Hetalia: Axis Powers

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
A luz e as trevas... Espera aí: Isto é incesto!
Hetalia: Axis Powers é algo que Myu de Borboleta aprova!

Este é um típico artigo Yaoi, que menciona coisas gays que só gays yaoístas curtem. Se você é cabra omi e odeia Yaoi, NÃO LEIA este artigo, pois ele pode levá-lo para o lado rosa da força, mas se carapuça serve, sente, digo, sinta-se à vontade.

Hetalia: Axis Powers
ヘタリア Axis Powers
Hetalia cover.jpg
Um anime muito histórico
Gênero Yaoi, Comédia, Histórico
Mangá
Autor Hidekaz Himaruya
Divulgação {{{divulgação}}}
Onde sai Japão
Primeira publicação Março de 2008
N° de volumes Um monte!!
Anime
Dirigido por Bob Shirohata
Estúdio Studio Deen
Onde passa No planeta Terra
Primeira exibição Janeiro de 2009
N° de episódios muitos
Filmes 1, que não faz sentido
OVAs alguns.
Hetalia: tornando o nazismo sexy e kawaii desde 2008.

Hetalia: Axis Powers é um mangá e anime criado por Hidekaz Himaruya baseado nas grandes guerras e conflitos internacionais ao longo da história. Este seria mais um anime idiota nada normal com sangue e armas gigantes se não fosse o fato de que os países em questão não serem imensos blocos de terra, mas sim homens jovens e bonitos, cada um com a personalidade da população de seu país. Como você pode concluir, a quantidade de estereótipos é extrema, então espere ver a França representada por um loiro gay tarado, a Itália como um cara fraquinho, viciado em macarrão que tem relações suspeitas mais do que na cara com o Alemanha, que por sua vez só come salsicha e batatas.

Como todo anime composto 99% de homens jovens e bonitos, Hetalia seria mais um alvo das impiedosas fangirls desenhistas de yaoi, porém, para evitar isto, o autor da série foi extremamente engenhoso: ele mesmo se antecipou e criou seu próprio yaoi entre os próprios personagens, gerando pela primeira vez um anime em que eventualmente dois personagens que nada tem a ver um com o outro se violam sem motivo aparente, e tudo isso fazendo parte da história. Piadas de duplo sentido e personagens homens com relacionamentos excessivamente íntimos também são frequentes. Desta forma após você assistir o anime você nunca conseguirá ter uma aula de história sobre a aliança França-Inglaterra sem se esconder em baixo de sua cadeira horrorizado. Ou sem conseguir parar de rir, caso você seja uma fangirl.

Típico yaoi criado por fangir... Oh, espere, foi o próprio autor que desenhou isto!

Apesar de seus esforços para evitar que os fãs criassem uma nova definição extremamente gay da independência dos EUA, aconteceu o efeito contrário, e hoje de cada 10 desenhos yaoi existentes na internet, 11 são de Hetalia. É fato que todas as combinações de países envolvidos em atos yaoi já foram feitos, já chegando ao ponto de que se uma criança desavisada procurar Japão x China para um trabalho de aula no Google Imagens, a chance de os primeiros vinte resultados serem um cara de olhos puxados e rabo de cavalo estuprando um cara de kimono e cabelo de tigela é de cerca de 100%.

O anime segue fielmente a história do mangá, e como cada história do mangá tem apenas quatro ou cinco quadros, o ritmo do anime é ridículo: uma história dura 10 segundos, os personagens falam um por cima dos outros e é preciso pausar constantemente para tentar entender o que está acontecendo. Cada episódio dura 5 minutos, mas acontece mais coisa em cada um deles do que em um episódio de 30 minutos de um anime com ritmo normal.

