Goianá

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista aérea de Goianá.

Goianá era uma cidade insignificante em Minas Gerais. Atualmente é só um aeroporto que faliu pois além de ninguém parar lá ninguém o usa também. A prefeitura do município tem esperança que haja uma epidemia de zumbis no mundo para assim o aeroporto ser utilizado como base militar, e por estar geograficamente isolado do resto do mundo, assim como a cidade que nunca foi encontrada, seria um bom quartel.

Cidade[editar]

De uma vista geral, nem vamos começar a falar do "famoso" Aeroporto de Goianá que praticamente é o shopping/ponto turístico/ponto de encontro/restaurante/diversão/prefeitura principal (e único) da cidade. Bem, ela aparece com um bando de casas velhas de madeira, todas enfileiradas e pedindo para cair, com pessoas também velhas morando dentro.

A cidade compõem 120% de idosos e 2 caipiras que são dois funcionários do aeroporto, os balconistas. O restante mora fora da cidade, logo, o índice de desemprego da cidade é absurdo mas ninguém dá a mínima, já foi uma vitória fazer construirem um aeroporto em uma cidade praticamente abandonada.

Há uma capela, como em toda boa cidade empoeirada Mineira e também há aquela placa babaca, nem personalizada, no "portal da cidade".

A outra parte visível da cidade é uma cabaninha que é a "economia" local já que aquilo é um asilo em tamanho colossal.

Aeroporto[editar]

O estado atual do aeroporto de Goianá, nunca usado ou encontrado.

Só está de bonito e para fazer pose para a cidade, também é para consolar e evitar que alguém diga "Acho que foi uma péssima ideia emancipar essa cidade" que tem menos de 15 anos, aliás. O aeroporto devia ser grande e movimentado, foi idealizado por um empreendedor louco que tinha sido reprovado no programa do Roberto Justus.

Ele tentou inovar construindo um aeroporto na região mais empoeirada e monótona do país, acontece que deu errado: os aviões não conseguiam ver nada além de poeira e mato, alguns aviões cairam e foram parar no lendário Acre e outros simplesmente pousaram na cidade errada causando uma grande explosão.

Com o fracasso, ninguém usa mais a porra do aeroporto que serve como "casa mal-assombrada" e campo de pelada de futebol de vez em quando.

Etimologia[editar]

O nome da cidade vem de outra forma de chamar "Goiânia". Era o jeito que o p refeito chamava Goiânia, que aliás, ele achava que fosse o estado e não a capital. O resultado foi ele querer fazer uma "segunda goiânia" mas ele saiu errado no registro da cidade e ficou Goianá.