Golden Axe

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gol de Axé
Goldenaxe-arc redlogo-animated.gif
Logotipo epiléptico da série
Gênero Medieval
Desenvolvedor Sega
Publicador Sega
Plataforma de origem Arcade
Primeiro lançamento Golden Axe 1 (1989)
Último lançamento Golden Axe: Beast Rider (2008)

Golden Axe é uma das mais de 8000 franquias de sucesso da Sega, com jogos que se passam em uma época medieval que atualmente seria equivalente ao final dos anos 80, quando o jogo inaugural da série foi lançado.

Embora pertença ao gênero beat'em up, Golden Axe tem um clima todo RPGístico, ressaltado por seus personagens tipicamente estereotipados que foram inspirados em classes e raças fantásticas que estão presentes nesse universo nerd.

Jogos[editar]

Canônicos[editar]

Golden Axe 1[editar]

Os fracassados imponentes heróis principais de Golden Axe.
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Golden Axe (jogo)

Onde tudo começou... Aqui, somos apresentados ao grande trio de heróis principais, composto pelo anão Gilius Thunderhead, o bárbaro Ax Battler e a amazona Tyris Flare, todos residentes da terra fictícia de Yuria, que foi tomada à força pelo ditador Death Adder. Como pode-se ver, corrupção governamental não é nenhuma novidade, seja qual for a época ou país. E nem haveria grandes motivos para o povo se revoltar, já que não existia porra nenhuma que fosse de valor em Yuria, mas como vilões não precisam de motivos para fazer suas vilanices, Death Adder comete um monte de assassinatos de civis inúteis inocentes, com o único intuito de se divertir. Além de matar cruelmente seu ex-namorado miguxo Alex, ele também ceifa a vida de parentes de Ax, Gilius e Tyris, o que deixa essa turma indignada e faz com que se rebelem em busca de vingança.

O jogo, originalmente criado para Arcade, foi tão bem sucedido que foi relançado posteriormente adaptado para quase todos os consoles existentes naquela época, e segue até hoje sendo convertido para as plataformas mais atuais.

Golden Axe 2[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Golden Axe II

Com o sucesso do game anterior, a Sega não poderia deixar de criar uma sequência. Assim, foi criado este jogo aqui. O problema é que a criatividade e o orçamento não andavam lá muito bem das pernas, o que deixou a continuação visivelmente pior. Na verdade, Golden Axe II é praticamente a mesma coisa do anterior, como se fosse um remake, mudando apenas alguns detalhes no figurino dos mocinhos e trocando o vilão Death Adder por um novo, chamado Dark Guld, que basicamente é uma versão mais alta e marombada do malvadão anterior. Os fãs obviamente não engoliram essa palhaçada toda, e o jogo foi um fracasso de vendas, tendo sido lançado apenas para Mega Drive e sem nenhuma conversão para outros consoles.

Golden Axe 3[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Golden Axe III

Mesmo tendo fracassado com o segundo jogo, a Sega não desistiu de expandir a franquia Golden Axe e tentou se redimir de seus erros com esta terceira parte. Aqui, os heróis Ax e Tyris teriam sido supostamente substituídos por um novo casal, Kain Grinder e Sahra Burn, mas na verdade são exatamente os mesmos personagens, tendo sido apenas renomeados. A própria Sega admitiu isso anos mais tarde. Gilius não é mais um lutador selecionável, fazendo somente aparições aleatórias no game. Em seu lugar, foram colocados dois novos personagens, estes sim inéditos. Outra mudança significativa foi em relação aos gráficos, que ficaram piores do que nunca. Apesar de ter ido razoavelmente bem nas vendas do Japão, Golden Axe III não chegou a ser lançado na América do Norte, pois os estadunidenses estavam traumatizados com tamanha porcaria que foi o jogo anterior.

Revenge of Death Adder[editar]

Este jogo foi lançado um pouco antes do anterior, sendo portanto a verdadeira terceira parte da franquia, embora não seja uma continuação direta de Golden Axe II. De acordo com a história oficialmente divulgada, Revenge of Death Adder se passa mais de 8000 anos depois dos acontecimentos do game original, e mesmo assim o cenário continua sendo nos tempos medievais. Ax e Tyris já bateram as botas, mas Gilius continua vivo por ser imortal (ah, vá!). Por ser um vilão satânico 666 tr00 from hell, Death Adder retorna do mundo dos mortos para vingar a própria morte e reconquistar Yuria. Se os planos maléficos deram errado nas outras vezes, por que é que daria certo agora?! Vai entender a lógica de raciocínio desses personagens burros... Seja como for, Gilius não fica parado só olhando e recruta um novo time de heróis para ajudá-lo. E diga-se de passagem, o anão se superou e conseguiu reunir um grupo formado apenas por aberrações de circo, com exceção talvez de Stern Blade, que não passa de uma versão redesenhada de Ax.