Personagens[editar]

Alemanha e Itália Veneziano, o casal principal da história

Os personagens de Hetalia são todos países, e apesar de em português o nome dos países serem geralmente femininos, a grande maioria dos personagens de Hetália são homens, mas o anime já é por si só já é tão confuso que tentar traduzir qualquer coisa se torna um problema menor. A menos que seja mencionado o contrário, todos os personagens da lista abaixo são homens:

Núcleo Principal: Eixo[editar]

Itália Veneziano[editar]

Cquote1.png PASTAAAAAA~! Cquote2.png
Itália Veneziano sobre qualquer coisa
Por algum motivo é o personagem principal de um anime sobre todos os países do mundo (tanto que Hetalia traduzido é Itália idiota). É melhor amigo de Alemanha e Japão, sempre sendo muito útil a eles com suas habilidades de fazer bandeiras brancas, macarrão no deserto, transformar Alemanha em gay e sair correndo toda vez que dá merda. Quando era pequeno virou escravo na casa de Áustria, que como tinha mais o que fazer do que ficar sendo babá de um pirralho com cara de mulher, o deixou sobre os cuidados de Hungria, que o ensinou a ser travesti. Foi ai que sua trajetória gay começou, e Itália conheceu Sacro Império Romano, seu primeiro cliente, que acabou inventando uma desculpa e fugindo por ter descoberto que tinha algo de errado com aquela garota. Depois de muita solidão e de fingir pegar garotas para dar uma de homem, seu armário ficou muito pequeno e óbvio, então ele se escondeu numa caixa de tomates onde conheceu seu segundo e atual macho, Alemanha, de quem é melhor amigo e completamente dependente. O tal alemão até lhe pediu em casamento, mas como um bom enrustido Itália recusou, voltando a se esconder no fundo do armário (para a tristeza de Japão, que queria ver a viadagem rolar solta). Tem uma relação complicada com seu irmão mais velho, já que este quer que ele saia logo do armário para ele poder fazer o mesmo.

Alemanha[editar]

O líder do harém eixo. É o único com boas habilidades de combate, sendo responsável por treinar militarmente Itália e Japão, sempre sem muito sucesso. Gosta de comer salsichas e batatas apenas. Foi criado por seu irmão mais velho Prússia, que por ser albino... bem todos sabem o que acontece com albinos nos animes, mas para a tristeza do alemão, que não aguentava mais o desgraçado enchendo seu saco, Prússia não morreu, e até hoje continua não só infernizando sua vida, mas ainda por cima tentando pegar seu homem. Como sempre foi muito solitário, aguentou a inutilidade de Itália só por ele ser seu único amigo, e depois de muitos abraços, beijos, palavras de carinho e afeto, tomar banho juntos, dormir pelados juntos... Ele ainda não sabe direito o que sente por ele, apesar de já ter o pedido em casamento. Apesar de ser um dos países mais novos, sempre tem que botar moral nas reuniões, já que os outros países só querem fazer barraco. É o deus do Doitsuísmo (só assim pra aguentar tudo isso).

Japão[editar]

Japão, o único personagem heterossexual um personagem tão gay quanto todos os outros.

Um país calado e tímido que sofre um grande choque cultural ao ter que se juntar a outros países na segunda guerra. Tem problemas com a comida e a cultura italiana e alemã e não entende o hábito de seus dois aliados andarem seminus por aí, apesar de achar que isto também se deve a uma diferença cultural. No ínicio parece até um cara quieto e certinho, mas no fundo, como 99999% de sua população, é apenas um otaku que quer ver a viadagem rolando solta, e encontra o paraíso ao perceber que todos (ou a grande maioria) de seus colegas nações são um bando de bichas enrustidas doidas por um pinto. Ao contrário de seus amigos do Eixo, ninguém sabe ao certo quem é o macho de Japão, já que teve uma relação extremamente suspeita com Holanda quando ainda era um viadinho com medo de sair de casa, já foi comido por Grécia (mesmo tendo fingido que não aconteceu nada depois), já ganhou flores de Inglaterra e já morou com América num episódio. Mas considerando que em Hetalia todo mundo pega todo mundo, descobrir isso não é algo tão necessário.

Núcleo Principal: Aliados[editar]

América[editar]

América e Inglaterra, em uma imagem que faz tanto sentido quanto o anime.(fangirls entendem perfeitamente. É como se a imagem dissesse "agora só falta comer".)

