Guaíba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Uma das pontes acima do esgoto de Guaíba

Guaíba é uma cidade da região sul que está mais precisamente localizada em uma terra chamada de Rio Grande. Lá é um lugar bonito em que pessoas usam bombachas e tomam chimarrão. Foi em Guaíba que nasceu o finado humorista Carlos Nobre, um dos principais colunistas do jornal Zero Hora. Ninguém que tenha mais de 35 anos se recorda das piadas na penúltima página do jornal – mesmo as que zoavam com o ex-presidente da Federação Gaúcha de Futebol Rubens Hoffmeister (o “Rúbis”) –, mas, das mulheres peladas que ilustravam sua coluna, as mãos deles lembram muito bem. Guaíba ficou conhecida nacionalmente graças ao traficante Juan Carlos Abadía, que era dono de uma fazenda no distrito de Alto do Mathias. Que orgulho para uma cidade, hein?

Seu lema é "Berço da Revolução Farroupilha" apesar de nenhum livro de história citar Guaíba durante a Revolução Farroupilha.




Cquote1.png Você quis dizer: Fim de mundo Cquote2.png
Google sobre Guaíba
Cquote1.png Você quis dizer: O Lago Guaíba sobre Assunto Cquote2.png
Google sobre Guaíba
{Você quis dizer|Cidade sem hospital| Cquote1.png O ônibus tá demorando, não é? Morador a espera do ônibus. Cquote2.png Cquote1.png Acho que levei um tiro! Cquote2.png
Morador baleado se dirigindo ao hospital de Porto Alegre
Cquote1.png Takadas ou classe a? Cquote2.png
Funkeiro escolhendo a balada
Cquote1.png E aí, vamos voltar? Cquote2.png
Periguetes andando pela beira
Cquote1.png Vamos no cinema? Cquote2.png
Guaibense sofrido indo para Porto Alegre
Cquote1.png Olha ali o Xuxa! Cquote2.png
Morador avistando o Armandinho de Guaíba
Cquote1.png Maikbom picolés, está marca você conhece e confia Carro de picolés pelos bairros Cquote2.png Cquote1.png Olha a galinha Cquote2.png
Caminhão vendendo galinhas em Guaíba
Cquote1.png Temos cerca de oitenta médicos em Guaíba Cquote2.png
Prefeito falando sobre médicos
Cquote1.png Eu fiz um parto! Cquote2.png
prefeito contente por foder a população sem uma maternidade descente na cidade
Cquote1.png Nosso transporte público é uma maravilha! Cquote2.png
Prefeito sobre os ônibus que fazem mais barulho que vulvuzelas




População[editar]

A população lá é constituída por alguns operários e mão de obra tercerizada. Essas pessoas tem fama de serem filiadas ao MST, mas isso é apenas separatismo que ocorre na cidade. A política lá é muito importante e parece ser o único lugar do Brasil que não vive de pão e circo.

Ainda sim há guerras ocorrendo na região sul da cidade, muitos vira-latas foram mortos após o conflito ter se agravado ao passar dos anos.

Guerra de 500 anos[editar]

A cidade possui a maior guerra não reconhecida pelo Guinnes: são mais de 500 anos de guerra entre o MST e o PC do B, mesmo que a guerra só teria começado ano passado e eles alegam que existe a 500 anos... Ninguém sabe o que passa pela cabeça dos moradores, ninguém está dando a mínima.

Ponto Turísticos[editar]

A cidade de Guaíba possuí poucos pontos turísticos já que é uma cidade minúscula, mas ainda assim é possível encontrar algumas curiosidades lá.

  • Rua São José: É a Rua 25 de Março de Guaíba. Possúi vários comerciantes ilegais, bolivianos flautistas, mendigos pedindo esmola além de ter sempre muita gente se empurrando.
  • A "Beira": É uma calçada que fica na beira do valão Guaíba. O cheiro do esgoto a céu aberto atrai funkeiros e piriguetes de 12 anos a esse local. É muito comum encontrar vans que vendem cachorro-quente com carne de cachorro. Há um pier caindo aos pedaços no local para quem quer sentir o aroma exalado pelo esgoto e para quem gosta de arriscar a vida.
  • Praça da Bandeira: É um local que nenhum guaibense vai, só os turistas que o visitam. É usado para fazer a feira do livro que as escolas obrigam os alunos a ir dar uma olhada.
  • Escadaria para o Inferno: O único local do mundo que tem uma passagem para o inferno. O capeta já é bem recebido na cidade sempre que aparece por lá e é quase um guaibense. Fica localizada no cento da cidade.
  • Praia da Alegria: Com o difícil acesso ao mar, os guaibenses se contentam com o valão Guaíba para se refrescar no verão, mesmo que estejam correndo o risco de morte se banhando naquelas águas.
  • Coelhão: Atualmente é um ginásio usado por escolas para treinar obesos. Já foi um zoológico de pobre, com dois ou três macacos, um jacaré, um cágado e várias jaulas vazias; mas devido ao mal trato aos animais o zoológico foi fechado.
  • Morro da Guampa: Localizado à oeste da cidade, é uma mini favela que abriga uma das várias comunidades carentes da cidade. Como toda favela, é um morro com vários barracos em cima dos outros, ruas minúsculas e cheias de buracos e não possúi rede de esgoto. Não existe lugar mais fedorento em toda Guaíba do que esse.
  • Santa Rita: Os moradores deste bairro estão pedindo a emancipação. As paisagens dos valos abertos atraem todos os tipos de traficantes que usam o local para desovar corpos e deixar alguns pertences perdidos durante a perseguição policial.
  • Cipreste: Uma árvore na qual abriga várias crianças de doze anos, muito utilizada para putaria e outros fins como fumar maconha.
  • Bairro Bom fim: Grande ponto turístico em questões de tráfico de drogas, um local onde pode-se utilizar drogas, matar, roubar na frente da polícia que nada acontece. Funciona como uma passarela para os vidas loucas desfilarem com seus nikes, possuí também lan houses onde os computadores não possuem nenhuma serventia.

Dados[editar]

  • Alguns dados indicam que as pesquisas na cidade são manipuladas, igual a essa.
  • A cidade possui um saldo de -9,0% de pessoas que visitam a cidade por causa de suas mercadorias.
  • O partido da cidade não é definido, enquanto alguns dizem que é do MST, PC do B, PCU... Outras falam que é uma anarquia mesmo e que a suruba rola solta.
  • Os empregos lá tem um salário mínimo de... Ah! Por que estou falando isso pra você?
  • Cerca de 99,9% da população Guaibense é funkeira.