Beast Rider[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Golden Axe: Beast Rider

Este jogo horroroso foi lançado em 2008, como uma tentativa furada de tentar recuperar o sucesso finado da série. A única personagem jogável é Tyris, que foi completamente modificada e não lembra em nada a gostosa das antigas. Quer dizer, gostosa ela continua, mas de resto sua aparência foi praticamente toda alterada. Beast Rider tem esse nome porque Tyris virou domadora profissional de dragões amestrados, e curte montar neles eventualmente para praticar uma zoofilia marota, já que seus antigos parceiros sexuais Ax e Gilius parecem ter simplesmente desaparecido.

Não canônicos[editar]

Gilius em seu antigo emprego.

Warrior[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Golden Axe Warrior

Primeiro spin-off oficial da série, lançado diretamente para Master System e considerado um dos games mais raros para o console. Na época de seu lançamento, foi muito acusado de ser um plágio escarrado de The Legend of Zelda, e de fato não passa disso. Temendo que fosse alvo de algum processo judicial encaminhado pela Nintendo, a Sega deixou este jogo de lado após o lançamento, embora o mesmo tenha sido bem recebido pelos fãs, motivo pelo qual é considerado atualmente uma raridade. A jogabilidade é bem diferente, pois não é um beat'em up tradicional, sendo mais próximo mesmo de um RPG de ação e aventura. O jogador aqui nomeia seu personagem como preferir e vai completando missões com ele, mas o chefão final não poderia deixar de ser o clássico Death Adder.

Legend of Ax Battler[editar]

Basicamente, é uma releitura dos jogos anteriores, mas desta vez a história é focada apenas no herói marombado Ax Battler. A jogabilidade novamente foi mais inspirada em um jogo de Zelda do que em Golden Axe propriamente dito, neste caso, em Zelda II: The Adventure of Link. Ou seja, resumindo, é o jogo mais enganador de todos da série, pois o único elemento que faz ligação dele com a mesma é o protagonista. Foi o único lançamento da franquia exclusivo para Game Gear.

The Duel[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Golden Axe: The Duel

Atraída pelo sucesso que vinham fazendo os games de luta nos anos 90, a Sega não queria ficar para trás, mas também tinha medo de lançar um jogo novo e levar um prejuízo financeiro. Como solução, a empresa então decidiu adaptar o gênero a Golden Axe, que naqueleas alturas do campeonato, já havia sido tão explorado e avacalhado que uma nova tentativa de cagar adaptar os jogos não faria muita diferença. Porém, os fãs novamente torceram o nariz, já que The Duel não traz os personagens clássicos, e sim lutadores totalmente novos que são supostamente descendentes dos originais.

Personagens[editar]

Uma das magias bonitinhas da série.

Apenas os principais, porque o resto é irrelevante.

  • Ax Battler - Um bárbaro de tanguinha azul. Luta utilizando uma espadona para vingar a morte de sua mamãe querida, assassinada por Death Adder.
  • Gilius Thunderhead - Um anão de roupa verde que trabalhava como ajudante do Papai Noel no Polo Norte e foi demitido por ter uma barba mais estilosa que a do bom velhinho. Luta com um machado, e teve um irmão morto por Death Adder.
  • Tyris Flare - A gostosa seminua que usa um biquíni minúsculo e serve para inspiração na criação de hentai. Também usa uma espada como arma, mas seu ponto forte mesmo são as magias, em que ela invoca enormes dragões cospidores de fogo. Ficou órfã por culpa de Death Adder, já que ele aniquilou seus pais.
  • Death Adder - O vilão principal dessa bagaça toda. Tem uma espécie de fetiche em exterminar os entes queridos alheios e até mesmo os seus próprios, já que também matou seu parceiro sexual. A Sega bem que tentou criar uma família para ele, dando-lhe um pai e um filho, mas não deu muito certo. Sua característica registrada é o capacete de corno que ele não tira nem para tomar banho, se é que toma.

Mas afinal, o que raios é Golden Axe?[editar]

O motivo do nome da franquia é muito simples: todas as histórias giram em torno de um lendário machado dourado, que seria a arma mais poderosa de toda a humanidade e teria capacidade de derrotar qualquer inimigo. Em todos os jogos, os personagens têm como objetivo encontrar tal artefato antes de chegar à fase final, pois esta seria a única alternativa para destruir Death Adder e os demais vilões enchedores de linguiça.

v d e h
Golden Axe logo.png


Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!