Apesar de ser o mais forte dos países, é o próprio Homer Simpson: Burro, só come porcaria, fala alto... enfim tudo que você esperaria de um americano capitalista. Sua função na série é atrapalhar as reuniões, encher o saco de Inglaterra jogando na cara dele o quanto é melhor e depois comê-lo, não ter nenhuma noção geográfica (da próxima vez que usar o Google Maps lembre-se que veio da casa dele), tremer feito uma bichinha com qualquer filme de terror merda, invadir o banho do Japão, desenhar mal pra caralho e salvar o cu dos europeus nas guerras. Seu melhor amigo é o ET Bilu e seu maior inimigo costumava ser Rússia, mas como atualmente ele também é seu amigo, a posição foi tomada pelas balanças.

Inglaterra[editar]

Cquote1.png Que porra de sobrancelha é essa??? Cquote2.png
Qualquer um sobre Inglaterra
A primeira vista parece apenas o típico britânico: Convencido, acha que sabe de tudo, vive bebendo chá (literalmente, até mesmo no campo de batalha no meio de um ataque inimigo), fã de Harry Potter e macumbeiro, mas na verdade é um tsundere cu doce do caralho que tem amigos imaginários e é conhecido pelos fãs como o "cu do mundo" (o que não faz muito sentido, já que a Inglaterra invadiu quase o mundo inteiro). Em doujinshis é quase sempre desenhado como um shota inocente que só fica reclamando e chorando, mesmo lendo pornô nas reuniões, ficando de aventalzinho quando está bêbado (quando não está chorando por América) e tendo uma tatuagem que muitos afirmam ser no pinto. Nunca superou o fato de ter sido abandonado por América, e vive tentando se mostrar melhor que ele. Já dormiu com o América uma caralhada de vezes (em uma delas enquanto o ET Bilu gritava 'fuck' ao fundo) e vivem tendo momentos de lágrimas, lembranças e como sempre, muita viadagem. Odeia França desde que eram pequenos, mas muito provavelmente já deu/foi estuprado por ele e vive xingando Alemanha (e todo mundo) por vários motivos aleatórios. Tem como capacho particular Portugal, mesmo já tendo sido odiado pelo irmão dele. Fora os mencionados aqui já dormiu com uns 5927281721891 países, já que já foi a super potência a "dominar" o mundo antes de perder o titulo pro filhinho amante balofo dele, apesar disso, é sempre o "dominado" da relação(mais um motivo pro lindo apelido citado logo ali em cima), com exceção dos ships que envolvem países asiáticos, porque bem... são asiáticos. Se quiser ver Inglaterra, apenas vá a Londres e procure um loiro com taturanas na cara correndo de toga branca ou avental junto com um francês pelado.

França[editar]

França, trajando roupas típicas do seu país.

Provavelmente o único personagem que gosta de mulher (como um bom francês também gosta de homens e qualquer outro tipo de gênero, chegando a no próprio mangá dizer que ele gosta de tudo que e bonito(golfinhos podem ser bonitos....)mas acredite, esse será o melhor que você vai encontrar em Hetalia), está constantemente molestando outros personagens e levando foras deles, especialmente de Inglaterra, com quem tem uma relação parecida com a de casamento em crise: Sabem tudo um do outro, vivem brigando, sempre estão nos mesmos lugares e resolvem tudo se estapeando ou fazendo sexo. Gosta tanto de greves que virou a Magical Strike, uma versão cabeluda de qualquer anime de magical girls por ai, que só serviu para dar as fangirls mais ideias para seus desenhos e fanfics e para encher mais ainda os bolsos do autor. Seus passatempos são tentar comer todo mundo, fazer pose bebendo vinho, ficar pelado, encher o saco de Inglaterra, fazer baderna por ai com seus amigos (Prússia e Espanha, os únicos idiotas suficiente para aguentar ele por vontade própria) e obviamente, entrar em greve.

