Gosto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Feijaoovofrito.jpg Este é um artigo gastronômico.

Para entendê-lo, é preciso comer essa mistureba do caralho aí do lado.

Anemonas.jpg Este artigo é relacionado à biologia.

Não estranhe se ler que 1/5 dos pinguins machos são gays.

Cquote1.png Você quis dizer: Sabor? Cquote2.png
Google sobre Gosto
Cquote1.png Não faz sentido nenhum! Cquote2.png
Qualquer um sobre definições de gosto e sabor.
Cquote1.png Aceita que dói menas! Cquote2.png
Feminista sobre citação acima.
Cquote1.png AAAAI, GOSTOOOSO!! Cquote2.png
Jailson Mendes sobre gosto.
Cquote1.png Sal junho e sal a gosto! Cquote2.png
Seu tio engraçadão sobre gosto.
Cquote1.png Gosto não se discute! Cquote2.png
Clichê sobre gosto.

Gosto é a informação psicografada na língua que permite ao cerumano entender o sentido quando o DJ detonar as sensações do paladar. É como se fosse um meme na "línguanet".

Como o gosto funciona[editar]

O gosto é sentido em pequenas crateras impregnadas de uma caca esbranquiçada parecida com creme de cottage de leite de texugo podre. Essa caca é constituída de bastões parecidos com lombrigas, chamadas fibras gustativas, que levam aos nervos lingual, facial e anal glossofaríngeo. O nervo lingual é responsável pelo tato do gosto da cebola, a temperatura do gosto da pimenta e a dor do gosto do jiló. O nervo facial é responsável pela cara de cu que alguns alimentos fazem e só faz parte da festa porque aquelas lombrigas acabam fazendo parte de um trambolho no tímpano. O nervo "grossofaringe" é o responsável por levar a sensação do gosto, ou seja, é ele quem faz o trabalho.

Todos os procedimentos são feitos via sinapses, que mudam dependendo da droga que a lombriga da cratera fumou.

Tipos de gostos[editar]

Gatoso depois de comer algum um deles na internet.
  • Azedo - Também conhecido por ácido, devido à droga fumada pela lombriga ser um ácido, de preferência de Arrhenius, e à corrosão da língua depois do consumo. O ácido cítrico das frutas do gênero masculino Citrus e o sulfúrico da Sukita são exemplos perfeitos. Sim, a raça humana constatou isso gotejando ácido na língua. Devido a essas circunstâncias, o gosto azedo é bem esculachado, principalmente quando o assunto é leite.
  • Amargo - É o oposto do azedo, ou seja, a droga é uma base, embora seja tão odiado quanto, talvez até mais. A causa, motivo, razão ou circunstância para tal ódio se dá pelo que os conservadores mais odeiam, depois de gays e muçulmanos: a evolução. Plantas que contém veneno geralmente são amargas, uma forma de avisar ao inocente animal que elas são prerigosas, já que não têm uma caveira em seus corpos.
  • Umami - WTF?! Isso existe? SIM! O último dos gostos é o japonês umami, que significa "gostoso". É bem idiota um gosto gostoso, mas o descobridor não resistiu à sensação. Detectada na presença de glutamato, especialmente o monossódico, é o gosto das carnes, que anteriormente eram consideradas salgadas, doces ou amargas. Sua maior vantagem é realçar os outros gostos, embora o salgado faça o mesmo com o doce.

A infame diferença entre gosto e sabor[editar]

O gosto é algo fixo: um bom chocolate é amargo, um vagabundo é doce e a xereca da tua mãe é azeda ou salgada. Já o sabor é subjetivo: um bom chocolate tem sabor de cacau, um vagabundo tem sabor de manteiga rançosa e a xereca da tua mãe tem sabor de gorgonzola contaminada com vinagre vencido.

A treta é decorrente do fato de que o senso comum ditou que era o contrário, pois gosto lembra o verbo "gostar", que é pessoal, e sabor parece mais fluente porque é mais esnobe de se falar. Entretanto, o senso comum não tem jurisdição nessa porra, logo, o que ele pensa não impolta. Resumindo, o que você acha que é gosto é sabor e o contrário vale também.

Ver também[editar]