Hedonismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Amor é um livro, Sexo é esporte, Sexo é escolha, Amor é sorte... Cquote2.png
Rita Lee praticando o Hedonismo

Hedonismo (do grego hedonê, "prazer", "vontade", "tirando essa preguiça no coro") é uma teoria ou doutrina filosófico-moral que afirma ser o prazer o supremo bem da vida humana, pois é com prazer que se faz tudo bonito, ou não.

Sobre o Hedonismo[editar]

Diversão grega.

Surgiu na Grécia e importantes representantes foram Aristipo de Cirene e Epicuro. O hedonismo filosófico moderno procura fundamentar-se numa concepção mais ampla de prazer, muito prazer mesmo entendida como felicidade para o maior número de pessoas.

O significado do termo em linguagem comum, bastante diverso do significado original, surgiu no iluminismo e designa uma atitude de vida voltada para a busca egoísta de prazeres momentâneos. Com esse sentido, "hedonismo" é usado de maneira pejorativa, visto normalmente como sinal de decadência, pois quem não tem prazer em algo que se fa, para que ainda está vivo?

Hedemonismo filosófico[editar]

Diversão mais comum por aqui.

O Hedonismo é muito confundido com o Epicurismo, apesar de eles possuírem divergências claras. O epicurismo surge através de Epicuro, que levando em conta o hedonismo que o antecede irá, segundo suas concepções, aperfeiçoá-lo, ou seja, é meter a pica de vez e lançar porra pra tudo onde mirar. Salientando que o prazer deverá ser regido pela razão, o que resulta em moderação, fazer porque quer e não porque te mandam na marra. Para Epicuro o prazer é configurado como total ausência de dor e domínio sobre as emoções e sobre si mesmo, em resumo, o prazer só se tem quando se trabalha, você ainda lendo isso enquando poderia fazer muita coisa com prazer.

Hedonismo em uma frase[editar]