Rússia[editar]

Rússia, planejando fazer coisas terríveis ao ânus do pobre Lituânia

Um pobre coitado que por nunca ter tido amigos, ficou revoltado, baixou a Gasai Yuno e saiu estuprando anexando todo mundo que morava perto dele. Sua arma é uma torneira, que apelidou carinhosamente de cano mágico, o que já dá a entender pra que ele o usa. No começo era um pirralho fracote que sempre apelava pra o hack do frio, mas hoje em dia é um dos mais fortes, colocando medo na maioria das nações. Vive com um sorriso no rosto, talvez por estar sempre planejando como vai destruir todos os outros (ou só está muito chapada de vodka). Tem duas irmãs, Ucrânia (uma camponesa gostosa que largou ele pela União Europeia) e Bielorussia (uma mina sinistra e também gostosa que ele queria que o largasse), e por sua experiência com elas, resolveu desistir das mulheres e tentar pegar alguém mais fácil, como seu escravo particular Lituânia, e o cara que vamos falar agora.

China[editar]

O mais velho de todos os países vivos, parece uma menina, mas tem um pirocão então você esperaria que fosse um dos mais tranquilos e sábios certo? ERRADO. Junto com Polônia, China é o maior trap do anime, e quando não está dando chilique nas reuniões por Inglaterra ter fodido (na criação, seus tarados) Hong Kong ou por Japão não lhe respeitar mais, está procurando coisas fofinhas para comprar (e piratear óbvio). Sempre termina suas falas com -aru, o que já mostra uma dica do que ele ama dar as pessoas. Está sempre com sua Hello Kitty pirata e seu chefe é o Shen Long.

Personagens secundários[editar]

Coreia do Sul[editar]

Um país que seria bastante secundário, não fosse o fato de ter causado tanta controvérsia que os coreanos tentaram a todo custo impedir o lançamento do Hetalia em anime. Apesar de não ter aparecido no anime por este mesmo motivo, no mangá ele admira muito o Japão e a China, e, em um capítulo tido como o mais controverso, ele tenta estuprar o Japão, o que gerou alvoroço entre os coreanos, por eles acharem um absurdo o Coreia não ser o passivo da relação. Um esforço inútil, visto que o Japão é um dos poucos personagens heterossexuais da série (cof, cof, mentira, cof, cof). Apesar de não participar das sagas principais, nas sagas menores Coreia pode ser visto molestando o Japão e importunando o China constantemente.

Itália do Sul[editar]

Irmão de Itália Veneziano, mais conhecido como Romano, e mesmo sendo o mais velho não ganhou o lugar de protagonista (talvez porque animes com personagens principais chatos e tsunderes já existem aos montes). É como uma versão intensificada de Inglaterra, está sempre chorando e/ou brigando, mas sem as sobrancelhas e sem coragem nenhuma. Quando era pequeno foi repassado de Áustria para Espanha, afinal certo quatro-olhos não aguentava alguém como ele fazendo desordem na sua casa. No lar espanhol, foi mimado pra caralho (apesar de ter que usar sempre um vestido rosa) o que só aumentou sua chatice (e o fez virar passivo oficial de Espanha quando cresceu). Atualmente continua enchendo o saco do pobre Alemanha por ele comer seu irmãozinho, e grava filmes com Prússia que se passam em apenas uma sala, sem figurinos... Você já sabe do que estamos falando. Ama tomates e até tem uma musiquinha gay sobre eles. No Halloween de 2011 se fantasiou da vóvó da Chapeuzinho Vermelho.

Áustria[editar]

Aristocrata da pinta grande que antigamente era um ricaço cheio de servos, mas foi decaindo até virar apenas um quatro-olhos que vive tocando piano e sendo infernizado por Prússia ou então precisando que Hungria salve seu cu dele. Já morou algum tempo com Alemanha (o que nos faz questionar se a casa dele é um lar para sem-tetos), onde vivia infernizando a vida do pobre coitado. Usa óculos de grau falso só pra pagar de cool. Foi casado com Hungria (e com uma caralhada de gente), mas eles se divorciaram porque ele é viado e não comia ela quando o Império Austro-Húngaro acabou. Poderia ser considerado para a lista de personagens héteros pelo número alto de casamentos, mas provavelmente é casado com um piano.

Espanha[editar]

Um dlç mongol retardado que todo mundo acha que é pedófilo (por seu interesse mais do que na cara suspeito com os irmãos Itália quando eram pequenos), mas provavelmente é burro demais para pensar em algo assim. Suas aparições 99,9% das vezes são por causa de Romano (seja num flashback de quando era babá dele ou tendo que fazer favores para o italiano atualmente) e nos outros 0,1% aparece se fodendo em alguma guerra ou fazendo alguma merda com seus amiguinhos. Tem uma relação complicada com seu irmão Portugal, por ele viver lhe fodendo (não no sentido literal, ou sim, ninguém sabe). Foi estuprado por Inglaterra na era pirata, mas hoje os dois são miguxinhoos.

Hungria[editar]

Uma das poucas mulheres da série e talvez a única a receber um pouco mais de destaque, provavelmente por ser a única coisa que faltava no elenco principal: Um macho de verdade. Enquanto os outros homens dão uma de fodões mas na verdade são umas bichonas enrustidas, Hungria é exatamente o contrário: Apesar de suas roupinhas de menininha fofa, quebra a cara de qualquer um. Para impedir que assim como em todos os animes yaoi, ela fosse odiada pelas fãs (porque a lógica delas é que qualquer garota "atrapalha" os shipps), o criador fez algo muito inteligente: Assim como Japão, Hungria quer mais é ver a viadagem rolando solta. Quando era pequena achava que era um homem e que seu pinto ia crescer, mas obviamente foi outro lugar que cresceu (e muito). Tem uma rixa com Edward Cullen România. Os fãs vivem brigando para decidir se o macho oficial dela é Prússia ou Áustria

Cquote1.png Que tal eles dois se comerem e eu tirar fotos? Cquote2.png
Hungria sobre Esse comentário.


Grécia[editar]

Cquote1.png Gostoso,cremoso, quando acaba a gente quer de novo! Todo mundo quer, qualquer hora, em qualquer lugar, quando acaba a gente quer de novo! Cquote2.png
comercial de iogurte sobre sobre a Grécia ser o país que faz mais sexo no mundo,segundo alguma pesquisa inútil um iogurte muito bom

Grécia é um país europeu que vive nos destroços da mamãe e dedica seu tempo a dormir, cuidar e cheirar gatinhos, dormir,ser inútil, dormir, filosofia de boteco, dormir afundar a economia da UE, dormir, dar uns pegas Japão, brigar com o Turquia pra ver quem pega mais o Japão,dar o rabico pro Turquia e dormir. Você provavelmente não percebeu, mas ele dorme a maior parte do tempo em que aparece e se não está dormindo provavelmente está brincando com gatinhos ou filosofando sobre a vida e sobre seja lá o que for que os filósofos filosofam a resposta é 42 mesmo , graças a isso parece ser meio lerdo, já que você sabe o que quem cursa filosofia usa Ultimamente ele também tem incluído pedir dinheiro ao Alemanha entre uma ou outra soneca em sua rotina super movimentada.

Suíça[editar]

O cara que chegou mais próximo de ser considerado hétero em Hetalia, e se não fosse seu cu doce seu comportamento confuso perto de Áustria, teria conseguido essa difícil posição. Gosta de ficar em cima do muro porque tem mais o que fazer do que se meter nos barracos dos outros países (tipo ganhar dinheiro e cuidar de sua irmãzinha retardada que ninguém sabe falar o nome), então normalmente mete bala em qualquer um que entre em seu território sem permissão (normalmente essa pessoa é Itália, correndo pelado por ai para surpreender seu macho).

