Golfo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cratera1.jpg Este artigo é da mãe Terra!

Cuidado com terremotos e vulcões em erupção. Em caso de dúvidas, assista Volcano ou jogue Quake.

Tubarão.jpg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.

Cquote1.png Você quis dizer: Golf? Cquote2.png
Google sobre Golfo
Cquote1.png Relaxa e golfa! Cquote2.png
Marta Suplicy sobre golfo

Grande golfo penetrando o continente sem preliminares nem nada

Golfos (cujo diminutivo é golfinho), é um local prrpício para a prática do Golf, é exatamente o oposto de uma península. Enquanto a península é um pinto de terra que sai do continente, o golfo é um pinto de água que entra no continente. Isto significa que o golfo nada mais é que uma grande porção de água penetrando o território.

Quando o golfo é diminuto fica conhecido como baía e quando o golfo é japonês, ele recebe o nome de enseada.

Formação[editar]

Um golfo se forma quando um lago rebelde tenta fugir do continente, mas não consegue e fica preso ao continente, ou quando o mar tenta penetrar o continente, com o objetivo de se transformar em rio, mas perde as forças antes de se distribuir pelo território. Com isto surge um grande pedaço de água imóvel carcando o território, que causa um fenômeno conhecido como não entra e não sai.

Quando o lago rebelde é pequeno e fica preso (devido à preguiça surgida), ele recebe o nome de baía, para homenagear os baianos. Mas as baías não são tão (Rima tripla) divertidas como os golfos. Os pedaços de água penetrantes grandes (golfos) ficam mais famosos que os pedaços médios (baías), tal como o Golfo Pérsico (que aparece todos os dias nos noticiários) e o Golfo do México.

Quando o golfo é pequeno, mas não o suficiente para ser uma baía, ele recebe o nome de golfinho ou mini-golfo. Golfinhos não causam tanta dor no terreno passivo.

Golfos famosos[editar]

Quando foi dito na seção Formação que os golfos eram mais famosos que as baías, era tudo mentira!

Como transformar um lago em um golfo e vice-versa[editar]

Um golfo diminuto e caído fazendo cócegas no continente. Este tipo de golfo, quase baía, nem chega a ferir o território

O sistema é o mesmo que o de uma península, mas totalmente oposto e muito mais complicado. Para criar um golfo, use o lago mais próximo do litoral. Se não existir nenhum lago próximo, cave o seu. Se não existir litoral perto do lago mais próximo, espere o aquecimento global levar o mar até o local desejado.

Criando o golfo[editar]

Tendo um lago e um litoral, mãos na massa. Use uma pá para cavar o terreno até o litoral, para que a água do mar escorra até o lago e o transforme em um golfo. Este sistema é um pouco complicado e pode ser substituído por um método simples. Neste método simplificado, vá cavando o terreno perto do litoral até formar um tipo de tromba gigante de água. Escavadeiras podem ser úteis na criação de um golfo. Se o golfo for muito pequeno, você terá criado uma baía e não um golfo.

Criando o lago através do golfo[editar]

Este é mais fácil. Caminhões e pás serão úteis. Feche as fronteiras entre o golfo e o mar com terra. Muita terra. Amasse bem a terra, para que o mar não fure o bloqueio. Um lago de água salgada estará pronto assim que a fronteira for fechada por completo.

Ver também[editar]