Guarani de Goiás

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Guarani de Goiás é uma cidade pequena dimais da conta no meio do nada do Centro-Oeste, bem perto de onde Judas perdeu as sandálias. Vale lembrar que não é um Guarani qualquer, é de Goiás!

História[editar]

População inteira de Guarani de Goiás indo para Goiânia.

O protótipo do povoado surgiu em 1915, tempo em que a Dercy Gonçalves estava no auge de seus 35 anos. A capela Nossa Senhora do Santo Dízimo foi obrigada a presenciar a chegada de retirantes do nada, que formaram uma vila com o tosco nome de Riachão, de posse dos fazendeiros ricos da região.

Os primeiros moradores foram vivendo da agricultura e pecuária, o que fez com que o local fosse notado pelo mundo e causou a chegada de cada vez mais retirantes, que acabou fazendo com que aquilo se tornasse uma cidadezinha.

Daí em 1963 o povoado conquistou a sua independência do nada, tornando-se um vilarejo emancipado, o que não faz muita diferença.

O nome foi escolhido por índios guarani após invadirem a prefeitura e renderem as autoridades.

Economia[editar]

Economia ainda baseada na agricultura, mas lá ainda tem uma indústria para a tristeza do Greenpeace. São apenas 550 fazendas distribuídas simetricamente como nos tempos antigos.

Geografia[editar]

Situada na Mesorregião do Paraná, a vegetação de Guarani de Goiás é de mato, mato e mais mato.

População[editar]

População de uns 4000 habitantes que não sabem o que estão fazendo ali.

Como em Guarani tem mais homens que mulheres, o machismo ainda é válido, como na Idade Média.