H. Romeu Pinto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

H. Romeu Pinto é um famoso sexólogo brasileiro, também já trabalhou no Ministério da Justiça.

No Ministério[editar]

No Ministério ele rebeceu o seguinte requerimento:

"Esmeraldas, 05 de marco de 1999.

Eu, Maria José Pinto, gostaria de saber da possibilidade de se abolir o sobrenome Pinto de meu nome, já que a presença do Pinto tem me deixado embaraçada em varias situações. Desde já antecipo agradecimento e peço deferimento. Maria José Pinto."

O Doutor H. Romeu Pinto em toda a sua glória e beleza

Em resposta, ele enviou a seguinte mensagem:

"Cara Senhora Pinto. Sobre sua solicitação de remoção do Pinto, gostaríamos de lhe dizer que a nova legislação permite a retirada do seu Pinto, mas o processo é complicado e doloroso. Se o nome tiver sido adquirido após o casamento, a retirada é mais fácil, pois, afinal de contas, ninguém é obrigado a usar o Pinto do marido se não quiser. Se o Pinto for de seu pai, se torna mais difícil, pois o Pinto a que nos referimos é de família e vem sendo usado por várias gerações. Se a senhora tiver irmãos ou irmãs, a retirada do Pinto a tornaria diferente do resto da família. Cortar o Pinto de seu pai pode não ser algo muito agradável para ele. Outro porém está no fato de seu nome conter apenas nomes próprios, e poderá ficar esquisito caso não haja nada para colocar no lugar do Pinto. Isso sem falar que as demais pessoas estranharão muito ao saber que a senhora não possui mais o Pinto de seu marido. Uma opção viável seria a troca da ordem dos nomes. Se a senhora colocar o Pinto na frente da Maria e atrás do José, o Pinto pode ser escondido, porque a senhora poderia assinar o seu nome como Maria P. José. Nossa opinião é a de que esse preconceito contra este nome já acabou há muito tempo e que, já que a senhora já usou o Pinto do seu marido por tanto tempo, não custa nada usá-lo um pouco mais. Eu mesmo possuo Pinto, sempre o usei e poucas vezes o Pinto me causou embaraços.

Numa expedição à África, feita à navio, encontrou o M. Gerundino, companheiro de pesquisas, o qual descobriu que a prática do sexo na rede pode ser mais saudável que nos outros cantos normais, como cama, sofá, mesa de sinuca etc. Ele mesmo comprovou sua tese fazendo testes sendo ele mesmo a cobaia. Infelizmente, morreu anos depois, por uma forte pneumonia agravada pela AIDS.

H. Romeu Pinto

Ministério da Justiça - Brasília/DF"

Saiba Mais[editar]