Gorontalo (província)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Gorontalo (em português: Goró no Talo) é só mais uma província inútil da Indonésia localizada num fiorde em formato de tripa no norte da ilha de Celebes, e que apesar de ser do tamanho de São Tomé das Letras possui quase 1 milhão de habitantes, afinal na flata do que fazer, seus habitantes só tem como passatempo a reprodução sexuada mesmo.

História[editar]

Crianças gorontalesas remando com suas pirogas ao lado de um tubarão-tua-mãe (obesus indecentis), espécie símbolo local.

Antes da unificação da Indonésia, a região de Gorontalo era controlado pelo Reino de Pohala'a (literalmente, o Reino da Porra Loka). Como organização não era o forte desse povo, eles foram facilmente dizimados pelos neerlandeses quando ali chegaram e fundaram a Indonésia e Celebes do Norte em seu lugar.

Até 2000 Gorontalo era apenas parte integrante da província de Celebes do Norte. O grande problema que atormentava os moradores locais é que os habitantes da cidade de Gorontalo constantemente eram incomodados com as corriqueiras piadinhas sobre eles viverem numa província que tinha formato de pênis em ereção, e cansados de serem atormentados com piadinhas sobre piroca dura, decidiram deflagrar a Guerra da Independência que ficou conhecida como “A Grande Guerra da Capação da Rola”. Gorontalo saiu vitoriosa do conflito, muito porque ninguém nem sabia onde ela ficava, já que nunca se importaram com ela, e assim no ano de 2000 foi criado oficialmente a província de Gorontalo, com a capital de mesmo nome pouco criativo e levou consigo os distritos de Bonebolango, Boalemo, e Pohuwato num feito que ficou conhecido como “A Grande Imolação da Piroca” que foi quando Celebes do Norte perdeu metade do seu vigoroso anterior tamanho e terminou parecendo mais uma piroquinha de japonês.

A província é conhecida por ter sido o centro espiritual que difundiu a crença no Deus Espaguete Voador em toda Indonésia oriental, transformando o país muito no que conhecemos hoje, no qual maconha é considerada uma erva do capeta que deve ser coibida com a morte de seu portador.

Cultura[editar]

Ambiente de tradições milenares, a província de Gorontalo destaca-se culturalmente pelo hábito de seus habitantes em fazer o tal Karawo (carajo segundo os espanhóis), que nada mais é que um crochê, bem feio por sinal, todo gritantemente colorido.

Turismo[editar]

Gorontalo é uma região conhecida como "O Paraíso Perdido", apelido carinhoso para o fato de que ninguém sabe como chegar lá, especialmente porque Tuvalu é tão próximo, mas então teoricamente deveria atrair muitos turistas devido às suas inúmeras belezas naturais, mas existem outros locais tão bonitos quanto em outras partes do mundo que não requerem você se afastar completamente da civilização.

O grande destino turístico é a Ilha Saronde, espécie de versão indonésia da Ilha de Caras. É só uma ilhota vazia, com um Sol de lascar e a possibilidade de mergulhar para olhar uns corais, nada que não possamos fazer vendo umas fotos, sem precisar visitar um local no qual vão te matar se você fumar um inofensivo baseado.