Grampeador

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rob Schneider interpretou um grampeador em um de seus filmes icônicos

O grampeador faz parte da grande família feliz dos materiais de escritório.

Ele serve para grampear (dã!) folhas de papel, ou qualquer coisa improvisada que você consiga grampear, apesar de isso não ser recomendado pelo MEC. O verbo grampear é usado quando se quer que grampeie alguma coisa, e a única instância em que se dá para usar esse verbo é com um grampeador, porque prender não soaria bem... Ou soaria?

O grampeador tem filhos, os grampos. Eles magicamente acabam todas as vezes que você pega um grampeador emprestado para grampear algo, daí você tem que perder ainda mais tempo correndo atrás de alguns grampos perdidos. Também acontece de você ser um idiota que não presta nem para grampear algo, e acaba grampeando errado, fodendo todo o canto da folha e gastando os grampos. Você, então, se humilha pedindo para outra pessoa grampear para você... Só que agora, acabou os grampos de novo! E o ciclo se repete...

Se você for extremamente idiota, é capaz até de grampear os próprios dedos. Quem grampeia os dedos uma vez, nunca mais repete o mesmo erro. A dor é pior que a de pisar em um LEGO.

Onde encontrar[editar]

Você pode encontrar grampeadores em escritórios, mas assim como a maioria dos outros materiais de escritório, ele só serve de enfeite, para enriquecer o ambiente, evitando que pareça um escritório de segunda. No lugar de grampear folhas, as pessoas geralmente usam clipes de papel, assim não precisam fazer força para juntar as folhas e não correm o risco de sofrer um acidente de trabalho. O único material usado em escritórios é a caneta, para assinar alguma coisa ou desenhar pênis nas horas de tédio. Ou seja, o grampeador é inútil, a não ser que alguém invada a empresa (ver seção abaixo).

Em escolas, geralmente só aquele aluno riquinho tem grampeador, e no dia de entregar um trabalho, todo mundo pede o grampeador emprestado para ele. Mas isso não quer dizer que os outros alunos são pobres ou idiotas por não trazerem grampeador de casa, idiota é o riquinho que traz grampeador só para se achar, já que são raras as instâncias em que se usam grampos em sala de aula, então o idiota só carrega peso extra na mochila. Quando nenhum aluno tem grampeador, geralmente eles vão na diretoria pegar um emprestado, e a probabilidade de ele voltar inteiro é... Bem, a mesma dos livros da biblioteca retornarem inteiros, ou seja, mínimas.

Arma[editar]

Tiroteio de grampos.

Um grampeador pode ser usado como arma também, e como já foi dito que a dor de grampear seus dedos é pior que o inferno, pode ser muito efetivo.

Basta tirar a parte em que se apoia a folha e apertar o gatilho. Infelizmente, um grampeador demora mais para recarregar do que uma arma de fogo real, pois a dificuldade para se enfiar os grampos numa porra dessas é de outro mundo. Então, a única praticidade de usar um grampeador como arma é o fato de você ter ele em sua casa ou escritório.

Talvez seja por isso que as listas de materiais escolares nunca pedem grampeadores. Mas tanto faz, hoje em dia os alunos levam seus próprios canivetes e pistolas para aula.

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]

  • Grampeador sem grampos, é tipo tesoura sem ponta, mas com essa tesoura ainda dá para cortar seus coleguinhas. Pelo menos não precisa gastar comprando grampos.
"Este esboço é fraco. Você pode ajudar o artigo
dando Biotônico Fontoura a ele .