Grêmio Esportivo Bagé

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Clubismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o Cruzeiro, o Atlético Mineiro ou o Ipatinga. Seja engraçado e não apenas idiota.


Grêmio Esportivo Bagé
Escudo do Bagé.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Grêmio Esportivo Axé
Origem Bandeira do Brasil Brasillink={{{3}}} Rio Grande do Sul Bagé
Apelidos Jalde-gay
Torcedores
Torcidas {{{torcidas}}}
Fatos Inúteis
Mascote Abelha
Torcedor Ilustre
Estádio Pedra Muda
Capacidade 10.000
Sede
Presidente Carlinhos
Coisas do Time
Treinador Véio Lemos
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador Pancho do Feliciano
Time
Material Esportivo Rola Moça
Liga Campeonato Gaúcho
Divisão Série B
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Cquote1.png Nem eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre Grêmio Esportivo Bagé
Cquote1.png Ganhar do Bagé é mara! Cquote2.png
Seu Ladir sobre Bagé

Grêmio Esportivo Bagé é um clube da cidade de Bagé, com 5º maior número de torcedores da cidade pode ser classificado como time tradicional de Bagé, perdendo apenas para seu maior rival Guarany Futebol Clube e para os times do E. C. Caieira, Pedra Branca F. C., Grêmio Náutico Passo das Pedras e Grêmio Esportivo Ivo Ferronato.

História[editar]

Fundação[editar]

O Grêmio Bagé foi fundado no dia 11/9/24, por dez “rapazes” que tinham a vontade de ter certa privacidade no vestiário. Com pouco tempo de fundação, o Bagé como é conhecido, obteve um grande número de torcedores, em sua grande maioria Gays. A primeira partida realizada pela agremiação foi contra o time do Íbis. Em um jogo comemorativo o Bagé acabou perdendo por 24x0 para o time considerado o pior do mundo. Um fato inusitado que marcou a partida foi que os jogadores do Bagé, começavam a acariciar os jogadores adversários, isto tudo com o apoio total da torcida.

Trajetória[editar]

O time do Bagé na grande maioria dos anos é formado por jogadores de péssima qualidade que trocam seus serviços por alimentação. Muitos deles, além de trabalhar na agremiação, à noite realizam “xangas” num ponto muito conhecido da cidade nas proximidades da CEEE.

A maioria de seus clientes, pessoas de família, com boas instruções, é do time rival que solicitam o serviço dos jogadores apenas como uma forma de agradecimento as históricas derrotas em campo.

O Grêmio Esportivo Bagé não ganha qualquer título há milhares de anos, possuindo também menos títulos estaduais que seu rival, menos vitórias em clássicos e menor torcida. Segundo fonte segura, Times New Roman, 12, o Grêmio Bagé pretende vender seu estádio, o Moura Rock Stadium, para montar um time competitivo e tentar ganhar alguma coisa e, enquanto isso, mandará suas partidas no Militão, lugar que possui infra-estrutura adequada aos seus torcedores.

Temporada 2011[editar]

Os dirigentes elaboraram um ousado projeto para que a Equipe pudesse, finalmente, conquistar um título: disputar a terceira divisão, onde só estão times medíocres, e portanto, do mesmo nível do Bagé. Mas como a equipe estava na Segundona, o primeiro passo seria garantir o rebaixamento a classificação para a terceirona 2012. E este objetivo foi facilmente cumprido, pois o campeonato estava na metade e o Bagé já estava rebaixado.

Uniforme[editar]

O uniforme original e oficial do Bagé é em sua grande parte rosa com alguns detalhes em branco. As camisas mais vendidas são as que possuem o número 24 e o número 69.

Nos últimos anos, um decreto fez com que o Grêmio Bagé adotasse o uniforme doado por um clube Uruguaio, o Peñarol. Neste decreto havia uma solicitação da FGF para que o uniforme tradicional fosse trocado, pois o Pelotas estava perdendo um grande número de torcedores para o Bagé.

Por possuir uniforme preto e amarelo, sua torcida se autodenominou de abelhinhas, com a promessa de que, aonde quer que fossem para apoiar a equipe, levariam um ferrão no rabo. Outro fato relativo ao uniforme do clube diz respeito às suas listras verticais, que representam a palavra "viados", em linguagem de código de barra.

Estádio[editar]

Veja o campo do Bagé após a reforma.

O estádio do Bagé, conhecido como “Pedra Dura” tem aproximadamente 10 mil lugares, divididos em 5 mil torcedores sentados nas pedras duras do estádio e os outros 5 mil sentados no colo.

Os torcedores do Grêmio Bagé são conhecidos por serem torcedores acostumados com um alto grau de sofrimento.

O Bagé tem uma torcida organizada, com 24 membros. A “Furiosas Jalde-gay” nome adotado pelos membros é loucamente apaixonada pelos jogadores e comissão técnica.

O time atualmente disputa a segunda divisão do campeonato estadual, e tem previsão para voltar a elite do gauchão em 2024.