de 180 mil anos, foi o suficiente para essa nuvem formar as estrelas. Os astrônomos são muito indecisos em escolher qual seria o evento mais marcante do universo: Ou era quando brilharam as primeiras estrelas ou quando houve o episódio dos "3 minutos".

Quando começaram a surgir estrelas, elas eram imensas e foi aí que surgiram as gigantes azuis. Acontece que quando elas morriam formavam buracos negros que se juntavam e transformaram o universo em um tremendo caos, pior que a casa da mãe joana. Então podemos dizer que as gigantes azuis, ao mesmo tempo que dão luz e calor (em excesso) e no final da vida formar buracos negros e sugar você e tudo ao redor.

Atualmente, as gigantes azuis continuam fazendo seu marco como estrelas quentes. A fama delas aumenta ainda mais, pois para uma estrela ser "promovida" a gigante azul tem que ser gorda 100 vezes mais pesada que o sol que é uma estrela de pobre e ainda por cima considerada pequena.

[editar] Características

O aglomerado azul de Messier 15, agora com photoshop e mostrando um encontro de gigantes azuis

As gigantes azuis segundo a wikipédia segundo o Diagrama de Hertzsprung-Russell, é uma qualquer estrela que tenha uma vontade e ambição tão imensa que fica azul. Geralmente elas pesam 18 vezes a mais que o sol, assim eliminando o que o autor acabou de dizer na sessão acima.

Cquote1.png WTF? Que confuso! Cquote2.png
Você sobre a confusão no testo

Gigantes azuis também deixam um aglomerado globular mais bonitinho, como podemos ver no Messier 15 em seu centro. Bem... Analisando melhor, as gigantes azuis não aparecem, mas é só dar um photoshop ali e outro aqui e podemos transformar ver o centro do aglomerado com estrelas azuis. Olhe ao lado o centro do aglomerado... Que lindo! Não? Dizem que ficar em baixo de uma estrela azul é a única forma de fazer o Superman homem.

[editar] Gigantes Azuis

A supergigante azul Mu, feliz por ser a maior da galáxia. Mas ela não sabe o fim que lhe aguarda.

Existem algumas estrelas azuis, muito famosas não só por participarem de constelações, mas também por causa de seu enorme tamanho e sua radiotividade, que frita os olhos tão rápido quanto um ovo no asfalto.

  • Mu: A estrela Mu não é um cavaleiro do zodíaco e muito menos o mugido da vaca. Mu é uma supergigante azul, e só está na categoria gigante azul por pura incompetência do criador do artigo. A estrela é uma das maiores da Via Láctea mas terá uma vida muito curta e possivelmente formará uma supernova ou hipernova no fim da vida, fazendo espetáculos no horizonte e não sendo uma ameça para a humanidade que está a 8.000 anos-luz dela.
  • Rego na Gamma Velório: A gamma velorium ou então regum é uma estrela mais brilhante do céu noturno... Mas mesmo assim você deve ter confundido ela com um avião ou helicóptero. Regum é apenas uma gigante azul entre outras, pois a gamma velorium é um sistema de 6 estrelas e regum é uma delas. Bem, enfim regum fica na constelação de Vela e é conhecida pelas suas irmãs como a maior de todas as gigantes azuis do sistema.
  • Rigel: Outra gigante azul que faz parte da constelação de orion. Rigel é a estrela que forma o pé esquerdo de orion em sua constelação. Só é interessante porque são duas gigantes azuis o que é raro (ou não diante de um universo imenso).
  • Regula Regulus: A gigante azul é ainda pequena comparada as outras nessa lista. Ainda por cima é a estrela mais brilhante da constelação de leão... A constelação é meio pobre por sinal, já que cortou gastos pegando uma gigante azul comum como estrela gigante.
  • Saiph de nada: Outra gigante azul que é um sistema binário. Se não sabe o que é isso, é uma estrela maior que é orbitada por uma estrela menor. Tanto faz a ordem.

[editar] Supergigante azul

Uma supergigante azul assustadora

Supergigantes azuis são mais interessantes que as gigantes azuis, logo que as supergigantes tem mais temperatura, radiação e além disso acaba com a vida de qualquer planeta em poucos segundos.

Supergigantes azuis acabam sempre em hipernovas e logo em seguida em buracos negros. Ainda mais que são conhecidas como estrelas extremamente perigosas por elas morrerem mais rápido que as estrelas normais... Ou seja, se a terra estivesse em órbita de uma supergigante azul, provavelmente em poucos (ironia?) milhões de anos viraríamos pó após a hipernova e se caso não fosse-mos destruídos pela hipernova seriamos engolidos por um buraco negro do tamanho dee uma bola de futebol... E tudo acaba de forma irônica de novo.

[editar] Ver também


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas