Globo Explode

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Nota:se procura o programa do Tiago Leifert , Caio Ribeiro e cia ltda, veja Globo Explode SLP

Glenda Koslowski e seus dentes de coelho

Cquote1.png Mas cadê a Glenda??? Cquote2.png
Telespectador carioca quando viu que o Globo Esporte do Rio seria apresentado por Alex Escobar
Cquote1.png Você quis dizer: Globo Futebol? Cquote2.png
Google sobre Globo Esporte
Cquote1.png Você quis dizer: Programa que só fala de Futebol? Cquote2.png
Google sobre Globo Esporte

O GLOBO EXPLODE é um famoso programa global, de transmissão diária, dedicado a revelar notícias completamente irrelevantes sobre esporte (leia-se: futebol), realizar entrevistas extremamente massantes e repetitivas com intelectuais como jogadores e técnicos de futebol e demonstrar toda a bobo-alegrice criatividade de idiotas repórteres como Régis Rösing. Manteve-se tanto tempo no ar graças à secura de brasileiro por futebol, à falta de coisa melhor para ver e, mais recentemente, a uma fórmula infalível para manter audiência: a revelação também das formas gostosas da tesuda da Glenda Gostosowski.

Estrategia Globista[editar]

Como todo todo programa de humor da globo não tem graça nenhuma, tipo ver uma velha fazendo tricô. Ex:Porra Total e Casseta e Planeta a Globo apostou num pseudo-humorista (Tiago Leifert) e entendeu como é ter um verdadeiro programa de humor (foi processada e causou polêmica por algumas piadas) além disso, outra função do globo explode é puxar o saco do Neymar ou do Barcelona. Mas apesar de tudo alcançou boas audiências de trouxas que não tem o que fazer depois do almoço.

TÍPICA SEQUENCIA DO PROGRAMA

(HIPÓTESE IMPOSSÍVEL, É SÓ UM EXEMPLO!!!): Atlético-MG acaba de derrotar o Manchester e é Campeão Mundial! Com um gol de Tardelli, O Galo mineiro... (e segue 1 min de reportagem)...

Termina o programa com a reportagem mais importante do dia: "O Flamengo acaba de derrotar o time de pelada do Chico Buarque e conquistar sua vaga para as semi-finais do I Torneio de Futebol da Barra da Tijuca... (e seguem 5 min de reportagem puxa-saquismo)...

Marketing dos clubes cariocas[editar]

O futebol brasileiro na visão da Globo.

Para funcionar como agência de marketing dos clubes do Rio sem que os idiotas manipulados torcedores dos clubes de outras regiões do país se revoltem, a Globo tem seu método de distribuição "justa" de espaço:

  • 10% do Programa (sempre no início) é estadual, ou seja, se você mora no Acre, terá o progama apresentado por pessoas acreanas.
  • 5% do programa, a cada 3 dias, será dedicado a reportagens sem graça engraçadinhas sobre os times nordestinos, sempre tocando um frevo, axé,forró ou outro ritmo local, fazendo perguntas cretinas para algum pobre coitado ganhar seus 30 segundos de fama.
  • Pra honrar o nome "explode", dão uns 5% para vôlei, basquete e outros esportes, principalmente Fórmula 1, onde puxam o saco e escondem as barbeiragens mostram o desempenho dos brasileiros e tentam desesperadamente procurar um novo Senna (até no Rubinho já apostaram...)
Cquote1.png Rubinho sai da pista! Foi sabotagem do Schumacher!!! Cquote2.png
Opinião isenta de Galvão Bueno.
  • A Globo expandiu o fato de que o Acre não existe para toda região norte e centro-oeste, pois ignora tudo que passa nesses lugares.
  • Os paulistas ficarão com uns 30% (ou melhor, o Corinthians, que tem mais torcida, e o São Paulo, que tem mais dinheiro). Mas que fique claro: não é que a Globo goste de paulistas: é que São Paulo é o maior mercado do país, e a Globo gosta é de dinheiro!
  • Finalmente, os clubes cariocas! Quando o time é do Rio, fazem tudo pra puxar o saco: é reportagem sobre a cor da cueca dos jogadores do Flamengo em dia de maracanazo, a simpatia da mãe do treinador do Vasco pra fugir da Série B, a água que os jogadores do Fluminense bebem para receber ajuda da mãe CBF, a cachaça que o Joel Santana bebe todos os dias antes dos jogos do Botafogo, etc etc. O objetivo é um só: aumentar a simpatia nacional pelos clubes do Rio (mais ainda pelo Flamengo).

Separatismo[editar]

Todo o resto do país, cansado de só ter os 15 primeiros minutos (em dias de piedade), queriam ter seu próprio Globo Explode. Os paulistas do PCC comandaram a rebelião e a Globo teve que aceitar e assim começou com o Globo Esporte SP com o Tiago Leifert e logo depois para outros estados, como Bahia, Rio Grande do Sul, Distrito Federal (é estado essa porra?), Pernambuco, Paraná e Santa Catarina.

Quadros[editar]

Típica noticia do globoesporte.com, adivinha onde está o erro.
  • Conversa Sem-Sentido: Glenda e Escobar mantém uma conversa completamente roteirizada, artificial e com sorrisos afetados na cara. Faz um calor do caralho, o ar condicionado está quebrado e a Rede Globo está perdendo audiência para o Jogo Aberto -o que fazer? Esperar que a Glenda caia em si e, no programa seguinte, ponha aquela saia para mostrar todo o seu talento, para levantar a audiência novamente.
  • Matéria Metida-a-Criativa: o repórter acompanha o jogo do time brasileiro em foco, fazendo associações da importância da partida com ditados de grandes personalidades, como Nélson Rodrigues, Napoleão, Jesus Cristo e Bob Esponja. No final, ele diz alguma coisa pretensamente poética e manda colocar uma música bonita de fundo. Daí sai pelas ruas esperando ser reconhecido pela grande façanha, mas na verdade todo mundo só comenta o resultado do jogo mesmo e o diretor de jornalismo se caga para ele, recusando o pedido de aumento.
  • Entrevista com Vampiro Jogador: aquela coisa morta de sempre: "Vamos seguir as orientações do professor para, ahhhhh, fazermos uma grande partida para, ahhhhhhh, levarmos os três pontos para casa e, ahhhhhh, conseguirmos o resultado positivo para dar alegria ao nosso torcedor". Um repórter ainda insiste (enquanto os outros já dormem): "Vai haver marcação especial no Zeca Urubu? "Ahhhhhhh, se trata dfrente diante de nossa torcida, ahhhhhhh, mas com todo respeito pelo adversário".


Piada velha:

Por que não tem Globo Esporte na África? Porque na África não tem almoço.


Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Globo Esporte no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg