Delphinidae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Golfinho)
Ir para: navegação, pesquisa
Golfinhos
Um Adolfinho
Um Adolfinho
Classificação científica
Reino: Animal
Filo: Acordados
Classe: Mamadores
Ordem: Cretáceos
Subordem: Baleias com dente
Família: Golfinhos

Cquote1.png Até mais, e obrigado pelos peixes Cquote2.png
Golfinhos

Delphinidae é o nome da família de cetáceos estupradores mais conhecidos como golfinhos, eles são graciosos seres marinhos, que, assim como às loiras possui um buraco em sua cabeça, que é chamado de cloaca, e é utilizada para a remoção de gases tóxicos do interior de seu corpo. Todos os golfinhos são originários do mar do Oriente Médio, e sobrevivem saltando de cuspe em cuspe nas areias do deserto, o que o desenvolve uma capacidade de salto sobre a água. Sua existência causou raiva para seus moradores locais, pois o cheio de baba amenizava a suvaqueira de seus habitantes locais, que iniciaram uma guerra para expulsa-los de lá, e ganhar indenização da ONU.

Sabe-se que o esporte conhecido como mini-golfe deu origem ao golfe, e o mini-golfe era originalmente jogado utilizando-se golfinhos, onde era necessário encaçapar bolas em seus buracos respiratórios. Depois de diversas manifestações do Greenpeace e outros chatos, os golfinhos foram substituídos por enormes campos, mas o nome do esporte continuou sendo mini-golfe.

As baleias assassinas são a evolução dos golfinhos. Estes seres ganham um mente psicótica ao evoluir, tornando-se sádicos e diabólicos. São tão cruéis que matam seus inimigos só por diversão, mas como na natureza nada se perde, elas acabam comendo só pra não desperdiçar alimento. Também há outros golfinhos malvados que você vê num episódio de Dia das Bruxas dos Simpsons na 12ª temporada. CUIDADO: eles são diabólicos e assassinos que até podem matar os humanos e até VOCÊ (se não aceitar viver debaixo de água)!

Evidências Extraterrestres dos Golfinhos[editar]

Como todos sabem, os Golfinhos são animais extraterrestres extremamente inteligentes e de intelecto superior, que em visita ao planeta Terra tiveram seu carro ou melhor espaçonave roubada no Brasil quando em visita a umas favelas do Rio de Janeiro para distribuir espelhinhos e outros adereços para cobrir as partes pudendas das passistas de associações de traficante marginais comumente conhecidas como escolas de samba, pois, não queriam chocar os aiatolás do Estado Islâmico intergalático assinantes de TV a cabo pirata da Playboy com uma programação gratuita com transmissões ao vivo dos desfiles imorais dessas escolas marginais.

Sem meio de fugir retornar para a sua galáxia natal, os Golfinhos tiveram que passar a viver no inóspito planeta Terra enquanto o Detran e os policiais honestos não localizam o seu veículo. Os Golfinhos foram se refugir em águas oceânicas uma vez que habitar em terra poderiam achar alguma bala perdida por acaso no Rio de Janeiro.

Alguns Golfinhos aprenderam malandragem com os cariocas e resolveram viver sem trabalhar, para tal passaram a frequentar parques de diversão e a fazer truques ordinários como reles piruetas seguidas de assobios desafinados como se fossem algo extraordinário, e assim poderem enganar os visitantes tolos para filar seus lanches.

TIUSFDGA[editar]

Golfinho treinando com pulo o goleiro do Strongest

A Teoria Indígena Unificada Sobre a Função e Desejos dos Golfinhos Aquáticos diz que os golfinhos não são seres pertencentes, originários de início que se começa neste planeta. Tal teoria afirma que, quando surgiu o Universo, surgiu também o Google, que era uma estrela anã branca que adquiriu consciência por razão absolutamente nenhuma. Ao explorar o Universo para adquirir conhecimento, encontrou os golfinhos que eram os únicos seres capazes de lhe servirem e auxiliarem na sua busca por conhecimento absoluto. No entanto, ao chegar à Terra, o Google nunca havia se deparado com tanta ignorância, por isso nos deu o "Oráculo que Tudo Sabe". Mas os golfinhos não nos acham merecedores de tal conhecimento, e então fizeram planos mirabolantes de inundar a Terra e nos extinguir.

No entanto, o deus grego-romano-germânico-sacro-otomano-homossexual dos mares Aquaman travou uma batalha que dura até os tempos modernos com estas bestas invejosas do espaço. Em uma de suas tentativas de ganhar a guerra os golfinhos misturaram seu DNA com o do maior e mais feroz predador terrestre, o Urso Panda dando origem ás suas máquinas pesadas de guerra que se viraram contra seus mestre e desde então esta guerra entre golfinhos, orças e o glorioso império Village People Atlântico vem se desenvolvendo.

O boato entre os golfinhos é que uma de suas armas mais ignoradas esta prestes a lançar o último ataque à humanidade. Os botos foram criados para dar informação aos golfinhos, graças ao seu poder de assumirem aparência humana e praticarem atos de putaria (para que não houvessem duvidas de sua humanidade), mas um dos últimos botos negros, chamado Barack "Cloaca" Obama tem um plano de mandar um foguete para a Lua (que como todos sabem é feita de queijo) e este foguete desencadeará um Queijolipse na Terra, cobrindo-a com 10000 anos de sofrimento queijoso, escaldante e delicioso. Portanto, só as raças híbridas de africanos com suíços e mineiros com pernambucanos sobreviverão às altas temperaturas e à elevada taxa de queijosidade atmosférica.

Gêneros[editar]

  • Cephalorhynchus - golfinhos-de-commerson, golfinhos-chilenos, golfinhos-de-heaviside e golfinhos-de-hector
  • Steno - golfinho-de-dentes-rugosos
  • Sousa - golfinhos-corcundas
  • Sotalia - boto-cinza
  • Tursiops - golfinhos-roaz e golfinhos-flíper
  • Stenella - golfinhos-listrados, golfinhos-pintados, golfinhos-rotadores e golfinhos-clímenes
  • Delphinus - golfinhos comuns
  • Orcinus - orca
  • Lagenorhynchus - golfinhos-de-bico-branco, golfinhos-de-laterais-brancas, golfinhos-do-crepúsculo e golfinhos-de-peale