Prússia[editar]

Irmão mais velho de Alemanha, e todos se perguntam como diabos ele ainda está vivo (provavelmente nem o capeta quis aguentar ele). Tem mania de se achar o tal, mesmo sendo mais forever alone que Rússia (você tem que ser muito merda pra perder para alguém que foi rejeitado por um hamster) e muito menos útil do que ele (afinal hoje em dia não faz mais porra nenhuma além de ficar escrevendo blog na internet como aqueles nerds de 30 anos que moram no porão da mãe). Seus únicos amigos são um loiro tarado e um mongol, além de um pinto amarelo que vive em sua cabeça, e odeia Áustria por ele não lhe dar a bunda ser muito fresco e aristocrata (mesmo já tendo conquistado as regiões vitais dele). Existia a teoria dele ser heterossexual graças a sua vontade de ser notado por Hungria, mas sua obsessão por Áustria, seu desejo pelo macho do próprio irmão e por ter feito um pornô com o irmão-do-macho-de-seu-irmão (esse é o nível de falta de lógica nos relacionamentos em Hetalia), o mito de existir alguém homem em Hetalia que não seja a Hungria novamente caiu por terra. Vive com a voz rouca por gritar muito quando é comido algum caralho de motivo.

Canadá[editar]

Cquote1.png Quem? Cquote2.png
O mundo todo sobre Canadá
Irmão fantasma do América, basicamente serve para ser esquecido pelos outros países, se foder por causa do América (mesmo já tendo se vingado e feito o gordo chorar), ser confundido por Inglaterra e Cuba por parecer com o América, e ser assediado pelo França (o que obviamente, causou um shipp, afinal tudo é casal em Hetalia). Tem um urso em quem pôs o genial nome de "Urso branco", e que mesmo assim não lembra o nome (o que não importa muito já que o próprio urso não lembra dele). Tem a mania fabricar todos os seus produtos com uma folha de maconha maple.

Holanda[editar]

Cquote1.png Quanto paga? Cquote2.png
Holanda sobre tudo

Assim como Suíça, é um dos muquiranas da série, chegando ao ponto de nem cozinhar em casa pra não ter que sujar nada. As coisas que mais gosta na vida são dinheiro, seus irmãos, dinheiro, foder o Espanha nas guerras para vender armas pra ele e ganhar mais dinheiro e tulipas. Quase sempre aparece com um cachimbo, que obviamente sabemos o que tem. Tem um coelhinho de estimação, talvez porque parece e se comporta de um jeito tão masculino que o criador precisava dar um jeito de deixar ele mais parecido com os outros personagens.

Nórdicos[editar]

Os nórdicos, prontos para uma suruba

Grupo de secundários que mesmo quase nunca aparecendo tem muito mais fãs do que muitos principais (apesar de serem tão gays quanto eles). Exceto raras ocasiões, quase sempre aparecem juntos fazendo coisas de nórdicos, como construir móveis. O grupo é formado pelos seguintes idiotas:

Dinamarca: O líder dos nórdicos porque nenhum dos outros queria essa posição besta e sempre faz questão de deixar isso bem claro. No passado fez um monte de merdas com os outros membros do grupo, mas hoje em dia é apenas um retardado mental que compete com Holanda e Alemanha pela posição de "cabelo mais cheio de gel da série". Vive dizendo que Noruega é seu macho melhor amigo, mas este não lhe dá bola.

Noruega:

Cquote1.png Me chame de Onii-chan Cquote2.png
Noruega sobre Islândia
Macumbeiro com cara de bunda, que como todo bom norueguês é viciado em manteiga e café. Já foi puta de Dinamarca, mas hoje em dia não perde a oportunidade de foder ele (só para depois ser fodido de noite). É obcecado por ser chamado de Onii-chan por Islândia, e até foi pro teste de DNA do Ratinho por isso. Tem um telefone em forma de cruz satânica que sempre fica preso no seu cabelo, que usa pra falar com seu amigo imaginário Troll.

Cquote1.png Porque ele tem um troll e eu tenho um coelhinho gay? Cquote2.png
Inglaterra sobre isso.

Cquote1.png Porque será? Cquote2.png
Pessoa normal sobre Inglaterra dar a bunda.

