Gordinho chileno

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Composto por 190 kg de fúria e banha, o gordinho chileno é um pokémon lendário que habita o setor de visitantes do Itaquerão. Não se intimida com os policiais, nem com os torcedores rivais, nem com seus próprios compatriotas que queriam lhe sentar a porrada. A única coisa que o gordinho chileno teme é a falta de comida.

Biografia[editar]

Cquote1.png Cai dentro cuzão, vem pro fight Cquote2.png
Gordinho chileno

Nasceu em uma fazenda no interior do Chile, um lugar onde seus pais viviam da plantação de maconha para subsistência.

Na hora do parto, acabou matando a tua mãe, já que sua barriga entalou na buceta da véia e não saía de jeito nenhum, ficando a mesma arreganhada até não aguentar mais.

Poucos minutos após seus nascimento turbulento, comeu a parteira, teu pai e o cadáver da tua mãe, para manter a forma física.

Na infância, era apelidado carinhosamente pelos seus amiguinhos de Nhonho. Nessa época já gostava de futebol, mas diferente do que acontece com os outros gordos, não foi posto pra jogar no gol, porque seria muita sacanagem com o time adversário, ao invés disso ele fazia o papel de bola mesmo.

Na adolescência, com seus 15 anos, comeu a primeira mina. Com sal e azeite.

Na idade adulta, agora torcedor fanático do Club Universidad de Chile, foi rolando para o Brasil, para ver o jogo de sua equipe de coração contra o Corinthians, na abertura da Copa Sul-Americana.

Fama[editar]

No estádio, o gordinho tava de boas vendo o jogo, até que um doido roubou seu pão com mortadela. Isso deixou o gordinho 200% putaço, e o mesmo começou a correr atrás do meliante. Infelizmente se cansou depois de correr 2 metros, e parou para descansar.

Porém, não querendo deixar seu pão com mortadela pra lá, o gordinho, sem condições de ir até o ladrão, resolveu chamá-lo pro fight, pro x1. Nesse momento as câmeras flagaram o mito, e transformaram-no numa celebridade chilena.