Grupiara

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Grupiara é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Como conseguiu internet nesse buraco?

Sciences de la terre.svg.png

{{c|O governo não confirma a existência de Grupiara.|Governo de Minas|Grupiara}

Grupiara é uma cidade de Minas Gerais com míseros 1300 habitantes, ou até menos. O que se sabe de Grupiara é que ela foi construída muito perto de um rio, talvez uma nova modalidade de suicídio lento: pois quando as águas sobem, mata toda a negada que estiver mais perto do rio.

Essa é uma das vantagens do estado do triângulo: por quer onde você vá, sempre encontrará cidades que foram construídas de 3km à 3cm do rio principal.

FUUUndação[editar]

Cidade de Grupiara e o rio prestes a acabar com o sofrimento de 1000 pessoas que moram por lá.

Fundada em 1800 e lá vai pedrada, a cidade em si virou município só depois da iniciativa maluca dos habitantes que queriam sair da merda. Mas como já é de costume, caipiras que moram em cidades miseráveis assim são como lombrigas: se saem da merda morrem.

O prefeito da cidade e fundador dela já estava ciente disso: ele fez com que os urbanistas fizessem algo anti-ético para a profissão deles (mais tarde o prefeito teria armado contra os urbanistas, fazendo com que eles tivessem que pagar indenização por isso) e fazendo ruas que ficassem ridiculamente pertas da água.

Cidade[editar]

A cidade é uma manchinha no meio do nada, uma verruga no meio do rosto feio que é o estado de Minas Gerais. A cidade também é o maior centro de pessoas com QI que está por volta de 50 pontos. Mas isso não interessa muita gente, já que na cabeça dos habitantes de Grupiara e das pessoas que nascem por lá, existe um parasita chamado "Restartônium" que iria literalmente foder com a mente de seu hospedeiro, fazendo ele ouvir os CDs de rock colorido nacional (música nacional e rock nacional são duas coisas poderosas para destruir mentes) e fazer com que as pessoas se afoguem durante as deságuas do rio que circunda a cidade.

Dessa maneira, a população atualmente é de 1300 pessoas...Mas claro, essa contagem foi feita até o ano de 1970. Pode não ter sobrado ninguém lá. Mas ninguém se importa com uma cidadezinha dessas mesmo, nem o documento dos direitos humanos é reconhecido lá.

Atualmente[editar]

A cidade está submersa. Se não está submersa é uma ilha em que as pessoas, como não sabem fazer barcos começaram a se comer (no bom sentido, é claro) até só sobrar um canibal que iria morrer de solidão... Final muito clichê de filmes apocalípticos.