Suécia: O único assumidamente homossexual da série, o que de certa forma o faz parecer bem macho (afinal antes gay assumido do que bicha enrustida), é bastante quieto e só quer viver uma vida tranquila com sua "wife", seus filhos (um ele comprou adotou no E-bay, e o outro vive tentando matar ele) e a cadelinha de nome escroto. Assim como Noruega, quase sempre está com a mesma cara.

Finlândia:

Cquote1.png Cadê meu presente, seu filho da puta. Cquote2.png
Criança sobre Finlândia
O Papai Noel com cara de shota que dá pornô como presente de Natal. É o cara bonzinho do grupo e está sempre tentando ajudar seu amigo nerd Estônia a entrar nos nórdicos (sem sucesso, porque ninguém gosta de nerd inútil jogador de LOL). No episódio 69 (uma ótima coincidência, não?) fugiu da casa de Dinamarca com Suécia, e depois de ser encochado por ele virou sua wife (o engraçado é que mesmo negando o fato, os 2 vivem aparecendo juntos), e com o sueco tem 1 filho e uma cadela. Sua maior habilidade é dar nomes escrotos a animais.

Islândia: O forever alone do grupo, já que mora na casa do caralho. O mais novinho dos nórdicos, e por isso é tratado como irmãozinho pelos outros, especialmente por Noruega, que ama encher seu saco com isso (mesmo os dois sempre discutindo sobre quem fica com mais peixe). Tem um passarinho do capeta que bebe e fala com voz de mafioso. A maioria dos fãs acredita que ele e Hong Kong tem um caso, só por já terem se falado uma vez (é assim que funciona a lógica da shippagem em Hetalia).

História[editar]

O anime se divide em 4 temporadas, onde a única coisa que muda é a quantidade de purpurina adicionada.

Hetalia Axis Powers: Onde tudo começou. Nela acontece o primeiro episódio mais confuso da história dos animes e vemos como o casal principal se conheceu, além de se focar mais na 1 e 2 guerra.

Hetalia World Series: Quase a mesma coisa da outra, mas com mais viadagem, e ao invés de muitos episódios com o passado de Itália, temos o passado... bem do outro pedaço da Itália, além da primeira aparição de Nekotalia, que é a mesma merda só que com os personagens como gatos.

Hetalia The Beautiful World: A temporada onde a viadagem começou a se mostrar, com cores mais vivas e muuuita purpurina. 99% dos episódios são fanservice, então temos um episódio onde todos usam roupas extremamente gays, o episódio da festinha do pijama com filminhos de terror, o episódio onde todos se transformam em mulheres (que são mais machos que suas versões masculinas)... enfim a temporada para as fangirls fazerem a festa.

Hetalia World Twinkle: Como a purpurina da temporada anterior já não era suficiente para demonstrar a tamanha viadagem da série, resolveram fazer algo muito inteligente: Já mostrar no título o nível de gayzisse, e daí surgiu Hetalia: Mundo brilhante (ah, e também dobraram a purpurina). Foi basicamente a temporada dedicada aos secundários, onde uma boa parte dos principais mal deu as caras. A música de encerramento ganhou o prêmio da melhor dança do universo... para tentar imitar e acabar se quebrando inteiro.

2P Hetalia[editar]

2P Axis, ensinando a suas contra-partes como é ser macho.
2P Aliados, prontos pra encher o saco de alguém.

Cquote1.png QUANDO VIRA OFICIAL? Cquote2.png
99% dos fãs sobre 2P Hetalia


Quando se pensa num anime sobre nações, logo vem a mente guerras, sangue e a desgraça toda, mas obviamente esse não é o caso de Hetalia. Porém, tudo isso mudou quando Himaruya estava tendo um dia emo e desenhou versões na TPM das versões femininas dos personagens. Logicamente, os fãs não perderam tempo para criar Edolas 2P Hetalia, que é como uma versão um pouco mais masculina dos personagens. O problema é, como tudo criado por fãs, cada um tem sua versão diferente, então como praticamente tudo relacionado a esse anime, não perca seu tempo tentando entender a lógica. Aqui vai uma lista dos principais 2p:

2p Itália: Muito mais macho que sua contraparte, é ele que manda no Eixo, apesar de no fundo ainda ser apenas uma bicha baixinha revoltada. Gosta de comer macarrão com menstruação, e parece ter a mesma doença da TPM eterna que Romano e Inglaterra tem.

