György Lukács

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ReaperlogoDare.gif György Lukács já morreu!

Cortaram o fio de prata pra vender no camelô!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Georg Lukács se preparando para comer mais uma criancinha, o que poucos sabem é que mais tarde ele foi queimado e se tornou Freddy Krueger

Cquote1.png Você quis dizer: George Lucas? Cquote2.png
Google sobre György Lukács

Georg Lukács foi um marxista. Assim como todo marxista, suas cores favoritas eram o vermelho e o amarelo. Como não foi um militante ferrenho, passava suas tardes a brincar de consciência de classe, ao som de hinos da Internacional e também, batendo figurinhas de barbudos revolucionários com seu colegas.

Sua principal criação foi a reificação, quando matou uma mosca que havia pousado nas páginas de "O Capital".

Seu restaurante favorito era o "Stalin´s Burgers" onde podia apreciar seu prato favorito, contradição ao molho Hegel, mal passado, é claro. Apreciava também uma boa bebida, como a "Vodka Adorno" e a "Whisky Marcuse".

Ideias[editar]

Bom, antes de qualquer coisa não é esse o cara que criou o Star Wars. Dito isso, a libertação do capitalismo significa a libertação do domínio da economia. A civilização cria, assim, o domínio humano sobre a natureza; mas, como consequência, o homem cai sob o domínio desses meios que haviam lhe dado a possibilidade de dominar a natureza. O capitalismo assinala o ponto culminante desse domínio. No capitalismo não existe classe que, por sua posição produtiva, esteja voltada a criação da cultura. A destruição do capitalismo, a sociedade comunista, altera a questão justamente neste ponto. Ela quer criar uma organização social na qual se destina a cada um esse modo de vida que na época pré-capitalista somente as classes dominantes podiam levar. Com isso começa a história da humanidade. Da mesma maneira que a história, no seu velho significado, começou com a civilização e a luta do homem com a natureza pertence a época "pré-histórica", assim o historiador do futuro começará a verdadeira história da humanidade com o comunismo desenvolvido. O domínio da civilização significará então a segunda época "pré-histórica". Naturalmente, essas ideias nunca lhe trouxeram muitos benefícios, e ele teve de se contentar com uma pequena aposentadoria paga pelo governo comunista da Hungria. Dizem que isto lhe fez mudar de ideia, e ele largou o comunismo, em uma cerimônia de batizado no MC Donalds, com trinta litros de Coca Cola e dez Big Mac's.

150px-Nietzcheasayoungwoman.jpg
Filósofos, ateus e outros maconheiros viados pensadores
v d e h

Adam Smith | Agostinho | Albert Camus | Anaxágoras | Anthony Giddens | Aristóteles | Arquimedes | Arthur Schopenhauer | Averróis | Avicena | Ayn Rand | Blaise Pascal | Chanakya | Confúcio | Demócrito | Descartes | Diógenes | Émile Durkheim | Empédocles | Epicuro | Francis Bacon | Friedrich Engels | Galeno | Giordano Bruno | György Lukács | Goethe | Hegel | Heráclito | Horácio | Immanuel Kant | Jean-Paul Sartre | John Locke | Jürgen Habermas | Karl Jaspers | Karl Marx | Karl Popper | Lao Zi | Leonardo Boff | Louis Althusser | Ludwig Feuerbach | Luiz Felipe Pondé | Márcia Tiburi | Maquiavel | Marco Aurélio | Marilena Chauí | Martin Heidegger | Max Stirner | Michel Foucault | Montesquieu | Nessahan Alita | Nietzsche | Noam Chomsky | Olavo de Carvalho | Pitágoras | Platão | Roger Bacon | Rousseau | Sartre | Sêneca | Simone de Beauvoir | Sócrates | Sólon | Søren Kierkegaard | Sun Tzu | Tales de Mileto | Theodor Adorno | Thomas Hobbes | Thomas Kuhn | Tomás de Aquino | Voltaire | Walter Benjamin | Wilhelm Dilthey | Zenão de Eleia