2p Alemanha: Versão baiana de Alemanha. Um vagabundo covarde que prefere pegar alguém do que trabalhar. Apesar de ser um dos principais, quase ninguém liga pra ele.

2p Japão: Quase a mesma merda de sua contraparte, até mesmo na aparência só o que muda é o olho e a roupa, só que ao invés de ficar atrás de viadagem, prefere assistir mulheres peitudas estupradas por tentáculos.

2p América: Um vegan tarado que vive andando por ai com um taco cheio de pregos e assedia qualquer coisa que tenha um buraco. É mais adulto que sua contra parte (o que não é uma tarefa lá muito díficil), mas tão irritante quanto.

2p Inglaterra: Merece um prêmio por ter conseguido ser ainda mais viado que sua contra-parte. Usa roupas coloridas e está sempre fazendo cupcakes com seu ingrediente especial.

2p França: Esse também devia ganhar um prêmio, mas por mostrar que é possível um francês ser macho. Não liga pra porra nenhuma, quando não está fumando e bebendo está pegando alguma vadia pelas esquinas.

2p Rússia: Cara cheio de olheiras que apesar de se declarar pacifista, vive com uma cara de que vai matar alguém.

2P China: Tarado que vive chapado de ópio. Conseguiu deixar sua contra-parte um pouco mais máscula, aparecendo na maioria das vezes sem o cabelinho comprido.

2P Canadá: Puxou ao seu pai França a filodofia de não dar a mínima pros outros e parecer bem mais macho que sua contra-parte, mas na verdade forma com ele um dos casais mais gays das fanarts, Red Velvet Pancakes (Panquecas Menstruadas). Então assim como Inglaterra, apenas parece macho a primeira vista.

2p Prússia: Maior fã de Simple Plan da ficção, é um emo deprimido que todas as fãs acham kawaii.

2P Romano: Loiro oxigenado que demonstra como seria sua contra-parte se decidisse sair do armário de vez. É a típica patricinha que ama compras e roupas de marca e sua função é encher o saco do 2p Itália.

Eventos[editar]

Gráfico bizarro tentando definir (sem sucesso) quem come quem no universo de Hetalia.

Hetalia Day[editar]

Não você não leu errado, existe realmente uma data comemorativa dedicada a essa merda série, e é realizada em outubro (a data muda quase todo ano) e normalmente é o dia para fãs se encontrarem, fazerem brincadeiras retardadas, e depois fazerem inveja pro amiguinho que não pode ir.

Hetaween[editar]

Como diz o nome, o evento de Halloween, desenhado pelo criador e postado em seu blog nos anos que ele está a fim. Normalmente se passa numa festa com direito a concurso de fantasias, e já foi palco de muitas roupinhas gays.


Christmas event[editar]

Não tão relevante quanto o anterior, mas acontece nunca algumas vezes.

April fools (1 de abril)[editar]

Porque será que as fãs gostam desse evento?

Foi o palco dos momentos mais gayyyyys de todos, com direito a Inglaterra vestido de enfermeira. Normalmente envolve França tentando estuprar todo mundo com roupas escrotas fofinhas, e basicamente é uma desculpa para dar fanservice as fangirls.

Qualquer data comemorativa importante nas nações[editar]

É apenas normal (especialmente no tumblr e em sites de fanfics) ver fãs postando desenhos de aniversários nas datas de Independência dos países ou chorando e cortando os pulsos no 4 de julho. Caso seja uma pessoa normal apenas saia correndo antes de ser contaminado.

Galeria[editar]

Ver também[editar]

v d e h
Este artigo fala sobre um anime.